Arquivos do Rótulo: Guerra

O Destino de uma Nação / Darkest Hour

Nota: ★★★½

Darkest Hour, no Brasil O Destino de uma Nação (2017), do jovem talentosérrimo Joe Wright, defende uma tese: a de que foi Winston Churchill que fez o Reino Unido lutar contra a Alemanha nazista. Foi obra dele – e ele teve que enfrentar dura oposição de muita gente que preferia tentar um acordo de paz com Adolf Hitler. Ler Mais »

Uma Aventura na Martinica / To Have and Have Not

Nota: ★★½☆

A mística em torno de To Have and Have Not, no Brasil Uma Aventura na Martinica, é imensa, densa, gostosa, passional – e enfumaçada, como eram os bares de antigamente. O filme, na verdade, é muitíssimo menor que a mística, a lenda, a fama, a glória, mas fazer o quê? Nada é perfeito. Ler Mais »

Land Girls

Nota: ★★½☆

Land Girls começa com uma tomada que é brilho puro, um show, uma maravilha, talento e cuidado artesanal saindo pelo ladrão. Em uma única tomada, longa, a câmara passeia pela plataforma de uma estação de trem apinhada de gente, no interior da Inglaterra, durante a Segunda Guerra Mundial, dá um giro de 360 graus sobre si mesma, e nos apresenta as três principais personagens da primeira temporada da série. Ler Mais »

Sniper Americano / American Sniper

Nota: ★★★☆

American Sniper, o 34º filme dirigido por Clint Eastwood, começa com uma demonstração de talento para encenar sequências de ação e uma belíssima, maravilhosa sacada, um brilhante efeito dessa peça fundamental da linguagem cinematográfica que é a montagem. Ler Mais »

Morituri

Nota: ★★★☆

Morituri, de 1965, é um daqueles casos de bons filmes que não tiveram o reconhecimento que merecem. Foi um fracasso de público e crítica na época do lançamento. Ler Mais »

Uma Repórter em Apuros / Whiskey Tango Foxtrot

Nota: ★★★☆

Duas coisas ficaram remoendo na minha cabeça logo depois de ver Whiskey Tango Foxtrot, produção de 2016 que conta a história quase real de uma jornalista de televisão americana que trabalhou durante alguns anos em Cabul, capital do Afeganistão: como é o ridículo o título do filme no Brasil, e como Tina Fey é boa atriz. Ler Mais »

A Primeira Vitória / In Harm’s Way

Nota: ★★★☆

Apesar de ser uma produção caprichada, com a prestigiosa assinatura de Otto Preminger, e um elenco multi-estelar como o de poucos, A Primeira Vitória/In Harm’s Way (1965) não foi um sucesso de crítica na sua época. Bem ao contrário, na verdade. Ler Mais »

Aliados / Allied

Nota: ★★★★

Aliados me deixou deslumbrado, boquiaberto, de queixo caído.

Vejo muitos filmes já faz tempo demais, e então, quando um filme novo me pega da maneira com que este Aliados pegou, fico ao mesmo tempo absolutamente contente e bastante surpreso. É uma sensação boa demais, e não é tão comum assim. Ler Mais »

Agnus Dei / Les Innocentes

Nota: ★★★★

Les Innocentes, que no Brasil e também em outros países ganhou o título de Agnus Dei, mostra, da maneira crua com que um professor de anatomia exibe para os alunos as vísceras de uma pessoa, como o ser humano pode ser vil, brutal, cruel, abjeto, desumano. E também demonstra como o ser humano é capaz dos gestos mais nobres, mais solidários, mais belos que um criador poderia pedir às criaturas feitas à sua imagem e semelhança. Ler Mais »

Esse Mundo é dos Loucos / Le Roi de Coeur

zzrei1

Nota: ★★★★

Le Roi de Coeur, no Brasil Esse Mundo é dos Loucos, de 1966, é um dos filmes mais encantadores e mais belos dos agitados, vulcânicos, loucos anos 60. Em termos pessoais, é um dos filmes mais marcantes, mais memoráveis que vi naqueles anos da adolescência, os anos em que estava descobrindo a vida. Ler Mais »

Cold Mountain

zzcold1

Nota: ★★★★

Que beleza, que maravilha, que filmaço é Cold Mountain. É um grande filme anti-guerras, com extraordinárias sequências de batalhas. É violento, forte, poderoso, na exibição de tanta violência, dor e miséria, física e espiritual, que acompanham a insensatez de uma guerra. E é uma belíssima história de amor. Ler Mais »

Entre Dois Mundos / Partition

zzpartition1

Nota: ★★½☆

Os exibidores brasileiros deram o título de Entre Dois Mundos a essa co-produção de Canadá-África do Sul-Inglaterra de 2007, mistura de épico com melodrama romântico. Ler Mais »

Caçadores de Obras-Primas / The Monuments Men

zztesouros1

Nota: ★★★☆

Há um esforço grande dos realizadores para que Caçadores de Obras-Primas, no original The Monuments Men, seja um filme com toques de bom humor, de graça. Para que não seja um drama pesado, maçante, desagradável. Ler Mais »

Flores do Oriente / Jin líng shí san chai

zzflores1

Nota: ★★★½

Flores do Oriente não tem vergonha alguma em apelar para as emoções do espectador. De ser chamado de sentimental, melodramático, até mesmo piegas. É isso tudo, sim – e é um belo filme. Zhang Yimou conta uma história incrível e trágica, inspirada em fatos reais, com aquele talento mastodôntico que já demonstrou tantas vezes. Ler Mais »

Paris Está em Chamas? / Paris Brûle-t-il?

zzparis1

Nota: ★☆☆☆

Pouquíssimos filmes, ao longo de toda a História do cinema, reuniram um número tão absurdo de grandes astros quanto Paris Está em Chamas?, superprodução francesa de 1966 assinada por René Clément, o autor de Brinquedo Proibido/Jeux Interdits (1952) e O Sol Por Testemunha/Plein Soleil (1960), entre outros filmes importantes. Ler Mais »