O Segredo / The Chamber


Nota: ★★★☆

Resenha para a Agência Estado, em 1997: Há muitos elementos coincidentes em O Segredo/The Chamber e Fantasmas do Passado/Ghosts of Mississippi, e o fato de que os dois são excelentes filmes é apenas o primeiro deles. Os dois são obras de bons cineastas nascidos em Nova York, ambos autores de filmes de idéias humanistas, progressistas, liberais (no sentido político e comportamental do termo, não no econômico). Continue lendo “O Segredo / The Chamber”

Os Dois Lados da Felicidade / Double Happiness


Nota: ★★★½

Anotação em 1997: Um deslumbre. Nunca tinha ouvido falar desse filme sino-canadense; no Cinemania, ao menos até 1995, não consta. E no Videobook também não, o que significa que ainda não saiu em vídeo. A revista da Net diz que é uma produção americana – mas ele é canadense. O filme confirma a surpreendente vitalidade do cinema feito pelos chineses nestes anos 90 – sejam os da China comunista, sejam os de Hong Kong ou Taiwan. Continue lendo “Os Dois Lados da Felicidade / Double Happiness”

Tempo de Matar / A Time to Kill


Nota: ★★★☆

Anotação em 1997: Embora partindo de uma premissa absolutamente errada, em termos éticos – em determinadas circunstâncias, quando a Justiça falha, é admissível fazer justiça com as próprias mãos -, o filme é muito, muito bom, assim como deve seguramente ser bom o livro de Grisham que o originou (o escritor, aliás, é um dos três produtores executivos). Continue lendo “Tempo de Matar / A Time to Kill”

Fantasmas do Passado / Ghosts of Mississippi


Nota: ★★★½

Anotação em 1997: Um grande filme. Um grande filme. Desde a apresentação: uma bela voz de negra canta uma bela música, enquanto surge um desenho de um navio negreiro, e depois uma série de filmes de cinejornais, pequenos trechos documentando dois fenômenos ao mesmo templo: negros sendo espancados por policiais e negros participando cada vez mais na vida americana, nos esportes, nas artes, na educação, nas forças armadas. Só a apresentação já é de arrepiar. Continue lendo “Fantasmas do Passado / Ghosts of Mississippi”

Corrina, uma Babá Perfeita / Corrina, Corrina


Nota: ★★½☆

Anotação em 1995, com complemento em 2008: Uma boa surpresa. Uma história de amor entre um branco, filho de judeus, e uma negra, numa cidade média, não identificada, dos Estados Unidos, em época não precisa (algo entre final dos 50 e começo dos 60), contada com sensibilidade. Continue lendo “Corrina, uma Babá Perfeita / Corrina, Corrina”

Assassinato Sob Custódia / A Dry White Season


Nota: ★★★☆

Anotação em 1995, com complemento em 2008: Professor branco de história na África do Sul (Donald Sutherland) demora, mas vai aos poucos compreendendo como vivem os negros sob o apartheid. O processo de compreensão da realidade é demorado, e nisso ele faz lembrar muito o personagem de Jack Lemmon em Missing em relação ao golpe de Pinochet, que vai para o Chile para encontrar o filho desaparecido certo do que ele deve ter sido culpado de alguma coisa, e que os militares estão mais é certos em prender os subversivos. Continue lendo “Assassinato Sob Custódia / A Dry White Season”

A Cor Púrpura / The Color Purple

Nota: ★★★½

Texto publicado na revista Afinal de 12 de agosto de 1986: O mago desta vez veio sem sua cartola. Steven Spielberg, o maior fenômeno de bilheteria de toda a história do cinema mundial, o garoto prodígio de Hollywood, responsável por quatro dos oito filmes de maior renda já feitos até hoje, o Walt Disney da era dos computadores e dos videogames, que aos 25 anos era comparado a Orson Welles, abandonou a fantasia, a imaginação, a aventura, os efeitos especiais, os heróis, os monstrinhos, as naves espaciais – toda a sua marca registrada, a sua fórmula perfeita de fazer lotar as salas escuras de cinema ao redor do mundo de multidões ávidas de sonho. Continue lendo “A Cor Púrpura / The Color Purple”