Anna dos 6 aos 18 / Anna: Ot shesti do vosemnadtsati


Nota: ★★★☆

Anotação em 1995: A idéia em si já é brilhante: Nikita Mikhalkov mostra a evolução de sua filha Anna dos 6 aos 18 anos – e, paralelamente, a história da União Soviética durante esse período. Foram 13 anos, portanto, para completar o filme. Uma vez por ano, ao longo de 12 anos, ele filma a filha e lhe pergunta o que ela mais ama, o que ela mais odeia, o que ela teme. Fez uma história dos últimos anos do império soviético até sua explosão.

Filho de dois escritores (o filme é dedicado a sua mãe), descendente de um pintor famoso, irmão do cineasta Andrei Konchalovsky, Mikhalkov filosofa, além de mostrar cenas de 13 anos de história. Diz que procura saber os paralelos e as diferenças entre uma criança personagem de um filme seu anterior, que viveu no velho império russo, e a sua filha Anna, vivendo no império soviético. E chega à conclusão de que o que separa seu personagem de sua filha é que esta vive num império onde se perdeu a noção de Deus.

 As cenas da grande arte socialista e dos grandes encontros dos dirigentes comunistas em cerimônias oficiais são de um ridículo atroz. Mikhalkov quer mostrar que os russos substituíram Deus pelos grandes líderes, Lênin, Stálin, Brejnev (ele pula Kruschev), Andropov, Chernenko. Gorbachev, Yeltsin. Mostra o ridículo de todos eles, com exceção de Gorba, o único que ele respeita.

Anna dos 6 aos 18/Anna: Ot shesti do vosemnadtsati

De Nikita Mikhalkov, Rússia, 1993.

Roteiro Nikita Mikhalkov e Sergei Miroshnichenko

Música Eduard Artemyev

Cor, 100 min.

9 Comentários

  1. cleoneide tavares da
    Postado em 18 fevereiro 2011 às 5:52 pm | Permalink

    gostaria de adiquirir o filme ANNA DOS 6 AOS 18. Como posso conseguir?
    abraço,
    Cleoneide

  2. Sérgio Vaz
    Postado em 18 fevereiro 2011 às 11:34 pm | Permalink

    Cara Cleoneide,
    Aparentemente, o DVD do filme não está mais em catálogo. Procurei em algumas
    boas lojas virtuais, e não encontrei.
    Sinto muito.
    Um abraço.
    Sérgio

  3. joyce
    Postado em 5 maio 2011 às 9:14 pm | Permalink

    filme lindo

  4. André Santos
    Postado em 17 novembro 2011 às 10:20 am | Permalink

    Caros, esse documentário poder ser baixado no site: makingoff.org

  5. heloisa passos
    Postado em 7 fevereiro 2012 às 9:24 pm | Permalink

    Oi Sergio,

    Admiravel seu blog,impressionate.
    quero te enviar o convite da estréia da nossa série, que voce já ouviu falar pela Julia.
    CAMINHOS.
    me envia seu endreço completo,
    abraço,
    helo

  6. Lima
    Postado em 11 fevereiro 2012 às 6:01 pm | Permalink

    Como faço para me cadastrar no site makingoff.org.Toda vez que tento ele diz que é necessario ser convidado.Gostaria muito de assistir o documentário Anna dos 6 aos 18 .

  7. ZORAIDE
    Postado em 8 outubro 2012 às 6:50 pm | Permalink

    GOSTARIA DE SABER COMO CONSEGUIR O FILME ANNA DOS 6 AOS 18 EM DVD, POIS GOSTARIA DE APRESENTAR A UMA TURMA DO 9 ANO.

    ABRAÇOS

  8. Daniela
    Postado em 15 abril 2013 às 8:10 pm | Permalink

    Pedro, Descobri seu site essa semana e estou adorando. Mas tenho uma dica para a manutenção. O sistema de busca não é satisfatório. Eu procuro por um nome de um filme que eu sei que existe aqui, mas a busca não dá o resultado, direciona para outros. Isso tem solução. Enfim, é só uma opinião para deixar seu site ainda melhor. Essa mensagem é para você, não precisa aceitar para publicação. Um abraço!

  9. Julio
    Postado em 21 março 2017 às 12:27 pm | Permalink

    Achei pobre e parcial sua curta análise.
    Já que a crítica do filme nem de longe é partidária, e serve a qualquer ideologia quando ensimesmada e excluindo o diálogo.
    Poderia fazer melhor e deixar a política partidária para um blog de política.
    Abraços

Um Trackback

  1. […] Soviética. Filho de dois escritores, descendente de um pintor famoso, irmão do também cineasta Nikita Mikhalkov, ele estudou cinema e ficou próximo de Andrei Tarkovsky, um diretor que Stálin seguramente teria […]

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*