Arquivos do Rótulo: Festa de Casamento

Tinha Que Ser Você / Last Chance Harvey


Nota: ★★★½

Anotação em 2009: Quando o filme estava com uns 30 minutos, me peguei pensando: a rigor, este filme não precisa ter uma história boa, não precisa de nada – só ver Dustin Hoffman e Emma Thompson, esses atores maravilhosos, soberbos, brilhantes, já está bom demais. Ler Mais »

O Casamento de Rachel / Rachel Getting Married


Nota: ★★★★

Anotação em 2009: Um belo filme, extraordinariamente bem realizado e com interpretações magníficas. É um drama sobre relações familiares denso, barra pesadíssima como poucos. O cinema americano tem feito muitos filmes sobre problemas de famílias ditas disfuncionais, mas em geral usa um tom leve, até bem humorado. Aqui não há bom humor algum: a coisa é muito, muito feia. Ler Mais »

Mamma Mia!


Nota: ★★½☆

Anotação em 2009: A trama parte de uma única idéia interessante (que, a bem da verdade, já havia sido usada em um filme dos anos 60 com Gina Lollobrigida), mas a história resultante é bobinha a não mais poder, e a mesma piada-motivo de tensão se repete indefinidamente, ad nauseam. Ler Mais »

Ao Entardecer / Evening


Nota: ★★½☆

Anotação em 2008: Um monte de boas atrizes de várias partes do mundo e de diversas gerações – cacilda, não é todo dia que se reúnem Vanessa Redgrave, Glenn Close, Meryl Streep, Toni Collette, Natasha Richardson, mais a jovem Claire Danes. E, no entanto, o filme é um certo desapontamento. Ler Mais »

Simplesmente Amor / Love Actually


Nota: ★★★★

Anotação em 2008: Este aqui é um dos melhores filmes que já foram feitos na história. É para se rever sempre que a gente se sentir triste, angustiado, desesperançado, achando que a humanidade é uma invenção que não deu certo. Ler Mais »

O Casamento dos Meus Sonhos / The Wedding Planner


Nota: ★★☆☆

Anotação em 2008: Mais uma de tantas comedinhas românticas americanas assim assim. J.Lo interpreta Mary, a planejadora de casamentos do título original – a figura que gerencia, que cuida de tudo, organiza os casamentos e as festas de gente rica, em San Francisco. Ler Mais »

Licença para Casar / License to Wed


Nota: ½☆☆☆

Anotação em 2008: Um daqueles filmes que disputam o título de mais bobo dos últimos tempos – ou que pertencem ao quesito por que eu sou tão imbecil que vejo asneiras como esta? Ler Mais »

Depois do Casamento / Efter Brylluppet


Nota: ★★★★

Anotação em 2008: Eis aí um belíssimo filme – uma história de família, relações familiares, que vai surpreendendo o espectador com o impacto de um thriller bem feito e a profundidade de uma grande obra de arte. Ler Mais »

Imagine Eu e Você / Imagine Me & You


Nota: ★★★☆

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Mais uma prova, se é que ainda precisa, de que o melhor cinema do mundo se faz hoje naquelas ilhotas à esquerda da Europa. O filme é inteligente, leve, gostoso, bem feito, bem interpretado, bem intencionado sem ser professoral. Ler Mais »

Dizem por Aí / Rumor Has It…


Nota: ★★★★

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Isso é que a comédia romântica perfeita. Peguei no vídeo pelos atores; nem reparei que era dirigido por Rob Reiner, e muito menos que era uma espécie assim de falsa continuação da Primeira Noite de Um Homem/The Graduate. Ler Mais »

A Dama de Honra / La Demoiselle d’Honneur


Nota: ★☆☆☆

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Mais um dos 198 filmes de Claude Chabrol. Eta saco. Vamos lá ver, fazer o quê, né? Ler Mais »

Órfãos da Tempestade / Here Comes the Groom


Nota: ★★½☆

Anotação em 2001: As cenas em que Bing Crosby ensina Alexis Smith a se liberar da postura rígida dos ricos e mexer o corpo como as mulheres pobres e sensuais é uma maravilha. Ler Mais »

Noiva em Fuga / Runaway Bride


Nota: ★☆☆☆

Anotação em 2000: A sensação que tive, ao longo de quase todo o filme, foi a seguinte: e aí então os roteiristas, a pedido da indústria, ficaram pensando: que tipo de história podemos bolar pra fazer de novo um filme com a dupla de Uma Linda Mulher/Pretty Woman? Ler Mais »

Forças da Natureza / Forces of Nature


Nota: ½☆☆☆

 Anotação em 2000: Para este filme, seria preciso inventar a cotação duas bolas pretas. Não é apenas que o filme seja ruim – e ele é extremamente ruim, com uma estética MTV de cores que parecem falsas o tempo todo e ritmo de videoclip e aquelas bobagens de câmaras entortadas e super-contre-plongées imbecis. Ler Mais »

Simples como o Amor / The Other Sister


Nota: ★★½☆

Anotação em 2000: É típico cinemão de Hollywood com todas as suas características básicas; todos são muito, mas muito ricos; todos são muito bonitos; dá tudo sempre certo. E há muitas cenas de casamento elegantérrimo e chiquérrimo, seguindo as pegadas do sucesso de Quatro Casamentos e um Funeral e O Casamento do Meu Melhor Amigo. Mas o filme tem um mérito, que é tratar de subdotados – num meio de comunicação que sempre privilegia os superdotados. Ler Mais »