Arquivos do Rótulo: 1980’s

Ata-me! / Átame!

zzata0

Nota: ★★★☆

Um homem invade a casa de uma mulher, e a mantém refém, prisioneira dele. Sempre que sai para fazer alguma coisa, a amarra e a amordaça para que não peça ajuda, não fuja, não faça nada. Ler Mais »

Um Tiro na Noite / Blow Out

zzblow1

Nota: ★★★½

Entre 1980 e 1984, Brian De Palma realizou três grandes filmes, talvez os melhores de sua carreira: Vestida para Matar/Dressed to Kill (1980), Um Tiro no Escuro/Blow Out (1981) e Dublê de Corpo/Body Double (1984). Ler Mais »

A Difícil Arte de Amar / Heartburn

zzheart1

Nota: ★★½☆

Heartburn, no Brasil A Difícil Arte de Amar, que Mike Nichols lançou em 1986, me impressionou por três características. Em primeiro lugar, ele revela intimidades da vida conjugal de duas personalidades famosas, a escritora, roteirista e diretora Nora Ephron e o jornalista Carl Bernstein, do caso Watergate. Ler Mais »

As Bruxas de Eastwick / The Witches of Eastwick

zzeast1

Nota: ★★★☆

Ao rever As Bruxas de Eastwick em 2004, depois de ter visto na época do lançamento, em 1987, anotei poucas frases: “Eu tinha esquecido de como é bom esse filme. Me surpreendi com o quanto ele é inteligente, sarcástico, ferino. Como todos os fantásticos atores estão bem.” Ler Mais »

Bronco Billy

zzbronco1

Nota: ★★½☆

Em 1980, Clint Eastwood resolveu cometer uma comédia. Bronco Billy, seu sétimo filme como diretor, é uma homenagem ao Velho Oeste Selvagem, à paixão dos americanos pelo Velho Oeste, suas lendas – mas acaba também sendo uma homenagem ao western, o gênero que tornou Clint Eastwood um dos atores mais conhecidos do cinema em todo o mundo. Ler Mais »

O Feitiço de Áquila / Ladyhawke

zzlady1

Nota: ★★★½

A ação de Ladyhawke, no Brasil O Feitiço de Áquila, se passa na Idade Média. Não se especifica a época, mas é depois das Cruzadas, algo aí entre os séculos XIII e XIV. A trilha sonora tem muito solo de guitarra elétrica – forte, bela, envolvente, pop a não mais poder, a trilha composta por Andrew Powell tem a produção de Alan Parsons, o engenheiro de som dos mais belos discos de Pink Floyd, um gênio do estúdio da Londres pós-Beatles. Ler Mais »

Fala Greta Garbo / Garbo Talks

zzgarbo1

Nota: ★★½☆

Dois anos depois da obra-prima O Veredicto/The Verdict, de 1982, o grande Sidney Lumet fez este Garbo Talks. É certamente um dos filmes menos falados, menos vistos, de sua longa e extraordinária carreira de grandes obras, lançadas entre 1957 (12 Homens e uma Sentença) e 2007 (Antes Que o Diabo Saiba que Você Está Morto). Ler Mais »

Broadway Danny Rose

zzdanny1

Nota: ★★★½

Woody Allen lançou Broadway Danny Rose em 1984. Pelas minhas contas, foi seu 11º filme como realizador. O terceiro em preto-e-branco, numa óbvia homenagem a seus ídolos Ingmar Bergman e Federico Fellini. O terceiro dos 13 da era Mia Farrow (1983-1992), depois de Sonhos Eróticos numa Noite de Verão (1982) e Zelig (1983). Ler Mais »

O Enigma da Pirâmide / Young Sherlock Holmes

zzyoung1

Nota: ★★½☆

Young Sherlock Holmes, no Brasil O Enigma da Pirâmide, de 1985, tem um monte de coisas simpáticas, deliciosas, encantadoras. Mais para o fim, a trama se enrola e se perde – mas, apesar disso, é um filme gostoso de ver e rever. Ler Mais »

Hannah e Suas Irmãs / Hannah and Her Sisters

zzhannah1

Nota: ★★★★

Hannah e Suas Irmãs é uma absoluta maravilha, um filmaço, uma obra-prima. É um dos melhores entre os tantos belos filmes de Woody Allen. Ler Mais »

A Garota de Trieste / La Ragazza di Trieste

zztrieste1

Nota: ★★☆☆

Os créditos iniciais mostram que A Garota de Trieste, que Pasquale Festa Campanile lançou em 1982, baseia-se no romance de sua autoria. É bem interessante, isso, porque, ao ver o filme, o espectador fica com a nítida sensação de que toda a história foi escrita especialmente para Ornella Muti interpretar o personagem que dá o título da obra. Ler Mais »

Rendez-vous

zzrendez1

Nota: ★☆☆☆

Juliette Binoche tinha 21 aninhos em 1985, o ano em que fez Rendez-vous com o realizador André Téchiné. Era tão jovem, mas tão jovem, com uma face tão baby, que viria a ficar muito mais bela depois, mais madura. Ler Mais »

Poltergeist – O Fenômeno / Poltergeist

zzpoltergeist1

Nota: ★★★☆

Na sua época, Poltergeist foi de um fato um fenômeno. O adjetivo que os exibidores brasileiros acrescentaram ao título original cai como uma luva para o filme. Ler Mais »

A Outra / Another Woman

zzoutra1

Nota: ★★★★

Um dos seis únicos dramas entre os mais de 45 filmes de Woody Allen, A Outra/AnotherWoman, de 1988, é o mais bergmaniano de sua obra majestosa – e um dos melhores. Ler Mais »

Asas do Desejo / Der Himmel über Berlin

zzasas1

Nota: ★★★★

Se o cinema é a verdade 24 quadros por segundo, como Godard definiu num momento de brilho, Asas do Desejo é poesia 24 quadros por segundo, durante 128 minutos de absoluta beleza. Ler Mais »