Arquivos do Rótulo: Nota 2

Sangue de Artista / Babes in Arms

Nota: ★★☆☆

É impressionante como o cinema está presente em Babes in Arms, no Brasil Sangue de Artista, musical da Metro dirigido por Busby Berkeley em 1939, com a dupla de astros juvenis Mickey Rooney & Judy Garland. Ler Mais »

Sob o Sol da Toscana / Under the Tuscan Sun

Nota: ★★☆☆

É um fenômeno: tudo que se relaciona com Sob o Sol da Toscana é um tremendo sucesso. Ler Mais »

A Garota no Trem / The Girl on the Train

Nota: ★★☆☆

Três mulheres jovens e belas, uma delas tristíssima, angustiada, com inveja profunda da vida feliz que já teve, não tem mais e as outras ainda desfrutam. A questão eterna da maternidade. Traição, infidelidade – muita traição, muita infidelidade. E ainda a presença sempre, constante de trem, viagens de trem, o mais cinematográfico de todos os meios de transporte. Ler Mais »

Os 39 Degraus / The 39 Steps

Nota: ★★☆☆

Lá pelas tantas, a fantasticamente, tresloucadamente fantasiosa trama de Os 39 Degraus tem que mocinho e mocinha – que nutrem a maior antipatia do mundo um pelo outro – ficam ligados por um par de algemas. Consta que, antes de começar a filmar qualquer uma das diversas cenas com os dois daquele jeito, o diretor Alfred Hitchcock prendeu o braço direito de Robert Donat ao esquerdo de Madeleine Carroll com uma algema, e os deixou assim por várias horas, dizendo que não sabia onde tinha posto a chave. Ler Mais »

Duro de Espiar / Spy Hard

Nota: ★★☆☆

Esse Leslie Nielsen é uma figuraça, uma daquelas coisas que, como Deus para Voltaire, se não existisse, seria necessário inventar. Morreu em 2010 aos 84 anos, e sua passagem desta para melhor não foi lamentada como se lamenta o adeus aos grandes criadores. Ler Mais »

No, No, Nanette / Tea for Two

Nota: ★★☆☆

O título original do filme é o mesmo da canção famosérrima, “Tea for Two”. No Brasil e em outros países, ganhou o título de No, No, Nanette. A Nanette da história é interpretada por Doris Day, em seu primeiro papel como a principal figura do elenco, o primeiro nome a aparecer nos créditos iniciais. Ler Mais »

Creepy / Kurîpî: Itsuwari no rinjin

Nota: ★★☆☆

Creepy, policial de 2016 dirigido por Kiyoshi Kurosawa, começa muito bem, com uma belíssima abertura. Segue bem, com um clima denso de mistério bem realçado pela trilha sonora impressionante. Mas, depois da metade de seus longos 130 minutos, se perde feio numa trama inexplicável e inexplicavelmente cheia de furos. Ler Mais »

Meu Amante é do Outro Mundo / Earth Girls are Easy

Nota: ★★☆☆

Se no futuro estudiosos – terráqueos ou alienígenas – quiserem pesquisar sobre as obras do cinemão comercial americano mais despudoradamente bobas, besteróicas, mais desavergonhadamente distantes de qualquer lógica ou seriedade durante os anos 1980, este filme aqui é um prato cheio. Ler Mais »

Mothers and Daughters

Nota: ★★☆☆

Este Mothers and Daughters, produção americana de 2016, é mais um de tantos filmes sobre várias pessoas diferentes, cujas histórias às vezes se entrelaçam. Mosaicos, à la Short Cuts, ou, em linguagem de crítico de cinema, filmes com estrutura multiplot – algo que nos últimos anos tem ficado cada vez mais comum. Ler Mais »

Vítima de uma Paixão / Another Time, Another Place

Nota: ★★☆☆

Na época de seu lançamento, 1958, Another Time, Another Place, no Brasil Vítima de uma Paixão, foi muitíssimo falado. Não tanto por suas qualidades – ou defeitos –, não tanto por ele em si, mas pelas circunstâncias envolvendo sua atriz principal, Lana Turner, então uma das maiores estrelas do cinema mundial. Ler Mais »

A Vingança Está na Moda / The Dressmaker

zzdress1

Nota: ★★☆☆

Kate Winslet não é apenas uma das melhores, mais talentosas atrizes da História do cinema – é também uma atriz de grande sensibilidade e bom gosto na escolha dos papéis que aceita interpretar. Ler Mais »

Phoenix

zzfenix1

Nota: ★★☆☆

Phoenix, caprichada produção de 2014, começa muito bem – e a expectativa então é de que teremos um grande filme. Afinal, o diretor Christian Petzold e sua atriz preferida Nina Hoss vinham de um filme belíssimo, Barbara (2012), com roteiro do diretor e de Harun Farocki, exatamente como este aqui. Ler Mais »

Frankie & Alice

zzfrankie1

Nota: ★★☆☆

Chagas produzidas pelo racismo, pela injustiça social. Uma jovem e bela mulher negra com múltiplas personalidades – uma das quais é uma mulher branca mais velha e racista, e outra é uma criança que parece viver no mundo do mágico de Oz. Um médico competente, obstinado, determinado a cuidar da paciente contra tudo e todos, inclusive ela mesma. Ler Mais »

Atirem no Pianista/Tirez sur le Pianiste

zztirez1

Nota: ★★☆☆

São estranhos, esquisitos, desconcertantes os primeiros minutos de Atirem no Pianista/Tirez sur le Pianiste (1960), o segundo longa-metragem de François Truffaut, que em sua obra fica ensanduichado entre dois filmes memoráveis, importantes, em todos os sentidos – Os Incompreendidos/Les Quatre-Cents Coups (1959) e Jules et Jim (1962). Ler Mais »

Caminho da Redenção / Flamingo Road

zzflamingo1

Nota: ★★☆☆

Em 1949, Michael Curtiz e Joan Crawford, dois nomes de ouro que haviam feito juntos Mildred Pierce (1945), se reuniram novamente em Flamingo Road, no Brasil Caminho da Redenção. Ler Mais »