Um Retrato de Mulher / The Woman in the Window


Nota: ★★★☆

Anotação em 2000: Peguei começado, logo depois da apresentação, sem saber nada sobre o filme (a não ser, é claro, que era o ator principal era o Edward G. Robinson), e não consegui parar de ver. Um professor se envolve com uma bela mulher desconhecida, há um homem assassinado na casa dela, e ele se dispõe a ajudá-la a se livrar do corpo.

Foi onde eu peguei. O ritmo é lento, o suspense é envolvente; a polícia vai chegando perto do professor; entra em cena um chantagista, que extorque dinheiro da mulher; o professor acaba…

Não tem sentido revelar o fim. 

Só depois do fim do filme vi que é do Fritz Lang – o que explica a narrativa bem feita, o clima extremamente envolvente.

O livro de filmes da RKO, The RKO Story, diz que “o filme empregou um truque no final que diminuiu seu impacto, mas ele permanence como um dos triunfos do film noir”.

Essa Joan Bennett, que eu não conhecia, fez a femme fatale em vários noirs dos anos 40, inclusive quatro de Fritz Lang, um deles este aqui; estava com 34 anos quando fez este Um Retrato de Mulher, e era extremamente bonita. Segundo o Cinemania, sua carreira acabou quando o marido, o produtor Walter Wanger, atirou no agente dela acusando-o de “destruidor de lares”.

Vivendo e aprendendo, wimwenders e aprendenders. E viva o Telecine 5.  

Eis a resenha da Pauline Kael:

“One of the best of Fritz Lang’s American movies–a thriller with the logic and plausibility of a nightmare. Lang’s technique is so sure and so seductive that the viewer completely identifies with the safe, serene protagonist (Edward G. Robinson), an associate professor of psychology at a New York City college, and shares his shock and fear when he’s caught in a trap. The professor is interested in the relation of motive to homicide–an interest that’s purely a matter of intellectual curiosity. Then, when his wife and child are out of town, he visits a woman’s apartment; her lover comes in and unexpectedly attacks him, and he kills the intruder with a pair of scissors. Joan Bennett is the woman in the case, Dan Duryea is a blackmailer, and Raymond Massey is an assistant district attorney. Nunnally Johnson produced, and adapted J.H. Wallis’s novel Once Off Guard. With Dorothy Peterson and Bobby (later Robert) Blake. Cinematography by Milton Krasner. RKO.

Um Retrato de Mulher/The Woman in the Window

De Fritz Lang, EUA, 1944.

Com Edward G. Robinson, Joan Bennett, Raymond Massey, Dan Duryea,

Roteiro Nunnally Johnson (também produtor).

Baseado na novela Once Off Guard, de J. H. Wallis.

Produção International Pictures, RKO.

P&B, 99 min.

4 Comentários para “Um Retrato de Mulher / The Woman in the Window”

  1. Acabei de asistir no canal TCM da Net. Exatamente como pensei, um filme noir. Como dizes, Sergio, o ritmo é lento, o clima do filme é superenvolvente, o mistério, o suspense permanece até o final. Um filme MUITO BOM. A Joan Bennet de fato, era uma mulher muito linda. Edward G. Robinson dispensa comentários. Gosto muito deste tipo de filme e, nessa época, fazia-se muito, cinema de qualidade.
    Não sei quanto a ti, Sergio, quando viste mas,eu fiquei extremamente surprêso com o final, muito bem bolado, bem sacado, jamais iría imaginar esse final. Um filme muito bom que teve um final muito bom também.
    A última cena então, foi até com uma pitada de comédia, não? MUITO BOM.

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.