Arquivos do Rótulo: Drama

Quatro Estações em Havana – Ventos de Havana

Nota: ★★★☆

O crime é especialmente bárbaro, medonho, horroroso. Lissette (Mariam Hernández), jovem, bonita, professora de cursinho pré-universitário, é morta em seu próprio apartamento, depois de ser duramente espancada. Havia feito sexo com dois homens diferentes, segundo revela a autópsia. Na casa, são encontrados restos de maconha e anfetaminas. Ler Mais »

A Noiva Estava de Preto / La Mariée Était en Noir

Nota: ★★★½

A Noiva Estava de Preto (1968) é muito provavelmente um dos mais hitchcockianos de todos os filmes que não foram feitos por Alfred Hitchcock. É Hitchcock puro, até a medula – François Truffaut estava no auge de sua paixão pelo mestre inglês quando fez o filme. Ler Mais »

Afterimage / Powidoki

Nota: ★★★★

Mestre Andrzej Wajda, um dos maiores cineastas de todos os tempos, encerrou sua longa, gloriosa carreira com mais uma obra-prima. Afterimage, de 2016, é mais um poderoso documento sobre a Grande História como vista da Polônia, mais uma séria, pesada, profunda denúncia contra os totalitarismos – e mais uma grande obra de arte. Ler Mais »

The Square: A Arte da Discórdia / The Square

Nota: ★☆☆☆

Em menos de dez meses depois de sua estréia no Festival de Cannes, em maio de 2017, The Square, o novo filme do sueco Ruben Östlund, o autor do excelente Força Maior (2014), já ganhou 23 prêmios, fora 35 outras indicações. Ler Mais »

A Face de um Anjo / The Face of an Angel

Nota: ★★★☆

A Face de um Anjo (2014), do incansável realizador inglês Michael Winterbottom, trata de um crime real: o assassinato, a facadas e por asfixia, de uma jovem e bela estudante inglesa na Itália, em 2007. Mas não pretende, de forma alguma, reconstituir o crime, mostrar como aconteceu, quem matou. Passa longe, muito longe disso. Ler Mais »

The Bletchley Circle

Nota: ★★★☆

Já foram feitos bons filmes sobre o trabalho dos britânicos decifradores de códigos durante a Segunda Guerra Mundial, e seria bom que outros ainda sejam feitos, porque é tema é importante – e também fascinante, apaixonante, glamouroso. Ler Mais »

Marshall: Igualdade e Justiça / Marshall

Nota: ★★★☆

Mais um de tantos e tantos filmes que relatam histórias reais sobre a luta contra o racismo nos Estados Unidos, Marshall (2017), tem uma grande qualidade: não mostra o protagonista da história como um herói absolutamente perfeito. Ler Mais »

Sniper Americano / American Sniper

Nota: ★★★☆

American Sniper, o 34º filme dirigido por Clint Eastwood, começa com uma demonstração de talento para encenar sequências de ação e uma belíssima, maravilhosa sacada, um brilhante efeito dessa peça fundamental da linguagem cinematográfica que é a montagem. Ler Mais »

The Crown – A Segunda Temporada

Nota: ★★★★

The Crown é um brilho, uma maravilha, um primor. Embora não tenha passado em sala de cinema, nas telas gigantescas – é uma produção original da Netflix, para distribuição via streaming, essa absoluta modernidade que pula portanto as salas e até mesmo os meios físicos, DVD e Blu-ray –, é cinema da melhor qualidade. Cinema para cinéfilo nenhum botar defeito.  Ler Mais »

Páginas da Vida / O. Henry’s Full House

Nota: ★★½☆

O’Henry’s Full House, no Brasil Páginas da Vida, de 1952, pode não ser um grande filme – e não é mesmo, na minha opinião. É bem intencionado, defende bons valores, mas abusa do sentimentalismo, da pieguice. Ler Mais »

Menashe

Nota: ★★★½

Estreou bem, muito bem, na direção de longa de ficção o diretor de fotografia e documentarista Joshua Z Weinstein. Menashe é um ótimo filme, um drama familiar feito com extrema sensibilidade e muita competência em todos os aspectos formais. Ler Mais »

Agonia de Amor / The Paradine Case

Nota: ★★★☆

Não há um único momento de suspense em The Paradine Case, o décimo e último filme de Alfred Hitchcock na Era Selznick – os anos entre 1940 e 1947, em que o diretor, importado para Hollywood pelo poderoso produtor David O. Selznick, fez seus primeiros filmes americanos. Ler Mais »

O Violinista / The Violin Player

Nota: ★★½☆

O Violonista/The Violin Player, produção indiana de 2016, tem apenas 72 minutos, de 10 a 20 minutos menos que a imensa maioria dos longa-metragens de hoje em dia, e essa característica tem grande importância. No entanto, as primeiras sequências do filme são longas, bem longas – e nelas acontecem poucas coisas. Nada, ou quase nada de importante, na verdade. Ler Mais »

11 Minutos / 11 Minut

Nota: ★★★½

As coincidências, as peças que o destino – ou Deus, os deuses, o fado, as fadas, a aleatoriedade, seja lá o que for – prega na gente são a matéria-prima de muitas das histórias de François Truffaut, Claude Lelouch, Jacques DemyKrzysztof Kieslowski. Com 11 Minutos, o polonês Jerzy Skolimowski parece ter querido fazer o filme definitivo sobre esse tema. Ler Mais »

Insubstituível / Médecin de Campagne

Nota: ★★★☆

O cinema francês teve um realizador especialista em discutir questões do Direito, da Justiça, André Cayatte. Tem um que é o próprio sinônimo do cinema político, Costa-Gavras. Um que tratava sempre das questões da ética, da religião, Robert Bresson. Agora desponta um cineasta da medicina, Thomas Lilti. Ler Mais »