Arquivos do Rótulo: Crime

Grande Bolada / Arme Riddere

Nota: ★★½☆

O cinema ainda não descobriu direito o imenso potencial dos livros do escritor norueguês Jo Nesbø. Este Arme Riddere aqui, co-produção Noruega-Suécia de 2011, exibido na TV a cabo brasileira como Grande Bolada, foi apenas o segundo filme baseado em história de Nesbø; neste segundo semestre de 2016, os americanos já começavam a produzir uma refilmagem, com o mesmo título do filme original no mercado de língua inglesa, Jackpot. Ler Mais »

A Marca da Maldade / Touch of Evil

Nota: ★★★½

Orson Welles é o diretor mais incensado da História – e A Marca da Maldade/Touch of Evil, que ele lançou em 1958, após oito anos longe de Hollywood, em andanças pela Europa, é um dos filmes mais incensados de todos os tempos. Ler Mais »

A Cor da Noite / Color of Night

Nota: ★☆☆☆

A Cor da Noite (1994), um thriller cheio de cenas de sexo e furos na trama, é um recordista no universo dos filmes ruins. Teve nove indicações ao Framboesa de Ouro, o prêmio humorístico, sarcástico, atribuído aos piores filmes do ano em Los Angeles, em geral no mesmo dia dos Oscars, fora outras indicações e premiações em categorias de “pior” por duas outras instituições. Ler Mais »

A Piscina / La Piscine

zzpiscina1

Nota: ★★★☆

Quanta lindeza. E quanta tristeza.

Essas expressões ficaram pipocando na minha cabeça assim que terminei de ver pela primeira vez A Piscina, exatos 47 anos após o lançamento do filme, em 1969. Ler Mais »

O Assassino / L’Assassino

zzassassino1

Nota: ★★★☆

Elio Petri (1929-1982) ficou conhecido em todo o mundo principalmente por dois filmes excelentes, impactantes, polêmicos a não poder, que despertaram grandes paixões: Investigação Sobre um Cidadão Acima de Qualquer Suspeita (1970) e A Classe Operária vai ao Paraíso (1971). Este O Assassino, seu primeiro longa-metragem, de 1961, já mostrava uma dose imensa de talento. Ler Mais »

Atirem no Pianista/Tirez sur le Pianiste

zztirez1

Nota: ★★☆☆

São estranhos, esquisitos, desconcertantes os primeiros minutos de Atirem no Pianista/Tirez sur le Pianiste (1960), o segundo longa-metragem de François Truffaut, que em sua obra fica ensanduichado entre dois filmes memoráveis, importantes, em todos os sentidos – Os Incompreendidos/Les Quatre-Cents Coups (1959) e Jules et Jim (1962). Ler Mais »

De Repente, num Domingo / Vivement Dimanche!

zzvive1

Nota: ★★★½

Rever Vivement Dimanche! – o 21º e último longa-metragem de François Truffaut – me deu uma imensidão de prazer, alegria, contentamento. Que absoluta maravilha de filme! Ler Mais »

A Lista de Adrian Messenger / The List of Adrian Messenger

zzlista1

Nota: ★★★☆

O próprio John Huston dizia não ter um estilo, um jeito específico seu de fazer filmes, já que fazia filmes de todos os estilos, todos os jeitos, todos os gêneros. É bem verdade – talvez. Ou em parte. Ler Mais »

Carvão Negro, Gelo Fino / Bai ri yan huo

zzblack1

Nota: ★★★☆

Carvão Negro, Gelo Fino fisga o espectador desde as primeiras tomadas. A rigor, a rigor, já é fascinante desde antes de vermos as primeiras tomadas – só pelo título já encanta. Ler Mais »

Reinado do Crime / Borderline

zzborder1

Nota: ★★★☆

Uma deliciosa surpresa este Borderline, de 1950, de que eu jamais tinha ouvido falar, não tinha qualquer tipo de referência. Como é gostoso descobrir um filme sobre o qual não sabemos absolutamente nada. Ler Mais »

Sabotagem / Sabotage

zzsabotagem1

Nota: ★☆☆☆

Os guias de filme e os críticos todos falam muito bem deste Sabotage, que Alfred Hitchcock dirigiu em 1936, depois de fazer O Homem Que Sabia Demais (1934), Os 39 Degraus (1935) e Agente Secreto (também de 1936).

Tsc, tsc.  Ler Mais »

Ato de Violência / Act of Violence

zzato1

Nota: ½☆☆☆

Nem todo filme de grande diretor e com bons atores presta. Não é porque é noir – um dos gêneros mais adorados pelos cinéfilos mundo afora – que um filme é necessariamente bom. Ato de Violência, que Fred Zinnemann lançou em 1948, é mais uma prova dessas verdades inescapáveis. Ler Mais »

The Fall – A Primeira e a Segunda Temporadas

zzfall1

Nota: ★★★½

Há livros, filmes e séries sobre serial killers a dar com o pau. No entanto, mesmo em terreno tão batido, The Fall, série da TV britânica cuja primeira temporada foi lançada em 2013, inova. Ler Mais »

O Homem Que Sabia Demais / The Man Who Knew Too Much

zzman1

Nota: ★★★☆

A trama, a história que se conta em O Homem Que Sabia Demais 2.0, a versão americana e colorida de 1956 do filme inglês do mesmo nome de 1934, é, na minha opinião, uma bobagem danada, uma porcaria, um troço que, a rigor, não tem sentido, não se sustenta. Mas é Alfred Hitchcock refazendo Alfred Hitchcock, no auge da criatividade e do bom humor, e tem James Stewart e Doris Day – e então é um filme delicioso de se ver e rever. Ler Mais »

Os Corruptos / The Big Heat

zzbig1

Nota: ★★★½

The Big Heat, de 1953, no Brasil Os Corruptos, é um grande filme, uma obra-prima. É um dos melhores filmes da fase americana do alemão Fritz Lang, um dos maiores realizadores do primeiro século do cinema. Ler Mais »