O Escândalo do Século / The Girl in the Red Velvet Swing


Nota: ★☆☆☆

Anotação em 2000: É um filme bem ruinzinho, embora tenha Ray Milland e Joan Collins no elenco, e o diretor Richard Fleisher já tenha feito algumas coisas razoáveis. O interessante é que ele trata de um crime acontecido no começo do século XX no Madison Square Garden – e imediatamente percebi que era o mesmo crime que está retratado no comecinho de Ragtime, de Milos Forman, baseado na novela de E.L. Doctorow.  

O crime no Madison Square Garden de fato existiu – e foi usado pelo escritor no livro que originou o filme de Forman. Na apresentação deste filme aqui, de 1955, se diz que o roteiro se baseou em anotações do processo do crime.

Entre as diversas coisas muito ruins do filme estão o excesso de cores fortes, berrantes, e os figurinos ridículos que exacerbam ainda mais as cores. Os personagens são pessimamente delineados. Um horror.

Estranho é o fato de Charles Brackett ter sido co-roteirista e produtor de uma merda destas. Ele foi co-roteirista de Billy Wilder, em vários filmes esplêndidos, de grande inteligência e humor fino. Não dá para entender.

O Escândalo do Século/The Girl in the Red Velvet Swing

De Richard Fleisher, EUA, 1955.

Com Joan Collins, Ray Milland, Farley Granger

Roteiro Walter Reisch e Charles Brackett

Cor, 109 min.

2 Trackbacks

  1. […] do lançamento do livro de Doctorow, em 1955, houve um filme sobre a história de Evelyn Nesbitt, O Escândalo do Século/The Girl in the Red Velvet Swing, com Joan Collins como a ex-corista que se casa com o milionário, Ray Milland como o ricão safado […]

  2. Por 50 Anos de Filmes » Quando nasceram as estrelas em 7 junho 2011 às 1:40 am

    […] Minor (1942); Um Gato em Minha Vida/Rhubard (1951); Disque M para Matar/Dial M for Murder (1954); O Escândalo do Século/The Girl in the Red Velvet Swing (1955) […]

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*