A Bela do Palco / Stage Beauty


Nota: ★★½☆

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Um filme interessantíssimo: é como se fosse assim uma espécie de continuação de Shakespeare Apaixonado/Shakespeare in Love, e brinca com os gêneros macho e fêmea à la Victor/Victoria, de Blake Edwards.

Shakespeare Apaixonado se passa na Inglaterra elizabethana, quando as mulheres não podiam ser atrizes, e todos os papéis femininos eram representados por homens travestidos. A ação deste filme aqui se passa um pouco depois daquela época, ainda no século XVII, já na segunda metade dele, no reinado de Charles II – o rei que permitiu e incentivou que atrizes mulheres representassem os papéis femininos.

A história é assim: Ned Kynaston (o papel de Billy Crudup) é um ator especializado em fazer papéis femininos – e era tido como “a mulher mais bela dos palcos de Londres”. No momento da ação, ele está fazendo o papel de Desdêmona, ao lado de Thomas Betterton (Tom Wilkinson), que interpreta Otelo. A fiel assistente de Ned, Maria Hughes (o papel de Claire Danes) sonha em ser atriz – embora isso não fosse ainda permitido nos teatros oficiais. Quando Ned leva uma surra (por ter recusado uma cantada de um sujeito rico e poderoso), e fica sem condições de se apresentar durante um bom tempo, Thomas leva sua temporada do Otelo de Shakespeare a um teatro não oficial, meio underground – com Maria interpretando Desdêmona.

A peça com uma mulher interpretando uma mulher faz o maior sucesso – e o rei Charles II (Rupert Everett), um fã de teatro, resolve autorizar que mulheres trabalhem no palco. Claro que isso é uma grande ameaça à carreira de Ned – por quem, para complicar ainda mais as coisas, Maria é apaixonada.

O filme é bem feito, gostoso de se ver. Há situações hilárias, deliciosas, nessa troca de gêneros toda, e o elenco está muito bem – inclusive os americanos Claire Danes e Billy Crudup fazendo papel de ingleses.

O diretor Richard Eyre, que tem um gosto afiadíssimo para escolher seus atores, tem dois belos filmes no seu currículo: Iris, de 2001, uma cinebiografia em que Kate Winslet e Judi Dench interpretam a escritora irlandesa Iris Murdoch (1919-1999), e Notas Sobre um Escândalo/Notes on a Scandal, de 2006, um espetacular filme sobre uma professora homossexual (Judi Dench, de novo) apaixonada por uma colega (Cate Blanchett) que está tendo um caso com um aluno.  

A Bela do Palco/Stage Beauty

De Richard Eyre, Inglaterra-Alemanha-EUA, 2004.

Com Claire Danes, Billy Crudup, Rupert Everett, Tom Wilkinson, Edward Fox

Roteiro Jeffrey Hatcher

Baseado na sua peça Compleat Female Stage Beauty

Música George Fenton

Produção BBC Films, Lions Gate

Cor, 110 min.

***1/2

Um Trackback

  1. Por 50 Anos de Filmes » O Amante / The Other Man em 14 janeiro 2010 às 12:53 am

    […] inglês Stephen Daldry. O filme é dirigido pelo inglês Richard Eyre, autor dos ótimos Iris, A Bela do Palco/Stage Beauty e Notas sobre um […]

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*