Entre Facas e Segredos / Knives Out

Nota: ★★★½

Knives Out, no Brasil Entre Facas e Segredos, produção americana de 2019, ganhou 45 prêmios, fora outras 94 indicações. Entre as indicações estão duas respeitabilíssimas – ao Oscar e ao Bafta de melhor roteiro original. O filme não levou nenhum dos dois prêmios, mas a história, a trama, o roteiro – tudo da autoria de Rian Johnson, também o diretor do filme – é uma absoluta maravilha. Continue lendo “Entre Facas e Segredos / Knives Out”

Robin e Marian / Robin and Marian

Nota: ★★★☆

Robin e Marian, que Richard Lester dirigiu em 1976, é um bom filme de aventuras e batalhas, mas é, sobretudo, uma esplêndida, maravilhosa história de amor – o reencontro de dois amantes após 20 anos de separação. A magnífica, gloriosa oportunidade do reencontro quando os amantes já estão bem longe da juventude – e são interpretados, meu Deus do céu e também da Terra, por um Sean Connery de barba grisalha e uma Audrey Hepburn que havia desaparecido das telas de cinema por longos nove anos, desde Um Clarão nas Trevas, de 1967. Continue lendo “Robin e Marian / Robin and Marian”

A Voz Suprema do Blues / Ma Rainey’s Black Bottom

Nota: ★★☆☆

Fala-se demais em A Voz Suprema do Blues, no original Ma Rainey’s Black Bottom. Discute-se demais, briga-se demais, berra-se demais, A grande Viola Davis, que interpreta Ma Rainey (1886-1939), a personagem-título, a pioneira do blues, até que canta uma música e é dublada em umas poucas outras; mas, sobretudo, fala demais. Continue lendo “A Voz Suprema do Blues / Ma Rainey’s Black Bottom”

Era Uma Vez Um Sonho / Hillbilly Elegy

Nota: ★★★☆

Era Uma Vez Um Sonho, no original Hillbilly Elegy, produção de 2020 dirigida pelo experiente e respeitado Ron Howard, é um daqueles bons filmes que, no entanto, não são nada agradáveis de se ver. Conta a história de uma família que sofre demais, por causa da mãe completamente instável, inconstante, desajustada, drogada. Continue lendo “Era Uma Vez Um Sonho / Hillbilly Elegy”

O Rei do Show / The Greatest Showman

[rating;3]

O Rei do Show é um filme absolutamente feérico, exuberante. Os números de canto-e-dança são muitos – e maravilhosamente executados. É um show de sons, cores, luzes, com montagem rápida, alucinante como os mais perfeitos clipes musicais dos anos 80 e 90. A história é fantástica, beira o onírico, o improvável – parece uma fantasia dos estúdios Disney. E, no entanto, é verdadeira. Continue lendo “O Rei do Show / The Greatest Showman”

Lolita

Nota: ★★★½

Todo o marketing para o lançamento de Lolita, o longa-metragem número 5 dos 12 que Stanley Kubrick realizou, foi em cima do romance em que o filme se baseava. “Como eles conseguiram fazer um filme de Lolita?” era uma das taglines – as frases de venda, os bordões, bolados pela equipe de marketing da MGM, que distribuiu o filme. Continue lendo “Lolita”