Três Homens e uma Noite Fria / Kolme viisasta miestä

Nota: ★★½☆

Anotação em 2011: Este aqui é um filme muito, mais muito estranho, muito doidão. Não tenho a menor idéia do que o diretor Mika Kaurismäki – esse finlandês apaixonado pelo Brasil – quis dizer com aquilo. E, no entanto, é tão bem feito, com tanto talento, com interpretações tão maravilhosas, que não é um filme ruim de se ver. Continue lendo “Três Homens e uma Noite Fria / Kolme viisasta miestä”

Um Conto de Natal / Un Conte de Noël


Nota: ★★☆☆

Anotação em 2009: Os Vuillard são uma família marcada pela tragédia. Muitos deles são profundamente infelizes; alguns são bem doidos (um tem de fato o diagnóstico de esquizofrenia). Alguns se odeiam profundamente, alguns simplesmente não gostam um do outro. Quase todos são chatos de galocha. A mãe acaba de saber que tem uma doença gravíssima. Quer passar o Natal com eles? Continue lendo “Um Conto de Natal / Un Conte de Noël”

Serenata Prateada / Penny Serenade


Nota: ★★☆☆

Anotação em 2009: Serenata Prateada foi feito na época de ouro de Hollywood (é de 1941), por um diretor de respeito, George Stevens, e com um casal de grandes astros de seu tempo, Irene Dunne e Cary Grant. Os dois trabalharam juntos em três filmes – eram amados pelo público americano. No entanto, não é um bom filme, na minha opinião. Na verdade, me pareceu fraquinho – embora tenha uma legião de admiradores. Continue lendo “Serenata Prateada / Penny Serenade”

Se Meu Apartamento Falasse / The Apartment


Nota: ★★★★

Anotação em 2009: Este aqui é, na minha opinião, um dos melhores filmes que já foram feitos. Nada menos do que isso. Pertence àquela categoria excepcional dos pouquíssimos filmes perfeitos, em que nada sobra, nada falta. Tudo o que se vê na tela é obra de gênio. Continue lendo “Se Meu Apartamento Falasse / The Apartment”

Simplesmente Amor / Love Actually


Nota: ★★★★

Anotação em 2008: Este aqui é um dos melhores filmes que já foram feitos na história. É para se rever sempre que a gente se sentir triste, angustiado, desesperançado, achando que a humanidade é uma invenção que não deu certo. Continue lendo “Simplesmente Amor / Love Actually”

Um Homem de Família / The Family Man


Nota: ★★½☆

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Este aqui pertence ao que eu chamo de subgênero “E se a história tivesse sido outra?” Tem também uns elementos frank-caprianos, tipo dinheiro não é tudo e o que vale é a família e os amigos. Mas derrapa um pouco na hora de voltar para a história real. Continue lendo “Um Homem de Família / The Family Man”

O Amor Não Tira Férias / The Holiday


Nota: ★★★☆

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Esta é uma comedinha romântica tão gostosa quanto previsível – mas existe alguma comedinha romântica que não seja previsível? E mais ainda: existiria alguém interessado em imprevisibilidade em comédia romântica? Continue lendo “O Amor Não Tira Férias / The Holiday”

Anjo de Vidro / Noel


Nota: ★★½☆

 

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Um filme sensível, suave e triste. A gente está acostumado a ver Chazz Palminteri como ou tough guy ou wise guy – bandido, mafioso, algumas vezes vezes um policial, sempre um brutamontes. Estranho ver que quando ele escreve (Desafio no Bronx/A Bronx Tale, de 1993) ou dirige, caso deste filme aqui, ele é tão sensível, delicado; aí não tem tiros, brigas de gangue – ele fala de seres humanos, relações, afetos. Continue lendo “Anjo de Vidro / Noel”

A Felicidade Não Se Compra / It’s a Wonderful Life


Nota: ★★★★

Resenha na coluna O Melhor do DVD, no site estadao.com.br, em 2000: Com pouco mais de dez minutos de filme, a imagem é congelada. O espectador passa a ver uma foto do jovem James Stewart, os braços abertos em um gesto largo, o rosto surpreendido numa fração de segundo em que faz uma careta. A voz em off de um personagem pergunta por que parou, e outra voz em off responde: “Quero que você preste atenção neste rosto”. E o espectador também, assim como o personagem da voz em off, é obrigado a prestar atenção ao rosto do personagem central do filme, que está sendo introduzido neste momento. Continue lendo “A Felicidade Não Se Compra / It’s a Wonderful Life”