Os Incompreendidos / Les Quatre-Cents Coups

Nota: ★★★★

Les Quatre-Cents Coups, no Brasil Os Incomprendidos, é muita coisa ao mesmo tempo. É um dos filmes que lançaram a nouvelle-vague, um dos movimentos mais importantes do cinema mundial, possivelmente o segundo mais importante de todos, depois do neo-realismo italiano, de que copiou várias características. Continue lendo “Os Incompreendidos / Les Quatre-Cents Coups”

Mulheres Divinas / Die Göttliche Ordnung

Nota: ★★★½

Deste Mulheres Divinas, produção suíça de 2017, dá para dizer o mesmo que eu disse sobre o inglês As Sufragistas/Suffragette, de 2015, que trata do mesmo tema: “É um daqueles filmes que são, além de belas obras de arte, também importantes documentos sobre episódios relevantes da História”. Continue lendo “Mulheres Divinas / Die Göttliche Ordnung”

Crônicas Sexuais de uma Família Francesa / Chroniques Sexuelles d’une Famille d’aujourd’hui

Nota: ★★☆☆

Este filme de título comprido e chamativo – uma produção de 2012 de orçamento pequeno, sem atores famosos – começa uma idéia interessante. A partir de um incidente na escola do filho caçula, a mãe de uma família comum, “normal”, resolve começar a falar sobre sexo em casa, algo que não era usual nas conversas entre o casal e os filhos – assim como na maioria das famílias. Continue lendo “Crônicas Sexuais de uma Família Francesa / Chroniques Sexuelles d’une Famille d’aujourd’hui”

Três Cartazes para um Crime / Three Billboards Outside Ebbing, Missouri

Nota: ★★★★

Duro. Violento. Pesado. Amargo. Brutal. Perturbador. Esses e muitos, muitos outros adjetivos cabem muito bem para definir Três Cartazes Para um Crime – e eles podem e devem ser reforçados com expressões como demais, imensamente, terrivelmente. Continue lendo “Três Cartazes para um Crime / Three Billboards Outside Ebbing, Missouri”

O Bosque / La Forêt

Nota: ★★★½

La Forêt, produção francesa de 2017, é tudo o que uma série policial – um thriller, ou polar, como se diz lá – pode pretender ser. A trama é muitíssimo bem engedrada, absorvente, fascinante; os atores, embora desconhecidos internacionalmente, têm interpretações impecáveis, e é tudo bem realizado, em cada aspecto técnico. Continue lendo “O Bosque / La Forêt”

Alice Não Mora Mais Aqui / Alice Doesn’t Live Here Anymore

Nota: ★★★★

É um grande prazer rever Alice Não Mora Mais Aqui agora, 44 anos depois que Martin Scorsese o lançou. Ele continua tão caloroso, tocante, inquietante, simpático, envolvente quanto em 1974, quando foi lançado, em meio a uma grande revolução no cinema americano – os anos em que uma nova geração de diretores e produtores chegava para mudar de vez o sistema dos estúdios em vigor desde o início do século. Continue lendo “Alice Não Mora Mais Aqui / Alice Doesn’t Live Here Anymore”