Amigas com Dinheiro / Friends with Money


Nota: ★★☆☆

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Mais um, entre tantos e tantos, daqueles filmes independentes americanos que focalizam as vidas de um grupo de pessoas comuns, em que nada de muito extraordinário acontece.

O grupo focado aqui é formado por quatro amigas entre os 35 e os 40 e tantos que vivem em Los Angeles, três delas ricas ou bem de vida (Joan Cusak, Catherine Keener, Frances McDormand), e uma delas (Jennifer Aniston) meio no desvio, trabalhando como empregada doméstica diarista.

O elenco é bom, o filme não é ruim nem desagradável, é apenas descartável, um tanto desnecessário. 

Foi o terceiro longa-metragem dirigido por Nicole Holofcener, e o terceiro com a atriz Catherine Keener. A diretora parece ser queridinha no mundo dos filmes independentes: o filme foi escolhido para abrir o Sundance Festival de 2006, o que é uma bela glória.

Amigas com Dinheiro/Friends With Money

De Nicole Holofcener, EUA, 2006.

Com Jennifer Aniston, Joan Cusak, Catherine Keener, Frances McDormand

Argumento e roteiro Nicole Holofcener

Música Rickie Lee Jones e Craig Richey

Cor, 88 min

**

3 Comentários para “Amigas com Dinheiro / Friends with Money”

  1. Assisti este filme ontém a noite e, gostei.
    Na sinopse do filme diz que é comédia;sabe, eu acho que estão banalizando êste gênero.Na minha ótica não tem nada de comédia e sim, romance e uma boa dose de drama.
    Em algumas passagens do filme,eu não vi essa
    “tal” tanta amizade.Exemplo disso é que o casal vivido por Joan Cusak e Greg Germann, vão doar 2 milhões de dólares para “alguém” e,por que não dar esse dinheiro para a amiga fudidinha vivida pela Jennifer,como disse a amiga vivida pela Frances McDormand ?? Pôxa, não são tão amigas??
    A Christine e o David, brigavam mais que o Irã e o Iraque
    Não sei como a Jennifer ainda dava dinheiro para o namorado. Ela ficou na dúvida se usava ou não aquele vibrador e, nem era dela.
    O filme tem deslizes e aquele final não deu prá engolir mas, foi um bom filme e, só.

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *