Mentiras Inocentes / Innocent Lies / Les Péchés Mortels


Nota: ★☆☆☆

Anotação em 2009: Apesar da abertura que promete – Charles Trenet cantando Que Reste-t-il de Nos Amours, belíssima paisagem de uma cidadezinha francesa à beira-mar, em 1938, às vésperas da Segunda Guerra -, este filme é uma tremenda, gigantesca, absurda porcaria. Mas tem duas coisas interessantes: Gabrielle Anwar, esplendorosa, filmada por um diretor voyeur e taradão, e Keira Knightley ainda garotinha, aos dez anos de idade. Continue lendo “Mentiras Inocentes / Innocent Lies / Les Péchés Mortels”

Entre o Céu e o Inferno / Black Snake Moan


Nota: ★★☆☆

Anotação em 2008: Eis aí uma história muito, mas muito doidona, sobre o encontro de dois personagens esquisitérrimos e antípodas, num lugarejo perdido no interiorzão do Tennessee (ou seria Mississippi?; tanto faz; o que importa é que interiorzão do Sul profundo). Continue lendo “Entre o Céu e o Inferno / Black Snake Moan”

Menina.má.com / Hard Candy


Nota: ★★½☆

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Eis aí um filme impressionante – e que achei nojento, abjeto. Impressionante: ele é praticamente todo em cima de apenas uma dupla de atores, um tour-de-force, portanto. A atriz, Ellen Page, em especial, é extraordinária. E quase todo o filme é feito em close-ups. Um imenso tour-de-force. Continue lendo “Menina.má.com / Hard Candy”

Seduzidas para a Morte / Mercy


Nota: ★★☆☆

Anotação em 2006, com complemento em 2008: Este é um daqueles filmes que não têm qualquer real importância na ordem das coisas – mas é muito interessante de se ver. A trama é boa – uma detetive durona da polícia investiga o desaparecimento de uma mulher e vai desvelando uma trama que envolve, além de vários crimes, lesbianismo e sadomasoquista na alta sociedade. Continue lendo “Seduzidas para a Morte / Mercy”

O Poder da Sedução / The Last Seduction


Nota: ★☆☆☆

Anotação em 2005: O filme é calcado no personagem de Linda Fiorentino, e, mais do que isso, o filme é Linda Fiorentino. Ela faz uma espécie de mulher fatal dos filmes noir, apesar de não ser loura – é ambiciosa, fria, calculista, capaz de tudo. O problema é que ela é tudo isso demais, tudo isso exagerado, à enésima potência. Continue lendo “O Poder da Sedução / The Last Seduction”

Instinto Selvagem / Basic Instinct


Nota: ★★☆☆

Anotação em 2001: Enfim, vejo o filme que esnobei na época do lançamento, porque não queria saber dessa coisa de pornôzinho disfarçado. É um bom thriller, muito bom thriller, sem dúvida. A, digamos assim, licenciosidade da personagem de Sharon Stone serve para avançar sobre alguns tabus que restavam no cinemão americano. Continue lendo “Instinto Selvagem / Basic Instinct”

Ligadas pelo Desejo / Bound


Nota: ★☆☆☆

Anotação em 1999: Mais um thrillerzinho envolvendo mafiosos, dinheiro da máfia que todos querem roubar, e muitas cenas de violência – como, por exemplo, tortura de neguinho para fazê-lo confessar onde está o butim, mediante o uso de cortador de dedos. O ingrediente diferente aqui é que alternam-se as cenas de violência com cenas de sexo, umas tentando ser mais explícitas que as outras. E sexo homo, entre Jennifer Tilly e Gina Gershon. Continue lendo “Ligadas pelo Desejo / Bound”

Crime por Encomenda / La Donna di una Sera / A Woman’s Secret

Nota: ½☆☆☆

Anotação em 1997, com acréscimo em 2008: Meia estrela, a menor cotação permitida aqui, é muito, é um elogio para esse filme. Marynha perguntou se era Sessão Trash. E antes que ela dissesse isso eu já havia pensado no velho e bom Ed Wood. É aquele típico filme que com menos de dois minutos você já sabe que é merda total. Joe D’Amato. Este é um nome para não se esquecer. Comparado a ele, Ed Wood seria certamente um Orson Welles. Continue lendo “Crime por Encomenda / La Donna di una Sera / A Woman’s Secret”