Arquivos do Rótulo: Amizade/Solidariedade

Victoria e Abdul: o Confidente da Rainha / Victoria & Abdul

Nota: ★★★½

Há filmes demais sobre os reis e rainhas britânicos. Demais, demais da conta. A culpa, creio, não é do cinema, é da família real. Quem manda que ela tenha tantas histórias maravilhosas, sensacionais, algumas tristes, trágicas, outras divertidas, engraçadas, mas todas sempre fascinantes? Ler Mais »

Amigos Para Sempre / Four Friends

Nota: ★★★½

Amigos Para Sempre/Four Friends, que o grande Arthur Penn lançou em 1981, é daquela nobre linhagem de filmes que, como o título indica, fala de um grupo de amigos, de uma geração – e, ao falar da vida desse microcosmo, faz um amplo painel de um período da sociedade como um todo, um afresco sobre um momento da Grande História. Ler Mais »

Viver é Fácil com os Olhos Fechados / Vivir es Fácil Con los Ojos Cerrados

Nota: ★★★½

Em 1966, no auge da beatlemania, John Lennon interrompeu as turnês e as gravações, abandonou os colegas e foi para o Sul da Espanha trabalhar como ator em um filme ambientado na Segunda Guerra Mundial, Como eu Ganhei a Guerra/How I Won the War, que estrearia no ano seguinte. Ler Mais »

Truman

Nota: ★★★★

Truman, do diretor catalão Cesc Gay, co-produção Espanha-Argentina de 2015, tem sido elogiado por onde passa. Ganhou 28 prêmios, fora outras 29 indicações. Foi o grande vencedor do Goya, o troféu da Academia Espanhola, e do Gaudí, o corresponde catalão. Merece todos os elogios, todos os prêmios. É uma obra-prima. Um filmaço. Ler Mais »

Retorno a Ítaca / Retour à Ithaque

zzitaca1

Nota: ★★★★

Em sua segunda incursão a Cuba, após ter realizado um dos episódios de 7 Dias em Havana (2012), o diretor francês Laurent Cantet fez uma obra-prima, um filmaço. Retorno a Ítaca é um filme apaixonado, apaixonante, arrebatado, arrebatador, um tour-de-force, uma espetacular combinação de talentos de grandes atores. Ler Mais »

Histórias de Amor / Liberal Arts

zzliberal1

Nota: ★★★☆

É um ótimo filme este Histórias de Amor, no original Liberal Arts, de 2012, típica produção do cinema independente americano. Fala de universidade, academia, conhecimento intelectual que às vezes atrapalha as pessoas a sentirem as emoções, viverem a vida. Ler Mais »

Sejam Muito Bem-Vindos / Bienvenue Parmi Nous

zznous1

Nota: ★★★☆

O veterano Jean Becker insiste e não desiste do tema que tem abordado sempre em seus últimos filmes. Felizmente. É um tema maravilhoso, dos melhores que há: o encontro entre duas pessoas, em geral muitos díspares, quase opostas, a amizade e a solidariedade que nascem a partir daí, e muda para melhor suas vidas. Ler Mais »

A Parte dos Anjos / The Angel’s Share

zzangels1

Nota: ★★★½

Filho da mãe. Ken Loach é um filho da mãe. Aos 76 anos, jovem, pimpolho, moleque sapeca como minha neta Marina, o cara injeta esperança na veia do espectador. Nesta época e neste mundo de descrença em tudo, vem nos dizer que, ao contrário de todos os sinais, de todas as evidências, a humanidade pode não ser, afinal, uma experiência que deu errado. Ler Mais »

Tous les Soleils

zztous1

Nota: ★★★½

Uma pequena pérola, este Tous les Soleils. Belo, muito belo, sensibilíssimo filme sobre a vida o amor a morte, sobre gente como a gente, os relacionamentos, pais e filhos, perda, dor, companheirismo, solidariedade. Ler Mais »

Intocáveis / Intouchables

zzintocáveis1

Nota: ★★★★

Intocáveis é uma maravilha, uma beleza, um grande filme. Essa é a verdade dos fatos, é o que importa. Ler Mais »

As Sessões / The Sessions

zzsessões1

Nota: ★★★½

Um homem com trágicas, absurdas deficiências físicas. Suas sessões com uma terapeuta que o ensina como manter relações sexuais. Os temas abordados em As Sessões tinham tudo para resultar em um filme de um lado deprimente e de outro em algo apelativo, pornografia barata. Ler Mais »

O Quarteto / Quartet

zzquarteto1

Nota: ★★★½

Aos 75 anos, 45 anos depois de ter sido comido por Mrs. Robinson-Anne Bancroft em A Primeira Noite de um Homem, após cerca de 70 outros filmes e 59 prêmios, inclusive dois Oscars, Dustin Hoffman resolveu estrear na direção. Ler Mais »

Toy Story e Toy Story 2

zztoy1

Nota: ★★★★

A única questão é a seguinte: por que a gente não tinha visto Toy Story antes?

Toy Story é de 1995, e Toy Story 2, de 1999. Em 2010 foi lançado o número 3, e já se tem como certo de que haverá o número 4. Ler Mais »

Tudo o que Desejamos / Toutes Nos Envies

zztoutes1

Nota: ★★★★

Philippe Lioret vinha de dois belos filmes – Não se Preocupe, Estou Bem!, de 2006, e Bem-Vindo, de 2009. Conseguiu suplantar-se. Tudo o que Desejamos/Toutes Nos Envies, de 2011, é um espanto, um absurdo, um filme maior, uma obra-prima. Ler Mais »

Até a Eternidade / Les Petits Mouchoirs

zzmouchoirs1

Nota: ★★★☆

Belo, belo filme, este Até a Eternidade, no original Les Petits Mouchoirs, que Guillaume Canet fez em 2010. Foi o terceiro longa-metragem dirigido pelo jovem ator, roteirista e diretor, depois de Mon Idole, de 2002 (que não vi), e do ótimo Não Conte a Ninguém/Ne le dit à personne, de 2006. Ler Mais »