Chamas do Destino / Le Bazar de la Charité

Nota: ★★★☆

A partir de um fato real – uma tragédia, um incêndio em área nobre de Paris em 1897 que causou 126 mortes, quase todas de mulheres ricas –, a escritora e roteirista Catherine Ramberg criou uma história absolutamente fascinante, impressionante, magnífica. Continue lendo “Chamas do Destino / Le Bazar de la Charité”

A Última Vez que Vi Paris / The Last Time I Saw Paris

Nota: ★★★☆

Os irmãos Julius e Philip Epstein, autores do roteiro de Casablanca, entre muitos bons filmes, e o diretor Richard Brooks – três grandes roteiristas – foram os responsáveis por transformar um conto de apenas 25 páginas de F. Scott Fitzgerald, “Babylon Revisited”, neste filme de quase 2 horas de projeção. Continue lendo “A Última Vez que Vi Paris / The Last Time I Saw Paris”

O Jantar / The Dinner

Nota: ★★★☆

O Jantar/The Dinner, produção americana de 2017, com um belo elenco (Richard Gere, Laura Linney, Rebecca Hall, Steve Coogan, mais Chloë Sevigny numa participação especial), é um filme pesado, duro, forte, violento. Daqueles que mostram um grande número de eventos terríveis, e – pior ainda – um grande número de pessoas desprezíveis, nojentas, asquerosas. Continue lendo “O Jantar / The Dinner”

Coronel Blimp: Vida e Morte / The Life and Death of Colonel Blimp

Nota: ★★★★

Coronel Blimp: Vida e Morte, da dupla inglesa Michael Powell e Emeric Pressburger, de 1943, é uma obra-prima, um filmaço, dos maiores que já houve. E tem uma história de vida, se é que se pode usar a expressão, tão rica, complexa e séria quanto a trama que conta. Continue lendo “Coronel Blimp: Vida e Morte / The Life and Death of Colonel Blimp”

Sem Amor / Nelyubov

Nota: ★★★½

Sem Amor (2017), do diretor russo Andrey Zvyagintsev, é um filme aterrador. Apavorante, chocante, horripilante. Não, não é um filme de terror. Não tem fantasmas vingativos, espíritos maus – são só seres humanos. Sem Amor é um dos filmes mais pessimistas, mais desesperançados que já vi. Ele não tem dúvida alguma: tem certeza de que a humanidade é uma invenção que não deu mesmo certo.  Continue lendo “Sem Amor / Nelyubov”

Um Pecado em Cada Alma / The Violent Men

Nota: ★★★☆

The Violent Men, western classe A de 1955, dirigido por Rudolph Maté com elenco de primeira – Glenn Ford, Barbara Stanwyck e Edward G. Robinson –, ganhou dos exibidores brasileiros o título Um Pecado em Cada Alma, que parece mais apropriado a um melodrama de Douglas Sirk. Não é, no entanto, um título sem sentido: é um western com boa dose de melodramão. Continue lendo “Um Pecado em Cada Alma / The Violent Men”

Lion: Uma Jornada Para Casa / Lion

Nota: ★★★☆

Lion, co-produção Inglaterra-Austrália-EUA de 2016 que no Brasil ganhou no título o complemento de Uma Jornada Para Casa, foi premiadíssimo mundo afora. Ganhou 59 prêmios e teve outras fantásticas 104 indicações, inclusive 6 aos prêmios mais badalados do mundo, aquelas estatuetas douradas. Continue lendo “Lion: Uma Jornada Para Casa / Lion”

Roman J. Israel / Roman J. Israel, Esq.

Nota: ★★☆☆

O grande Denzel Washington recebeu a sua oitava indicação ao Oscar por seu desempenho como o personagem título deste filme de 2017, escrito e dirigido por Dan Gilroy. Não levou o que seria seu terceiro Oscar, mas isso não importa. É de fato uma atuação excepcional desse ator igualmente excepcional. Continue lendo “Roman J. Israel / Roman J. Israel, Esq.”

Minha Família Feliz / Chemi Bednieri Ojakhi / My Happy Family

Nota: ★★★★

Uma pérola, uma maravilha, uma extraordinária surpresa este filme que vem da Geórgia, em co-produção com Alemanha e França. Está sendo exibido na Netflix com o título em inglês, My Happy Family, o que não tem, é claro, sentido algum. Continue lendo “Minha Família Feliz / Chemi Bednieri Ojakhi / My Happy Family”

A Mula / The Mule

Nota: ★★★½

É impressionante como Clint Eastwood consegue dar um toque pessoal a seus filmes – obras em geral caras, de orçamento alto, bancadas por grandes estúdios, além de por sua própria produtora, a Malpaso. Não são produções independentes: são produtos de Hollywood, do grande sistema – e no entanto são, ao mesmo tempo, de maneira fantástica, pessoais. Continue lendo “A Mula / The Mule”

A Canção da Estrada / Pather Panchali

Nota: ★★★★

A Canção da Estrada é uma beleza, um grande filme. Um retrato impressionante, emocionante, sobre a vida duríssima, miserável, triste, de uma família no interiorzão da Bengala Ocidental, nos anos 1920, quando todo o Subcontinente Indiano era possessão britânica. Um filmaço – mas é muito mais que isso. Continue lendo “A Canção da Estrada / Pather Panchali”