Sombras de um Crime / Marlowe

Nota: ★★★½

(Disponível na Amazon Prime Video e, 9/2023.)

Marlowe, no Brasil Sombras de um Crime, produção de 2022 caprichadíssima, chocante, espantosa, fascinantemente bem cuidada, me deixou pensando em como o cinema é mágico, como o cinema é capaz de fazer as coisas mais inacreditáveis acontecerem diante de nós. Com perdão (ou sem) do autor da frase original, Marlowe é uma bela prova de que o cinema é a magia 24 quadros por segundo. Continue lendo “Sombras de um Crime / Marlowe”

Perry Mason – A Segunda Temporada

Nota: ★★★★

(Disponível na HBO Max em julho de 2023.)

Esta série Perry Mason, produção caprichadíssima da HBO, com o galês Matthew Rhys no papel do detetive-advogado criado nos anos 1930 por Erle Stanley Gardner, é uma das melhores que já vi – e, diacho, já vi muitas. Continue lendo “Perry Mason – A Segunda Temporada”

O Morto Desaparecido / Murder is my Beat

Nota: ★★½☆

(Disponível no Dwan e Walsh Filmes no YouTube em 7/2023.)

Típico estilo B em história sobre a suposta assassina Payton descobrindo o verdadeiro criminoso. Com essa frase, ou algo bem parecido (a tradução que fiz não é literal), o crítico Leonard Maltin matou o verbete sobre o filme Murder is My Beat, no Brasil O Morto Desaparecido, que Edgar G. Ulmer lançou em 1955. Simples assim. Continue lendo “O Morto Desaparecido / Murder is my Beat”

Na Noite do Crime / Woman on the Run

(Disponível no Cine Antiqua do YouTube em 1/2023.)

A trama é ótima: em San Francisco, homem presencia um assassinato cometido por gângster, a polícia pede que ele faça a identificação do assassino e sirva como testemunha. Com medo, o homem foge – e vão atrás dele a mulher, a polícia e o assassino. Continue lendo “Na Noite do Crime / Woman on the Run”

Crime em Budapeste / Budapest Noir

Nota: ★★★½

(Disponível no Now em 6/2022.)

É uma beleza, uma maravilha este Budapest Noir, produção húngara de 2017 que teve seu título original mantido nos Estados Unidos, na Inglaterra, na Espanha, na Polônia (lá foi Budapeszt Noir). Um noir passado em Budapeste – Budapest Noir, portanto. Um título perfeito, universal, como a palavra táxi, por exemplo.   Continue lendo “Crime em Budapeste / Budapest Noir”

Quem Matou Vicky? / I Wake Up Screaming

Nota: ★★★☆

(Disponível no Cine Antiqua do YouTube em maio de 2022.)

Para os cinéfilos, em especial os que gostam dos filmes da época de ouro de Hollywood, os anos 30 a 50, este Quem Matou Vicky?, de 1941, é uma delícia. Para quem tem o dom da curiosidade, é uma interessantíssima amostra de como Hollywood via o fenômeno da transformação de uma pessoa simples, “normal”, em celebridade, 80 anos antes dos BBBs da vida, das redes sociais, dos influencers (e portanto também dos idioters). Continue lendo “Quem Matou Vicky? / I Wake Up Screaming”

Desejo Humano / Human Desire

Nota: ★★★☆

(Disponível no Cine Antiqua do YouTube em 2/2022.)

Em 1953, Fritz Lang dirigiu Glenn Ford e Gloria Grahame em um filme que é uma obra-prima – The Big Heat, no Brasil Os Corruptos, um dos mais brilhantes e admirados filmes noir já feitos. Em 1954, os três se reuniram novamente neste Human Desire, lançado no Brasil com a tradução literal, Desejo Humano. Continue lendo “Desejo Humano / Human Desire”

Dinheiro Maldito / Private Hell 36

Nota: ★★½☆

(Disponível no Cine Antiqua do YouTube em outubro de 2021. )

Lilli Marlowe usa um bracelete que imita jóias de verdade; custou US$ 11 e uns quebrados, ela mesma diz para Cal Bruner, sargento da Polícia de Los Angeles. Mais tarde, ela, Cal e também o espectador verão um bracelete quase idêntico ao dela, no braço esquerdo de uma mulher rica. Quase idêntico, só que com diamantes de verdade – uma jóia de vários milhares de dólares. Continue lendo “Dinheiro Maldito / Private Hell 36”

O Tempo Não Apaga / The Strange Love of Martha Ivers

Nota: ★★½☆

(Disponível no Cine Antiqua do YouTube em 9/2021.)

Uma das características interessantes de O Tempo Não Apaga/The Strange Love of Martha Ivers, drama pesado de 1946, é que não há propriamente mocinho na história. Não há ninguém imaculado. Muito antes ao contrário. Continue lendo “O Tempo Não Apaga / The Strange Love of Martha Ivers”

Perry Mason

Nota: ★★★★

Perry Mason, esmeradíssima produção da HBO de 2020, de oito episódios, tem o gosto amargo, pesado, apavorante de um tempo e lugar tomados pela desesperança, pela pobreza – em todos os sentidos –, pelo crime, pela corrupção. Em vários pontos, assemelha-se demais a duas obras-primas: Chinatown (1974), de Roman Polanski, e Los Angeles: Cidade Proibida (1997), de Curtis Hanson. Continue lendo “Perry Mason”

Até a Vista, Querida / Murder, My Sweet

Nota: ★★★☆

Quando Murder, My Sweet, no Brasil Até a Vista, Querida, de 1943, já passa da metade de seus 95 minutos, o detetive particular Philip Marlowe vai à casa da bela jovem Ann Grayle, a filha de um milionário que ele havia conhecido dias antes. Está um lixo, um caco: sua roupa está toda desgrenhada, suja, amarrotada. Despenteado, a barba de três dias por fazer, parece que foi atropelado por um caminhão. Continue lendo “Até a Vista, Querida / Murder, My Sweet”

Lágrimas Tardias / Too Late for Tears

Nota: ★★★☆

Não tem para ninguém. Nem para a Phyllis Dietrichson de Barbara Stanwyck em Pacto de Sangue (1944), nem para a Cora Smith de O Destino Bate à Porta (1946) – nem para nenhuma outra. Embora essas personagens e atrizes citadas sejam muito mais famosas, a Jane Palmer de Lizabeth Scott em Lágrimas Tardias (1949) é a pior femme fatale dos filmes noir.

Continue lendo “Lágrimas Tardias / Too Late for Tears”

O Caminho da Tentação / Pitfall

Nota: ★★★½

John Forbes, o protagonista de O Caminho da Tentação/Pitfall, que André de Toth lançou em 1948, tem tudo que uma pessoa pode querer na vida – e milhões e milhões e milhões de seres humanos não têm. Uma mulher muito bela, boa pessoa, que o ama, um filho aí de uns 8, 10 anos legal, inteligente, esperto, que o adora. Uma casa ampla, gostosa, confortável, num bom bairro de Los Angeles, um emprego sólido. Continue lendo “O Caminho da Tentação / Pitfall”