Paixão / Passion

zzpassion1

Nota: ★★★☆

Um filme não é só um filme, é também todo o contexto em que foi feito, tudo que cercou sua produção e também toda a reação à obra em si. Se este Paixão/Passion, de Brian De Palma, de 2012, pudesse ser visto apenas como um filme, se fosse possível o espectador se abstrair de qualquer outra coisa, acho que seria, sem dúvida, um bom filme, interessante, bem realizado, com uma bela trama. Continue lendo “Paixão / Passion”

Dália Negra / The Black Dhalia

zzblack1

Nota: ★★★☆

Dália Negra, o filme de Brian De Palma de 2006, me deixa com sensações confusas, conflitantes. Mixed feelings (há momentos em que o inglês é imbatível, exprime muito melhor as coisas que não apenas a última flor do Lácio, inculta e bela, mas todas as demais línguas – pelo menos as que eu conheço um tiquinho). Continue lendo “Dália Negra / The Black Dhalia”

Um Lance no Escuro / Night Moves

zznight1

Nota: ★★★½

Um Lance no Escuro, no original Night Moves, foi lançado pelo grande Arthur Penn em 1975, e é escancaradamente, propositadamente, um produto e um espelho de sua época – em 1974, pela primeira vez na História, um presidente dos Estados Unidos havia renunciado ao cargo, para escapar do impeachment que àquela altura parecia certo. Continue lendo “Um Lance no Escuro / Night Moves”

Chinatown

zzchina1

Nota: ★★★★

Chinatown é de 1974, muito depois, é claro, do período 1940-1958, a época de ouro dos filmes noir. Ao contrário dos clássicos todos feitos ao longo daquelas duas décadas, não é preto-e-branco – a fotografia, de John A. Alonzo, é em glorioso Technicolor. Ao contrário de diversos daqueles clássicos, não se baseia numa história criada pelos grandes nomes das novelas hard-boiled, Dashiell Hammett, Raymond Chandler, James M. Cain, Cornell Woolrich. Continue lendo “Chinatown”

Loft

zzloft1

Nota: ★★★☆

A idéia, a base da trama é fascinante. Cinco amigos, todos casados, quase todos em confortável situação financeira, aí entre 30 e muitos e 40 e poucos anos, dividem o belíssimo apartamento de um deles – o loft do título – para suas aventuras extra-conjugais. Continue lendo “Loft”