Justiça Injusta / The Sound of Fury / Try and Get Me

]

Nota: ★★★★

Este é um filme hoje bem pouco conhecido. Produção inteiramente independente em uma época – 1950 – em que isso raridade, não tem grandes astros; foi o último filme americano do diretor Cy Endfield antes que ele se mudasse para a Inglaterra, para fugir da caça às bruxas do macartismo. Continue lendo “Justiça Injusta / The Sound of Fury / Try and Get Me”

Secret City: Under the Eagle

Nota: ★★★½

Na primeira temporada, de 2016, Secret City, além de ser um ótimo entretenimento, uma série inteligente, bem realizada em todos os quesitos, defende uma tese séria: a de que a Austrália – o país em que ela foi feita, em que se passa a ação – não deveria ter alinhamento automático com os Estados Unidos. Continue lendo “Secret City: Under the Eagle”

Secret City

Nota: ★★★½

Pobre Austrália, país tão rico, tão grande, tão belo, tão aliado dos Estados Unidos – e no entanto tão perto da China. Creio que essa poderia ser o resumo da moral da história de Secret City, ótima série australiana de 2016 sobre política, relações internacionais, espionagem e jornalismo. Continue lendo “Secret City”

The Post: A Guerra Secreta / The Post

Nota: ★★★★

The Post, o filme de Steven Spielberg de 2017 sobre o jornal Washington Post e os Papéis do Pentágono, é um filme extraordinário em todos os sentidos, um filmaço, uma obra-prima – e de imensa importância, por relatar aqueles fatos que são fundamentais não apenas para a História dos Estados Unidos da América como também de toda a civilização humana. Continue lendo “The Post: A Guerra Secreta / The Post”

Adorável Vagabundo / Meet John Doe

Nota: ★★★½

O cinema de Frank Capra é tão otimista, tão esperançoso, tão believer, de um humanismo tão amplo, tão positivo, tão generoso, que, ao rever Adorável Vagabundo/Meet John Doe agora, nestes nossos tempos tão sórdidos, desesperançados, desalentados, cheguei a achar, por alguns momentos, que o filme era ingênuo, bobinho, tolo. Naïf, como as pinturinhas. Continue lendo “Adorável Vagabundo / Meet John Doe”

A Face de um Anjo / The Face of an Angel

Nota: ★★★☆

A Face de um Anjo (2014), do incansável realizador inglês Michael Winterbottom, trata de um crime real: o assassinato, a facadas e por asfixia, de uma jovem e bela estudante inglesa na Itália, em 2007. Mas não pretende, de forma alguma, reconstituir o crime, mostrar como aconteceu, quem matou. Passa longe, muito longe disso. Continue lendo “A Face de um Anjo / The Face of an Angel”

Uma Repórter em Apuros / Whiskey Tango Foxtrot

Nota: ★★★☆

Duas coisas ficaram remoendo na minha cabeça logo depois de ver Whiskey Tango Foxtrot, produção de 2016 que conta a história quase real de uma jornalista de televisão americana que trabalhou durante alguns anos em Cabul, capital do Afeganistão: como é o ridículo o título do filme no Brasil, e como Tina Fey é boa atriz. Continue lendo “Uma Repórter em Apuros / Whiskey Tango Foxtrot”

Correspondente Estrangeiro / Foreign Correspondent

Nota: ★☆☆☆

Para fazer seu segundo filme nos Estados Unidos, em 1940, logo após o êxito de Rebecca, a Mulher Inesquecível, Alfred Hitchcock pediu muita coisa. “Construam para mim um pedaço de Amsterdã, um bom trecho de Londres, um avião do tamanho de um Atlantic Clipper, alguns hotéis, um moinho holandês e um pedaço do campo da Holanda”, ele pediu. E a produção entregou tudo. Continue lendo “Correspondente Estrangeiro / Foreign Correspondent”

Mil Vezes Boa Noite / Tusen Ganger God Natt

Nota: ★☆☆☆

Mil Vezes Boa Noite é um filme muito sério, muito bem intencionado. Pretende mostrar aos espectadores que o mundo é ruim. Ruim, muito ruim: há terrorismo no mundo, sabiam? Na Ásia, há gente que, com o maior orgulho possível e imaginável, se veste com um avental de bombas, e vai se explodir no meio de uma rua lotada para matar muita gente. Continue lendo “Mil Vezes Boa Noite / Tusen Ganger God Natt”

Vítima de uma Paixão / Another Time, Another Place

Nota: ★★☆☆

Na época de seu lançamento, 1958, Another Time, Another Place, no Brasil Vítima de uma Paixão, foi muitíssimo falado. Não tanto por suas qualidades – ou defeitos –, não tanto por ele em si, mas pelas circunstâncias envolvendo sua atriz principal, Lana Turner, então uma das maiores estrelas do cinema mundial. Continue lendo “Vítima de uma Paixão / Another Time, Another Place”