O Sexto Sentido / The Sixth Sense


Nota: ★★★★

Anotação em 2001: Que prazer sensacional – e raro –  rever um filme de suspense e gostar tanto quanto da primeira vez. Neste caso específico, é fascinante ver o filme sob outra ótica, depois de saber o segredo que o diretor indiano radicado na Filadélfia só revela no final.

E o filme é fascinantemente bem construído também para ser revisto, e portanto visto sob a outra ótica. Não há falha alguma, tudo se encaixa, tudo funciona. É, de fato, um dos melhores thrillers dos últimos tempos.

E como trabalha bem esse garotinho Haley Joel Osment. Ele foi indicado para o Oscar de coadjuvante – tinha 11 anos quando fez o filme -, assim como a australiana Toni Collette. Ao todo, o filme teve seis indicações – as outras foram filme, direção, roteiro original e montagem. Não levou nenhum Oscar, mas teve no total 31 prêmios mundo afora e 37 indicações.

A questão é que o filme é extraordinário demais – o que levou todo mundo a ficar esperando mais obras-primas de M. Night Shyamalan. E ele não conseguiria fazer mais um filme à altura deste aqui.

O Sexto Sentido/The Sixth Sense

De M. Night Shyamalan, EUA, 1999.

Com Bruce Willis, Haley Joel Osment, Toni Collette, Olivia Williams

Argumento e roteiro M. Night Shyamalan

Música James Newton Howard

Produção Kathleen Kennedy, Frank Marshall

Cor, 107 min.

3 Comentários

  1. Dininha Torres Luize
    Postado em 31 agosto 2012 às 7:13 am | Permalink

    Eu adorei este filme quando o vi pela primeira vez! Achei-o inteligente, pois tudo revela o final, mas ninguém percebe as pistas.
    Revi-o há poucos dias, continua inteligente, mas perdeu a graça da surpresa. Em compensação, achei ainda mais pedacinhos de pão que o diretor deixou pelo caminho… enfim, tem uma graça diferente, investigativa.
    E, na minha opinião, o mais impressionante neste filme, mais até do que o desempenho do menino, é o trabalho do Bruce Willis… contido, centrado e bem diferente do brucutu dos filmes de ação que costuma protagonizar.

  2. amaral milhomem
    Postado em 22 Maio 2013 às 12:32 pm | Permalink

    Outro filme que considero perfeito. Montagem absurda, atuacoes primorosas e um roteiro magnifico. Obras desse naipe me fazem adorar a setima arte. Tambem gostei bastante de A Vila e Corpo Fechado. Ja Fim dos Tempos, Ultimo Mestre do Ar e o pavoroso Dama da Agua eu nao entendi direito o que o talentoso indiano tinha na cabeca quando resolveu realiza-los, talvez seja sonho de infancia fazer filmes infantis e catastrofe. Ultimamente produziu um bom terror chamado Demonio. Talvez seja muito complicado tentar fazer algo melhor que o perfeito (isso e ppssivel? rsrsrsrsr), pensei que Nollan nunca superaria Amnesia mas, com pelo menos dois ou tres subsequentes, atingiu a mesma posicao na minha opiniao. De quaquer forma MN Shyalaman e um dos grandes diretores de minha geracao. Nunca vou esquecer: i see dead people.

  3. José Luís
    Postado em 19 agosto 2014 às 8:11 pm | Permalink

    Também gosto imenso deste filme e ainda hoje o estive a rever mais uma vez. Embora o final já não cause surpresa continuo a gostar. E podemos verificar que tudo está certo, não há nada errado. Um prazer ver filmes deste gabarito.

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*