Quando a Mulher se Atreve / In Old Oklahoma ou War of the Wildcats

Nota: ★★½☆

Nas décadas de 30 e 40, John Wayne fazia tantos filmes que os produtores andavam sem imaginação para criar títulos. Foram 66 filmes entre Men Without Women, o primeiro de 1930, e Alleghny Uprising, o último de 1939, e 32 entre Dark Command, o primeiro de 1940, e Sands of Iwo Jima, o último de 1949. Continue lendo “Quando a Mulher se Atreve / In Old Oklahoma ou War of the Wildcats”

Os Desajustados / The Misfits

Nota: ★★★½

Rever Os Desajustados/The Misfits, de John Huston, hoje, mais de meio século depois de seu lançamento em 1961, é uma experiência que tem impacto duplo. Um é pelo filme em si, que permanece forte, vigoroso, perturbador, inquietante. Outro é pelas circunstâncias em que ele foi feito, o contexto, as histórias todas que cercam as filmagens. Continue lendo “Os Desajustados / The Misfits”

Região do Ódio / The Far Country

zzfar1

Nota: ★★★☆

No começo, e em toda a primeira metade, The Far Country, no Brasil Região de Ódio, que Anthony Mann lançou em 1955, é um western que foge da simplicidade, quase maniqueísmo, que é uma das características do gênero. Quando a ação começa, o personagem interpretado por James Stewart – e, portanto, o herói da história – acabou de matar dois homens. E os homens da lei estão atrás dele. Continue lendo “Região do Ódio / The Far Country”

Atire a Primeira Pedra / Destry Rides Again

zzdestry1

Nota: ½☆☆☆

Destry Rides Again, no Brasil Atire a Primeira Pedra, de 1939, é unanimemente incensado. E, além de elogiado, é reconhecido como de importância histórica por ter reacendido o brilho da carreira de Marlene Dietrich, num período em que ela era considerada “veneno de bilheteria” e justamente no momento em que começava a Segunda Guerra Mundial, durante a qual ela trabalharia com os soldados aliados contra as tropas de seu país natal, a Alemanha. Continue lendo “Atire a Primeira Pedra / Destry Rides Again”

Joe Kidd

zzjoe1

Nota: ★★☆☆

Lá pelo meio de Joe Kidd, pensei que poderia estar diante de um western interessante, de qualidade. Não apenas porque o diretor, John Sturges, é competente, não apenas porque o astro é Clint Eastwood e o elenco tem ainda Robert Duvall, não apenas porque a trilha sonora é de um craque que admiro muito, Lalo Schifrin, não apenas porque o roteiro original é do escritor Elmore Leonard. Continue lendo “Joe Kidd”