Casanova e a Revolução / La Nuit de Varennes


Nota: ★★★☆

Anotação em 2007: Interessante, inteligente, gostoso filme do grande Ettore Scola, com um elenco internacional absolutamente deslumbrante – Jean-Louis Barrault, Marcello Mastroianni, Hanna Schygulla, Harvey Keitel, Jean-Claude Brialy, Michel Piccoli, Jean-Louis Trintignant.

É o relato sobre o encontro casual, nas estradas esburacadas e poeirentas do interior da França, de um Casanova já velho, cheio de apetite, mas só por comida (Marcello Mastroianni), com uma nobre austríaca (Hanna Schygulla), dama de companhia de Maria Antonieta, durante a fuga de Luís XVI de Paris em direção à Áustria, em 1791.

Neste road movie ambientado no conturbadíssimo período logo após a Revolução Francesa, cruzam os caminhos de Casanova e da Condessa Sophie de la Borde um escritor famoso, Restif de la Bretonne (Jean-Louis Barrault), que aluga uma carruagem para seguir o rei e a rainha em fuga, para estar presente nos acontecimentos que sabe ser importantes, históricos, e o revolucionário americano Tom Payne (Harvey Keitel), que tinha viajado à França para participar de mais uma revolução.  

 Scola estava num período francês. O filme que faria em seguida seria O Baile, aquela maravilhosa revisão de várias décadas da história francesa através de personagens que se encontram, em diferentes épocas, num salão de baile de periferia.

Casanova e a Revolução/La Nuit de Varennes

De Ettore Scola, Itália-França, 1982.

Com Jean-Louis Barrault, Marcello Mastroianni, Hanna Schygulla, Harvey Keitel, Jean-Claude Brialy, Michel Piccoli, Jean-Louis Trintignant, Andrea Ferreol

Roteiro Sergio Amidei e Ettore Scola

Baseado no livro de Catherine Rihoit

Música Armando Trovajoli

Cor, 150 min. (O filme foi cortado para exibição em outros países; na Inglaterra, passou uma versão de 128 min, e, nos EUA, uma de 135)

2 Trackbacks

  1. Por 50 Anos de Filmes » O Crime / Un Crime em 12 outubro 2010 às 2:56 pm

    […] comecinho num dos HBO, zapeando na madrugada. O nova-iorquiníssimo, scorsesiano de primeira hora Harvey Keitel, e a deslumbrante francesa Emmanuelle Béart. Não me lembrava de ter ouvido falar que os dois […]

  2. Por 50 Anos de Filmes » Quando nasceram as estrelas em 21 junho 2011 às 2:54 pm

    […] Trintignant: Um Homem, Uma Mulher/Un Homme et Une Femme (1966); O Terraço/La Terrazza (1980); Casanova e a Revolução/La Nuit de Varennes (1982); Um Homem, Uma Mulher Vinte Anos Depois/ Un Homme et Une Femme Vingt Ans Déjà […]

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*