Cálculo Mortal / Murder by Numbers

Nota: ★★★☆

Murder by Numbers, no Brasil Cálculo Mortal, que Barbet Schroeder lançou em 2002, é um bom thriller, valorizado por excelentes atuações e alguns cenários deslumbrantes da costa da Califórnia. Sandra Bullock, essa moça que divide opiniões – parece ter tantos admiradores quanto detratores –, nunca esteve tão bem nem tão bela, na opinião deste admirador aqui. Continue lendo “Cálculo Mortal / Murder by Numbers”

A Busca / Historia de un Crimen: La Búsqueda

Nota: ★★★☆

Em 2010, uma tragédia familiar chocou e comoveu o México: uma garotinha de 4 anos de idade desapareceu de sua casa, num condomínio de ricos na cidade de Huixquilucan, na região metropolitana da capital federal. Nove dias depois, seu corpo foi encontrado – em seu próprio quarto, na sua própria cama. Continue lendo “A Busca / Historia de un Crimen: La Búsqueda”

Doze Jurados / De Twaalf

Nota: ★★★½

Doze Jurados, série belga da região de Flandres lançada em 2019, tem várias qualidades, de deixar cinéfilo boquiaberto, com vontade de aplaudir de pé como na ópera. O elenco é um deles. É uma coisa acachapante. São muitos personagens importantes, pelo menos duas dezenas – e todos os atores que os interpretam estão nada menos que ótimos. Continue lendo “Doze Jurados / De Twaalf”

Até a Vista, Querida / Murder, My Sweet

Nota: ★★★☆

Quando Murder, My Sweet, no Brasil Até a Vista, Querida, de 1943, já passa da metade de seus 95 minutos, o detetive particular Philip Marlowe vai à casa da bela jovem Ann Grayle, a filha de um milionário que ele havia conhecido dias antes. Está um lixo, um caco: sua roupa está toda desgrenhada, suja, amarrotada. Despenteado, a barba de três dias por fazer, parece que foi atropelado por um caminhão. Continue lendo “Até a Vista, Querida / Murder, My Sweet”

Lágrimas Tardias / Too Late for Tears

Nota: ★★★☆

Não tem para ninguém. Nem para a Phyllis Dietrichson de Barbara Stanwyck em Pacto de Sangue (1944), nem para a Cora Smith de O Destino Bate à Porta (1946) – nem para nenhuma outra. Embora essas personagens e atrizes citadas sejam muito mais famosas, a Jane Palmer de Lizabeth Scott em Lágrimas Tardias (1949) é a pior femme fatale dos filmes noir.

Continue lendo “Lágrimas Tardias / Too Late for Tears”

O Caminho da Tentação / Pitfall

Nota: ★★★½

John Forbes, o protagonista de O Caminho da Tentação/Pitfall, que André de Toth lançou em 1948, tem tudo que uma pessoa pode querer na vida – e milhões e milhões e milhões de seres humanos não têm. Uma mulher muito bela, boa pessoa, que o ama, um filho aí de uns 8, 10 anos legal, inteligente, esperto, que o adora. Uma casa ampla, gostosa, confortável, num bom bairro de Los Angeles, um emprego sólido. Continue lendo “O Caminho da Tentação / Pitfall”

12 Horas / Gone

Nota: ★★½☆

12 Horas, no original Gone, thriller do cinemão americano, de 2012, parte de uma premissa interessante. Quando sua irmã desaparece, uma jovem tem a certeza de que ela foi levada por seu sequestrador – o mesmo homem que, um ano antes, a havia mantido presa num buraco no meio de uma floresta. Continue lendo “12 Horas / Gone”

Lost Girls – Os Crimes de Long Island / Lost Girls

Nota: ★★★☆

Lost Girls, produção do cinema independente americano de 2020, deixa um travo duro, amargo, ruim, na garganta do espectador. Conta uma recente e triste, tristíssima história real, escancarando que, em pleno século XXI , em região privilegiada do país mais rico do mundo, a polícia falha – e falha brutalmente, pavorosamente. Continue lendo “Lost Girls – Os Crimes de Long Island / Lost Girls”

À Meia-Luz / Gaslight e À Meia-Luz / Gaslight

Nota: ★★★½

Nota: ★★½☆

À Meia-Luz/Gaslight, de 1944, é uma caprichada e aclamada produção de Hollywood, com diretor e atores de prestígio – George Cukor e Ingrid Bergman, Charles Boyer, Joseph Cotten. Teve nada menos que 7 indicações ao Oscar, inclusive o de atriz coadjuvante para Angela Lansbury em sua estréia no cinema, aos 17 anos de idade – e marcou o primeiro dos 3 Oscars da carreira de Ingrid. Continue lendo “À Meia-Luz / Gaslight e À Meia-Luz / Gaslight”