La Femme aux Bottes Rouges

[rating;1]

(Disponível no Cine Antiqua do YouTube 2/2022.)

Há poucas coisas mais belas de se ver no mundo do que Catherine Deneuve em 1974, aos gloriosos 29 aninhos. Da mesma forma, há poucos filmes menos arrasadoramente doidões, maluquetes, ilógicos e nonsense do que este La Femme aux Bottes Rouges que Juan Luís Buñuel perpetrou sete anos depois que seu pai, o grande mestre do anti-realismo, filmou La Deneuve em Belle de Jour. Continue lendo “La Femme aux Bottes Rouges”

O Casamento de Maria Braun / Die Ehe der Maria Braun

Nota: ★★★☆

(Disponível em DVD.)

Rainer Werner  Fassbinder era um gênio – mas gênio talvez seja um adjetivo pequeno para ele. O cara era tão absolutamente, delirantemente, loucamente, freneticamente fora de série que parece simples e lógico entender que a criatura não era humana. Era um ser enviado para este planeta sem qualquer importância por uma civilização muitíssimo mais avançada para ensinar algumas coisas básicas para os primatas que o habitam – e teimam em destruí-lo mais e mais a cada dia. Continue lendo “O Casamento de Maria Braun / Die Ehe der Maria Braun”

O Discreto Charme da Burguesia / Le Charme Discret de la Burgeoisie

Nota: ★☆☆☆

Em O Anjo Exterminador, um dos grandes clássicos da fase mexicana de Luis Buñuel, de 1962, os convidados para um grande banquete não conseguiam deixar o salão. Não conseguiam sair dali, simplesmente não conseguiam. Em O Discreto Charme da Burguesia, um de seus últimos filmes, feito em 1972, de novo na França, onde havia iniciado a carreira gloriosa, seis pessoas tentam jantar – e não conseguem. Simplesmente não conseguem. Continue lendo “O Discreto Charme da Burguesia / Le Charme Discret de la Burgeoisie”

Feios, Sujos e Malvados / Brutti, Sporchi e Cattivi

Nota: ★★☆☆

Quando fez Feios, Sujos e Malvados, em 1976, o grande Ettore Scola vinha de Nós Que Nos Amávamos Tanto (1974), uma obra-prima, uma absoluta maravilha, um hino ao socialismo, à solidariedade, ao amor, um painel da História da Itália ao longo de três décadas que é também um afresco sobre o próprio cinema italiano. Continue lendo “Feios, Sujos e Malvados / Brutti, Sporchi e Cattivi”

Robin e Marian / Robin and Marian

Nota: ★★★☆

Robin e Marian, que Richard Lester dirigiu em 1976, é um bom filme de aventuras e batalhas, mas é, sobretudo, uma esplêndida, maravilhosa história de amor – o reencontro de dois amantes após 20 anos de separação. A magnífica, gloriosa oportunidade do reencontro quando os amantes já estão bem longe da juventude – e são interpretados, meu Deus do céu e também da Terra, por um Sean Connery de barba grisalha e uma Audrey Hepburn que havia desaparecido das telas de cinema por longos nove anos, desde Um Clarão nas Trevas, de 1967. Continue lendo “Robin e Marian / Robin and Marian”

O Assassinato de Trotsky / The Assassination of Trotsky

Nota: ★★½☆

O Assassinato de Trotsky é uma co-produção França-Itália-Inglaterra de 1972, dirigida por um cineasta de grande prestígio, o americano Joseph Losey, com estrelas de primeiríssima grandeza – Richard Burton, Alain Delon, Romy Schneider – e outros atores importantes – Valentina Cortese, Enrico Maria Salermo, Jean Desailly. Continue lendo “O Assassinato de Trotsky / The Assassination of Trotsky”

Num Dia Claro de Verão / On a Clear Day You Can See Forever

Nota: ★★☆☆

Barbra Streisand aos 28 anos, em seu terceiro filme, depois dos sucessos Funny Girl (1968) e Alô, Dolly (1969). Yves Montand com seu absoluto charme chegando aos 50 anos. Na direção, Vincente Minnelli, o mestre do musical  e da comédia elegantes. Continue lendo “Num Dia Claro de Verão / On a Clear Day You Can See Forever”

A Morte de um Corrupto / Mort d’un Pourri

Nota: ★★★½

A Morte de um Corrupto, de 1977, é um belo filme. Com um elenco estelar, impressionante, narrativa sólida, envolvente, ritmo firme, fotografia impecável, trilha sonora brilhante, é um mergulho na corrupção não de um homem ou um grupo, mas de todo o sistema político de um país. No caso é a França, mas o que o filme parece querer deixar claro é que poderia ser qualquer um. Continue lendo “A Morte de um Corrupto / Mort d’un Pourri”