Arquivos do Rótulo: 1980’s

A Garota de Trieste / La Ragazza di Trieste

zztrieste1

Nota: ★★☆☆

Os créditos iniciais mostram que A Garota de Trieste, que Pasquale Festa Campanile lançou em 1982, baseia-se no romance de sua autoria. É bem interessante, isso, porque, ao ver o filme, o espectador fica com a nítida sensação de que toda a história foi escrita especialmente para Ornella Muti interpretar o personagem que dá o título da obra. Ler Mais »

Rendez-vous

zzrendez1

Nota: ★☆☆☆

Juliette Binoche tinha 21 aninhos em 1985, o ano em que fez Rendez-vous com o realizador André Téchiné. Era tão jovem, mas tão jovem, com uma face tão baby, que viria a ficar muito mais bela depois, mais madura. Ler Mais »

Poltergeist – O Fenômeno / Poltergeist

zzpoltergeist1

Nota: ★★★☆

Na sua época, Poltergeist foi de um fato um fenômeno. O adjetivo que os exibidores brasileiros acrescentaram ao título original cai como uma luva para o filme. Ler Mais »

A Outra / Another Woman

zzoutra1

Nota: ★★★★

Um dos seis únicos dramas entre os mais de 45 filmes de Woody Allen, A Outra/AnotherWoman, de 1988, é o mais bergmaniano de sua obra majestosa – e um dos melhores. Ler Mais »

Asas do Desejo / Der Himmel über Berlin

zzasas1

Nota: ★★★★

Se o cinema é a verdade 24 quadros por segundo, como Godard definiu num momento de brilho, Asas do Desejo é poesia 24 quadros por segundo, durante 128 minutos de absoluta beleza. Ler Mais »

Nunca te Vi, Sempre te Amei / 84 Charing Cross Road

zzcharing1

Nota: ★★★★

Nunca te Vi, Sempre te Amei, no original 84 Charing Cross Road, é um filme feito com profundo amor – o espectador percebe isso com facilidade. Um profundo amor pela história real que conta, pelos personagens que de fato a viveram. Pelos livros, pela literatura. Pelas pessoas, de maneira ampla, geral e irrestrita. Pela vida. Ler Mais »

Flash Gordon

zzflash1

Nota: ½☆☆☆

O grande Max Von Sydow e a belíssima Ornella Muti devem muito provavelmente se envergonhar desta lamentável página de suas carreiras. Talvez estivessem precisando desesperadamente do dinheiro pago a eles pelo produtor Dino de Laurentiis, essa espécie de Cecil B. de Mille europeu. Ler Mais »

Cliente Morto Não Paga / Dead Men Don’t Wear Plaid

zzdead1

Nota: ★★½☆

O cinema adora reverenciar os filmes noir dos anos 1940, 1950. Cliente Morto Não Paga, no original Dead Men Don’t Wear Plaid, que Carl Reiner lançou em 1982, é uma das muitas homenagens ao noir que o cinema já fez. Ler Mais »

O Turista Acidental / The Accidental Tourist

zzturista1

Nota: ★★★★

Apenas sete anos depois de terem protagonizado algumas das mais quentes, arrebatadoras cenas de sexo do cinema americano em Corpos Ardentes/Body Heat (1981), Kathleen Turner e William Hurt se reencontram, dirigidos pelo mesmo realizador, Lawrence Kasdan. Estão frios, gélidos. Ler Mais »

Corpos Ardentes / Body Heat

zzheat1

Nota: ★★★★

Corpos Ardentes/Body Heat é um dos melhores filmes dos anos 1980, um dos melhores filmes americanos feitos nas últimas muitas décadas, um dos melhores thrillers que já foram feitos em todos os tempos. Ler Mais »

Conduzindo Miss Daisy / Driving Miss Daisy

zzdriving1

Nota: ★★★½

Oscars de melhor filme, melhor atriz para Jessica Tandy, melhor roteiro adaptado e melhor maquiagem, fora cinco outras indicações, Conduzindo Miss Daisy, de 1989, fala de questões sérias, pesadas, de uma maneira absolutamente suave. Ler Mais »

Harry e Sally – Feitos Um para o Outro / When Harry Met Sally…

zzwhen1

Nota: ★★★★

Quando Harry conheceu Sally, foi uma catástrofe. Uma gloriosa, gigantesca, absurda catástrofe. Eram personalidades opostas, antípodas. Não concordavam com absolutamente nada do que o outro dizia. Por exemplo: tinham opiniões completamente diferentes sobre o final de Casablanca. Ler Mais »

Nos Bastidores da Notícia / Broadcast News

zzbroadcast1

Nota: ★★★½

Já se passou tempo suficiente para que se possa dizer que Broadcast News, no Brasil Nos Bastidores da Notícia, é um dos melhores,  mais interessantes filmes americanos da década de 80. Ler Mais »

A Filha da Minha Mulher / Beau-Père

zzbeau1

Nota: ★★★½

A Filha da Minha Mulher é um dos filmes mais tristes que já foram feitos. É de uma tristeza acachapante, densa, pegajosa. Ler Mais »

O Embaixador / The Ambassador

zzembaixador1

Nota: ★☆☆☆

O Embaixador é um filme curioso e, de certa maneira, até mesmo fascinante. É uma grande porcaria – mas muito bem intencionado. Me parece um dos abacaxis mais bem intencionados do cinema, e, da mesma maneira, entre os filmes bem intencionados, um dos maiores abacaxis. Ler Mais »