Em Busca do Paraíso / Facciamo Paradiso


Nota: ★★★☆

Resenha para a Agência Estado, em 1997: O cinema italiano tem paixão pelos afrescos, pelos grandes painéis que retratam décadas de história do país.

Bernardo Bertolucci fez um dos mais belos de todos eles em 1900; Ettore Scola é useiro e vezeiro – fez isso em Nós Que Nos Amávamos Tanto, em Splendor, em A Família. O belo Cinema Paradiso, de Giuseppe Tornatore, é um painelzão da Itália (e do cinema) ao longo de décadas. A relação completa iria longe. Agora, o veteraníssimo Mário Monicelli fez um novo afresco sobre a história e a sociedade italianas, em Em Busca do Paraíso/Facciamo Paradiso.

Ao contrário dos painéis citados acima, todos dramas, o de Monicelli é uma comédia. Ele faz rir com a história do seu personagem principal, uma mulher nascida nos anos 50 em família da alta burguesia que rema sempre contra a maré que os pais desejariam para ela; criancinha, exigia ser batizada, para horror dos pais, ateus praticantes; adolescente nos libertários anos 60, virou hippie, participou dos movimentos estudantis de extrema esquerda; quando os pais já se acostumavam a conviver com uma filha do contra, ela vira uma dona de casa careta.

Também ao contrário dos painéis dos outros cineastas, em vez de ir fundo no passado, na primeira metade do século, na mancha terrível do fascismo, o de Monicelli avança para o futuro, para depois do ano 2000. Aí mestre Monicelli e seus co-roteiristas (inclusive a grande Suso Cecchi d’Amico) perdem um pouco a mão. Não é um grande filme. Mas é divertido, inteligente, tem boas e escrachadas piadas, faz um bom retrato das transformações da sociedade nas últimas décadas – e, de quebra, tem uma bela e interessante atriz, Margherita Buy.

Em Busca do Paraíso/Facciamo Paradiso

De Mario Monicelli, Itália-França, 1995.

Com Margherita Buy, Philippe Noiret, Aurore Clément, Lello Arena.

Roteiro Leonardo Benvenuti, Suso Cecchi d’Amico, Piero de Bernardi e Mario Monicelli

Baseado na história Uma goccia nell’oceano, de Giuseppe Pontiggia

Produção Clemi Cinematografica

Cor, 104 min

***

3 Trackbacks

  1. […] em 2010: Nem Mario Monicelli, em comédias amargas como Parente é Serpente, nem Robert Altman em Cerimônia de Casamento, foram […]

  2. […] Em Busca do Paraíso/Facciamo Paradiso, de Mario Monicelli, 1995; […]

  3. […] O Falecido Mattia Pascal. Produção cara, suntuosa, bem cuidada, é dirigida pelo grande Mario Monicelli e tem Marcello Mastroianni no papel título, cercado por um monte de belas […]

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*