Desaparecida / Perdida

Nota: ★☆☆☆

Uma das características do cinema argentino das últimas décadas é a qualidade das interpretações. Os detratores de nuestros hermanos costumam gozá-los dizendo que eles se acham ingleses – mas a verdade é que os danados conseguiram mesmo obter um padrão de qualidade dos atores invejável, admirável, quase britânico. Continue lendo “Desaparecida / Perdida”

A Lenda dos Beijos Perdidos / Brigadoon

Nota: ★☆☆☆

Poderia chamar Dois Americanos na Escócia. Ou Dois Americanos no Mundo da Lua, ou na Ilha da Fantasia. Três anos depois do extraordinário sucesso de público e crítica de An American in Paris, o diretor Vincente Minnelli e o ator-dançarino-coreógrafo-cantor Gene Kelly voltaram a trabalhar juntos neste Brigadoon. Continue lendo “A Lenda dos Beijos Perdidos / Brigadoon”

Correspondente Estrangeiro / Foreign Correspondent

Nota: ★☆☆☆

Para fazer seu segundo filme nos Estados Unidos, em 1940, logo após o êxito de Rebecca, a Mulher Inesquecível, Alfred Hitchcock pediu muita coisa. “Construam para mim um pedaço de Amsterdã, um bom trecho de Londres, um avião do tamanho de um Atlantic Clipper, alguns hotéis, um moinho holandês e um pedaço do campo da Holanda”, ele pediu. E a produção entregou tudo. Continue lendo “Correspondente Estrangeiro / Foreign Correspondent”

Mil Vezes Boa Noite / Tusen Ganger God Natt

Nota: ★☆☆☆

Mil Vezes Boa Noite é um filme muito sério, muito bem intencionado. Pretende mostrar aos espectadores que o mundo é ruim. Ruim, muito ruim: há terrorismo no mundo, sabiam? Na Ásia, há gente que, com o maior orgulho possível e imaginável, se veste com um avental de bombas, e vai se explodir no meio de uma rua lotada para matar muita gente. Continue lendo “Mil Vezes Boa Noite / Tusen Ganger God Natt”

O Mercador de Almas / The Long, Hot Summer

Nota: ★☆☆☆

The Long Hot Summer, no Brasil O Mercador de Almas, de 1958, é um absoluto espanto. O diretor é o ótimo Martin Ritt. O elenco é espetacular: Paul Newman, Joanne Woodwarsd, Anthony Franciosa, Lee Remick – linda de morrer aos 23 aninhos de idade –, Angela Lansbury. E, como se não bastasse, Orson Welles. Continue lendo “O Mercador de Almas / The Long, Hot Summer”

O Homem do Oeste / Man of the West

Nota: ★☆☆☆

O Homem do Oeste, de 1958, foi o penúltimo western dirigido por Anthony Mann, um dos maiores realizadores de westerns. Depois dele, Mann ainda faria a refilmagem Cimarron (1960), e em seguida lançaria duas grandes superproduções, El Cid (1961) e A Queda do Império Romano (1964), e terminaria a carreira gloriosa com um filme de guerra, Os Heróis de Telemark (1965), e um de espionagem, O Espião de Dois Mundos (1968). Continue lendo “O Homem do Oeste / Man of the West”

A Cor da Noite / Color of Night

Nota: ★☆☆☆

A Cor da Noite (1994), um thriller cheio de cenas de sexo e furos na trama, é um recordista no universo dos filmes ruins. Teve nove indicações ao Framboesa de Ouro, o prêmio humorístico, sarcástico, atribuído aos piores filmes do ano em Los Angeles, em geral no mesmo dia dos Oscars, fora outras indicações e premiações em categorias de “pior” por duas outras instituições. Continue lendo “A Cor da Noite / Color of Night”