Como Fera Encurralada / Classe Tous Risques

Nota: ★★★☆

Claude Sautet foi um realizador de poucos filmes. Foram 16, no total, ao longo de 44 anos, entre 1951 e 1995 – e mesmo assim contando com um curta-metragem, Nous n’irons plus au bois (1950), e um em que seu nome não aparece como diretor, A Fera Está Solta/Le Fauve est Lâché (1959). Ele era o assistente do diretor, Maurice Labro, que morreu durante as filmagens, e concluiu o trabalho. Continue lendo “Como Fera Encurralada / Classe Tous Risques”

Torrentes de Paixão / Niagara

Nota: ★★★☆

Niagara, no Brasil Torrentes de Paixão, de 1953, é muito provavelmente o primeiro filme noir em Technicolor. O primeiro noir com o batom da femme fatale absolutamente vermelho forte, vivo, diferentemente dos grandes noirs que vieram antes, todos em glorioso preto-e-branco, com jogos de luz e sombra, chiaroscuro, herança de uma das suas maiores influências, o expressionismo alemão dos anos 20.    Continue lendo “Torrentes de Paixão / Niagara”

Mortalmente Perigosa / Gun Crazy

zzgun1

Nota: ★★½☆

Gun Crazy, produção feita fora dos grandes estúdios e lançada no iniciozinho de 1950, dirigida por Joseph H. Lewis, um realizador que privilegiava a aparência, a forma, os fogos de artifício, começa tratando de um dos temas mais sérios que pode haver: exatamente o que diz o título original, a paixão pelas armas. Continue lendo “Mortalmente Perigosa / Gun Crazy”

Passos na Noite / Where the Sidewalk Ends

zzside1

Nota: ★★★☆

Em 1950, seis anos de Laura, aquela absoluta maravilha, o produtor e diretor Otto Preminger reuniu novamente os dois atores do filme que todo mundo aprendeu a cultuar, Dana Andrews e Gene Tierney. A bela e a fera, de novo sob a batuta do austríaco que, parece, dirigia filmes com a dureza de um general prussiano. Continue lendo “Passos na Noite / Where the Sidewalk Ends”