Arquivos do Rótulo: Nota 2

Lore

zzlore1

Nota: ★★☆☆

Não são nada comuns filmes sobre o tema que Lore aborda: o dia a dias de famílias de alemães logo após o final da Segunda Guerra Mundial na Europa, em maio de 1945, mostrado do ponto de vista alemão. Ler Mais »

Os Belos Dias / Les Beaux Jours

zzbeaux1

Nota: ★★½☆

Quando este Os Belos Dias terminou, fiquei um tempinho me perguntando por que, afinal, resolveram contar essa história. O que ela quis dizer – se é que quis dizer alguma coisa. Algum tempo depois, me ocorreu que a pista pode estar no nome do livro em que o filme se baseia, Une jeune fille aux cheveux blancs. Ler Mais »

Homem Faz o que Homem Pede / Mann tut was Mann kann

zzhomem1

Nota: ★★☆☆

Este Homem Faz o que Homem Pede, de 2012, é uma prova de que o cinemão comercial alemão também faz comedinhas românticas bobas. Ler Mais »

A Garota de Trieste / La Ragazza di Trieste

zztrieste1

Nota: ★★☆☆

Os créditos iniciais mostram que A Garota de Trieste, que Pasquale Festa Campanile lançou em 1982, baseia-se no romance de sua autoria. É bem interessante, isso, porque, ao ver o filme, o espectador fica com a nítida sensação de que toda a história foi escrita especialmente para Ornella Muti interpretar o personagem que dá o título da obra. Ler Mais »

Malditas Aranhas! / Eight Legged Freaks

zzmalditas1

Nota: ★★☆☆

Malditas Aranhas!, no original Eight Legged Freaks, de 2002, pareceria, para qualquer cinéfilo daquele tipo de nariz empinado, que gosta de “cinema de arte”, uma estupidez, uma perda de tempo, coisa menor, “cinema americano”, como eles gostam de dizer, empinando ainda mais o nariz. Ler Mais »

Paris-Manhattan

zzparis1

Nota: ★★☆☆

Em Sonhos de um Sedutor/Play it Again, Sam, de 1972, o protagonista, interpretado por Woody Allen, conversa com seu maior ídolo,  Humphrey Bogart. O protagonista é um crítico de cinema, e sua mulher acaba de deixá-lo. Um Bogey imaginário (interpretado por Jerry Lacy) dá conselhos ao rapaz. Ler Mais »

O Proscrito/The Outlaw

zzoutlaw1

Nota: ★☆☆☆

Visto como peça de museu, The Outlaw, no Brasil O Proscrito, de 1943, é interessantíssimo, fascinante. É uma produção cheia de histórias: um filme reconstituindo como foi feito The Outlaw seria seguramente delicioso. Ler Mais »

A Vida de Outra Mulher / La Vie d’une Autre

zzvie1

Nota: ★★☆☆

Não me pareceu muito feliz a estréia da boa atriz Sylvie Testud na direção. Com boa vontade, seria possível ver que ela tentou levantar temas importantes nesta história que tem um toque de ficção-fantasia. Mas, na minha opinião, ela só tentou – o resultado foi uma comedinha dramática sem muita graça que mais beira a bobagem que qualquer tipo seriedade. Ler Mais »

Um Doce Olhar / Bal

zzbal1

Nota: ★★☆☆

Um Doce Olhar, do realizador turco Semih Kaplanoglu, ganhou o Urso de Ouro e o Prêmio do Júri Ecumênico no Festival de Berlim de 2010, ano em que foi lançado. Ganhou outros seis prêmios e teve mais seis indicações. Ler Mais »

A Negociação / Arbitrage

zzarbitrage1

Nota: ★★☆☆

Confesso não ter entendido muito bem o que A Negociação, no original Arbitrage, quis dizer. Que o capitalismo é injusto? Que a polícia não consegue botar as mãos nos culpados quando eles são ricos? Que os ricaços do sistema financeiro, das empresas que usam capitais para investimento, são filhos da puta? Ler Mais »

O Expresso de Xangai / Shanghai Express

zzxangai1

Nota: ★★☆☆

“Irresistivelmente delicioso”, diz de O Expresso de Xangai, que Josef von Sternberg dirigiu com Marlene Dietrich em 1932, a primeira-dama da crítica americana, Pauline Kael, cuja língua ferina ironiza até mesmo os filmes de que ela gosta. Ler Mais »

Intrusos / Intruders

zzintruders1

Nota: ★★☆☆

Intrusos/Intruders promete – em especial para quem, como eu, gosta de um bom filme de terror. Tem ótimos atores – Clive Owen, Pilar López de Ayala, Daniel Brühl, Carice van Houten. É uma co-produção EUA-Inglaterra-Espanha, e a ação se passa nestes dois últimos países. Ler Mais »

O Guarda-Costas e a Primeira-Dama / Guarding Tess

zztess1

Nota: ★★☆☆

O Guarda-Costas e a Primeira-Dama, no original Guarding Tess, é um filme sem importância, uma obra rotineira do cinemão comercial americano. Mas deixa-se ver, é uma diversãozinha que pode até agradar, por duas razões: Nicolas Cage em um bom momento, e, sobretudo, Shirley MacLaine. Ler Mais »

O Cruzeiro / La Croisière

Nota: ★★☆☆

Nada vem de graça na vida. Mesmo quando a gente acha que não deve nada a ninguém. Ao ver este O Cruzeiro/La Croisière, percebi claramente que fico me sentindo culpado se me diverto com um filme ruim, menor. Ler Mais »

O Homem Invisível / The Invisible Man

Nota: ★★☆☆

O Homem Invisível, o livro, lançado em 1897, é uma das obras mais famosas de H. G. Wells, ao lado de Guerra dos Mundos e A Máquina do Tempo – livros que volta e meia são refilmados. O Homem Invisível, o filme, feito pelo respeitadíssimo James Whale para a Universal em 1933, é tido como uma beleza. Ler Mais »