Anjos do Arrabalde


Nota: ★★½☆

Anotação em 1999:  Tem qualidades. Há tomadas muito bonitas, é corajoso na coisa de mostrar a vida dura na periferia de São Paulo. O Carlão tem  talento, sim, além de muita paixão pelo cinema. A narrativa me pareceu às vezes meio gaga, meio tortuosa, tem coisas absolutamente dispensáveis (como, por exemplo, toda a seqüência da viagem a Praia Grande). Mas a verdade é que eu deveria ver mais filmes do Carlão, esse grande batalhador, pela garra dele, pelo seu amor pelos filmes.

         O bom Guia de Vídeo e DVD da Nova Cultural dá três estrelas (em cinco), com esta resenha: “Três professoras da rede pública defrontam-se com os problemas sociais da escola em que lecionam. Outras histórias paralelas juntam-se a esta, numa crônica fragmentada sobre a vida na periferia de São Paulo. O filme deve ao elenco feminino seus melhores momentos. Melhor filme, melhor atriz e melhor atriz coadjuvante no Festival de Gramado de 87.”

Anjos do Arrabalde

De Carlos Reichenbach Filho, Brasil, 1987.

Com Betty Faria, Clarisse Abujamra, Nicole Puzzi, José de Abreu

Argumento e roteiro Carlos Reichenbach Filho

Cor, 90 min.

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*