Rio Vermelho / Red River


Nota: ★☆☆☆

Anotação em 2002, com acréscimo em 2008: Eu nunca tinha visto esse classicão, que todo o mundo, sem exceção, considera um dos melhores filmes da história. E foi um dos meus maiores desencontros com um grande clássico. Sim, tem os elementos de um grande filme – as grandes panorâmicas, o cenário vasto, a fotografia deslumbrante, a música grandiosa do Dimitri Tiomkin (um tanto grandiloquente demais, talvez). Continue lendo “Rio Vermelho / Red River”

O Estranho Sem Nome / High Plains Drifter


Nota: ★★☆☆

Anotação em 2001, com complementação em 2008: Devo confessar: não entendi o filme. Afinal, quem é o pistoleiro solitário sem nome? Por que ele resolve ir parar na cidadezinha de Lago? Por que ele manda os habitantes do pobre lugar abandonado por Deus pintar todas as casas de vermelho e escrever “inferno”? Que vingança ele está procurando, contra quem? Continue lendo “O Estranho Sem Nome / High Plains Drifter”

O Morro dos Maus Espíritos / Shepherd of the Hills


Nota: ★☆☆☆

Anotação em 2000:  Um estranho western, nada convencional, que é mais uma tentativa de mostrar costumes do que qualquer outra coisa. Os costumes são misteriosos, impalpáveis: comunidade rural em montanhas perdidas não se sabe onde nem exatamente quando vive de uísque ilegal e tem mais superstições do que os negros do Haiti ou da Louisianna. Continue lendo “O Morro dos Maus Espíritos / Shepherd of the Hills”

Wyatt Earp


Nota: ★★★☆

Anotação em 1995: Qualidade Lawrence Kasdan. A história do xerife de Dodge e Tombstone (que John Ford mostrou em Paixão dos Fortes/My Darling Clementine, com Henry Fonda, e John Sturges simplificou em Sem Lei e Sem Alma/Gunfight at the O.K. Corral) aqui é contada inteira, em detalhes, em um filme de mais de três horas de duração, e uma ênfase na coisa freudiana da formação de Wyatt Earp como uma pessoa apegada à noção, passada pelo pai, de que a família é a principal coisa da vida. Continue lendo “Wyatt Earp”