Irresistível / Irresistible

Nota: ★★★½

(Disponível no Prime Video em 9/2023.)

Irresistível/Irresistible, produção do cinema independente norte- americano de 2020, escrito e dirigido por Jon Stewart, é engraçadíssimo, hilariante. Mas, ao fim, deixa um gosto bem amargo na garganta do espectador, em especial do espectador que preza a democracia, as liberdades básicas, o respeito aos direitos fundamentais. Continue lendo “Irresistível / Irresistible”

Vice

Nota: ★★★★

(Disponível na Amazon Prime Video em 8/2023.)

Maravilhoso, extraordinário, de aplaudir de pé como na ópera, Vice, escrito e dirigido por Adam McKay, de 2018, tem duas características marcantes, fortes, uma formal, a outra de fundo. É um filme inventivo, cheio de criativóis, fogos de artifício, sacadas. E, ao mostrar a vida e a carreira, da juventude à velhice, de Dick Cheney, o vice-presidente de George W. Bush, não é, nem procura ser, de forma alguma, uma obra neutra, objetiva, sem tomar partido. Continue lendo “Vice”

O Conde / El Conde

Nota: ★★★☆

(Disponível na Netflix em 2/2024.)

Estávamos todos muito enganados: Augusto Pinochet não morreu. Até porque é um vampiro, um bebedor de sangue, de preferência de gente jovem, um comedor de corações humanos – O Conde (2023), de Pablo Larraín, o mostra comendo corações diversas, diversas vezes, ou batido no liquidificador ou direto da mão para a boca gulosa. E, como se sabe, não é fácil um vampiro morrer. Continue lendo “O Conde / El Conde”

Olhar Invisível / La Mirada Invisible

Nota: ★★★☆

(Disponível na Netflix em 2/2023.)

Co-produção Argentina-França-Espanha, La Mirada Invisible, no Brasil Olhar Invisível, de 2010, é um filme esmeradamente realizado – e esmeradamente pretencioso. Pretende ser uma metáfora sobre a ditadura argentina de 1976-1983, ou, de maneira mais ampla, sobre todas as ditaduras; sobre os paralelos entre as pessoas reprimidas, psicológica e sexualmente, e a repressão exercida pelas ditaduras; sobre a disciplina rígida exigida por algumas instituições da sociedade, e como as pessoas com algum grau de poder, do general-presidente ao guarda da esquina, são tomados de fascinação exatamente pelo poder que assumiram. Continue lendo “Olhar Invisível / La Mirada Invisible”

Pra Frente, Brasil

Nota: ★★★½

(Disponível no YouTube em 2/2023.)

Forte, violento, virulento, apavorante, aterrador – em doses gigantescas, descomunais. Em 1982, ainda durante a ditadura, Pra Frente, Brasil expôs de maneira crua a prática disseminada da tortura a que eram submetidos os opositores do regime dos generais e os inocentes apolíticos – como o personagem interpretado por Reginaldo Faria – que eram confundidos com opositores. Continue lendo “Pra Frente, Brasil”

Ambiciosa / The Farmer’s Daughter

(Disponível no Cine Antiqua do YouTube em 12/2022.)

The Farmer’s Daughter, no Brasil Ambiciosa, a comedinha romântica de 1947 que deu o Oscar de melhor atriz para a bela, simpática, fascinante Loretta Young, tem coisas bem interessantes. Em especial porque fala do protagonismo da mulher, em uma época em que isso absolutamente não era usual, e de política, um tema sobre o qual o cinema de Hollywood de então não sabia muito bem como falar. Continue lendo “Ambiciosa / The Farmer’s Daughter”

A Diplomata / The Diplomat

Nota: ★★★★

(Disponível na Netflix em 4/2023.)

A Diplomata, co-produção Reino Unido-EUA de 2023, é tudo o que uma série sobre política internacional, espionagem e diplomacia poderia sonhar ser quando crescesse. É assim do nível de House of Cards e de Homeland, duas séries absolutamente maravilhosas, extraordinárias. Continue lendo “A Diplomata / The Diplomat”

Intimidade / Intimidad

Nota: ★★★½

(Disponível na Netflix em 8/2022.)

Intimidade, série espanhola, mais especificamente basca, lançada mundialmente em junho de 2022 pela Netflix, é uma obra feminina. Definitiva, escandalosa, maravilhosamente feminina. E excelente, brilhante, cinema da mais alta qualidade. Continue lendo “Intimidade / Intimidad”

Viúvas Sempre às Quintas / Las Viudas de los Jueves

Nota: ★★★☆

(Disponível na Netflix em 7/2022.)

Ainda não se passaram sequer 5 dos 122 minutos do filme quando o espectador vê que há três homens mortos dentro da piscina da casa da primeira personagem que aparece na tela, Teresa (o papel de Ana Celentano). O que significa que teremos na história, portanto, três viúvas – mas não vem daí o título do filme, Las Viudas de los Jueves, que a Netflix exibe no Brasil como Viúvas Sempre às Quintas. Continue lendo “Viúvas Sempre às Quintas / Las Viudas de los Jueves”

Audácia de Criminoso / Behind Green Lights

Nota: ★★★☆

(Disponível no Cine Antiqua do YouTube em 9/2022.)

É impressionante como há coisa boa, interessante, atraente entre os filmes pouco falados, pouco comentados, da era de ouro de Hollywood, as décadas de 30 a 60. E é incrível como é pouco falado, pouco comentado este Behind Green Lights, no Brasil Audácia de Criminoso, um filme de trama absolutamente fascinante. Continue lendo “Audácia de Criminoso / Behind Green Lights”

O Beijo da Mulher Aranha / Kiss of the Spider Woman

Nota: ★★★★

(Disponível na GloboPlay em 7/2022.)

É tanta, mas tanta coisa a se falar de O Beijo da Mulher Aranha, esse filmaço de Hector Babenco baseado no romance de seu meio-conterrâneo Manuel Puig, que literalmente não sei por onde começar – eu, um sujeito que há mais de 50 anos mexe com o ofício de saber por onde começar um texto. Continue lendo “O Beijo da Mulher Aranha / Kiss of the Spider Woman”

A Cortina de Ferro / The Iron Curtain

Nota: ★★½☆

(Disponível No Cine Antiqua do YouTube em 8/2022.)

Pouquíssimo conhecido hoje, A Cortina de Ferro/The Iron Curtain, produção da 20th Century Fox de 1948 dirigida por William A. Wellman com, mais uma vez, a dupla Dana Andrews-Gene Tierney, é um filme que tem importância histórica. Continue lendo “A Cortina de Ferro / The Iron Curtain”

Zuzu Angel

Nota: ★★★½

(Disponível na GloboPlay em agosto de 2022.)

Zuzu Angel era uma mulher que representava perigo para a ditadura militar que dominou o Brasil entre 1964 e 1985. Um perigo muito maior do que o de seu filho, Stuart Edgar Angel Jones, ativista da luta armada que foi torturado até a morte em quartel do Rio de Janeiro, em junho de 1971. Continue lendo “Zuzu Angel”

Alguém Tem Que Morrer / Alguien Tiene que Morir

Nota: ★★☆☆

(Disponível na Netflix em maio de 2022.)

O título parece indicar uma daquelas séries policiais sobre máfias, quadrilhas ou serial killers, mas não é nada disso. Alguien Tiene que Morir, co-produção México-Espanha de 2020, uma minissérie extremamente mini exibida pela Netflix, é um drama familiar em que a política é o elemento principal.

Continue lendo “Alguém Tem Que Morrer / Alguien Tiene que Morir”