Trumbo – Lista Negra / Trumbo

Nota: ★★★★

Trumbo é um filmaço, uma beleza, uma maravilha. É cinema da mais alta qualidade – e é também um documento importantíssimo sobre o período mais negro, mais pavoroso de Hollywood, do cinema e da cultura americana como um todo, um dos períodos mais negros, mais pavorosos da História recente: os anos do macartismo, da caça às bruxas entre os profissionais do showbusiness, a partir do final dos anos 40 e atravessando todos os anos 50. Continue lendo “Trumbo – Lista Negra / Trumbo”

1983

Nota: ★★½☆

A imensa maior parte da série polonesa 1983 se passa em 2003 – mas é um 2003 totalmente diferente daquele que conhecemos. Na história criada por Joshua Long, houve em 1983 uma série de atentados terroristas em Varsóvia, Gdansk e Cracóvia – e a História do mundo passou a ser outra. A História andou em outra direção. Continue lendo “1983”

A Morte de um Corrupto / Mort d’un Pourri

Nota: ★★★½

A Morte de um Corrupto, de 1977, é um belo filme. Com um elenco estelar, impressionante, narrativa sólida, envolvente, ritmo firme, fotografia impecável, trilha sonora brilhante, é um mergulho na corrupção não de um homem ou um grupo, mas de todo o sistema político de um país. No caso é a França, mas o que o filme parece querer deixar claro é que poderia ser qualquer um. Continue lendo “A Morte de um Corrupto / Mort d’un Pourri”

O Caminho das Tormentas / Khozhdenie po mukam

Nota: ★★★☆

O Caminho das Tormentas, minissérie russa de 2017, é a terceira adaptação da trilogia escrita por Aleksei Nikolaievich Tolstói e publicada entre 1921 e 1940. Concentra-se no primeiro período retratado na trilogia – uma das épocas mais turbulentas da História da humanidade, entre 1916 e aí por volta de 1920, os anos da Revolução Russa que derrubou o czarismo e instaurou o regime comunista.  Continue lendo “O Caminho das Tormentas / Khozhdenie po mukam”

Bananas

Nota: ★★★☆

O próprio Woody Allen define Bananas, o segundo filme escrito e dirigido por ele, lançado em 1971, como “uma comédia que não tem trama”. Eric Lax, o autor do livro Conversas com Woody Allen, diz que Bananas e o primeiro filme do realizador, Um Assaltante Bem Trapalhão, “são essencialmente monólogos cômicos filmados: uma gag verbal ou visual em cima da outra, sem muita atenção para os aspectos artísticos.” Continue lendo “Bananas”

O Insulto / L’Insulte / The Insult

[rating:4}

O Insulto é um filmaço, uma obra-prima, uma coisa absolutamente extraordinária. Parte de um incidente pequenino, um desentendimento meio bobo, para fazer um amplo afresco sobre o Líbano de hoje, o país que já foi tido como a Suíça do Oriente Médio, e tem passado nas últimas décadas por guerra civil, invasões, ocupações, bombardeios, e permanece dividido por grupos políticos e religiosos que se odeiam profundamente. Continue lendo “O Insulto / L’Insulte / The Insult”

Secret City: Under the Eagle

Nota: ★★★½

Na primeira temporada, de 2016, Secret City, além de ser um ótimo entretenimento, uma série inteligente, bem realizada em todos os quesitos, defende uma tese séria: a de que a Austrália – o país em que ela foi feita, em que se passa a ação – não deveria ter alinhamento automático com os Estados Unidos. Continue lendo “Secret City: Under the Eagle”

Secret City

Nota: ★★★½

Pobre Austrália, país tão rico, tão grande, tão belo, tão aliado dos Estados Unidos – e no entanto tão perto da China. Creio que essa poderia ser o resumo da moral da história de Secret City, ótima série australiana de 2016 sobre política, relações internacionais, espionagem e jornalismo. Continue lendo “Secret City”

Segurança em Jogo / Bodyguard

Nota: ★★½☆

Bodyguard, no Brasil Segurança em Jogo, série inglesa de 2018, é assim uma espécie de mistura de House of Cards com Homeland. Como o primeiro, fala de política, dos meandros do governo – no caso, o britânico -, das intrigas, das lutas entre os diversos organismos da máquina estatal. Como o segundo, trata do terrorismo, das ameaças dos grupos radicais – árabes e não árabes. Continue lendo “Segurança em Jogo / Bodyguard”

Michael Collins, o Preço da Liberdade / Michael Collins

Nota: ★★★☆

 

O diretor Neil Jordan e o ator Liam Neeson são contemporâneos e conterrâneos. O primeiro nasceu em 1950, em Isligo, e o segundo, em 1952, em Ballymenna, a 190 km da outra cidade. Cada uma delas, no entanto, fica num país diferente. Continue lendo “Michael Collins, o Preço da Liberdade / Michael Collins”

Rebellion

Nota: ★★★☆

Na Semana Santa de 1916, enquanto a Europa estava mergulhada na Primeira Guerra Mundial, a Grande Guerra, uns poucos milhares de irlandeses se armaram e pretenderam se libertar do Império Britânico, proclamar e estabelecer a República da Irlanda.  Continue lendo “Rebellion”

Mulheres Divinas / Die Göttliche Ordnung

Nota: ★★★½

Deste Mulheres Divinas, produção suíça de 2017, dá para dizer o mesmo que eu disse sobre o inglês As Sufragistas/Suffragette, de 2015, que trata do mesmo tema: “É um daqueles filmes que são, além de belas obras de arte, também importantes documentos sobre episódios relevantes da História”. Continue lendo “Mulheres Divinas / Die Göttliche Ordnung”

O Destino de uma Nação / Darkest Hour

Nota: ★★★½

Darkest Hour, no Brasil O Destino de uma Nação (2017), do jovem talentosérrimo Joe Wright, defende uma tese: a de que foi Winston Churchill que fez o Reino Unido lutar contra a Alemanha nazista. Foi obra dele – e ele teve que enfrentar dura oposição de muita gente que preferia tentar um acordo de paz com Adolf Hitler. Continue lendo “O Destino de uma Nação / Darkest Hour”