Dama por um Dia / Lady for a Day

Nota: ★★★★

Dama por um Dia, que Frank Capra lançou em 1933, o quarto ano da Grande Depressão em que se afundaram os Estados Unidos, é um dos mais belos, ternos, envolventes contos de fada que já foram contados. É também provavelmente o filme mais otimista, positivo, believer desse cineasta excepcional que soube como nenhum outro injetar esperança nas platéias de cinema em um país varrido pelo desemprego, pela miséria. Continue lendo “Dama por um Dia / Lady for a Day”

O Diabo Disse Não / Heaven Can Wait

Nota: ★★★½

Belzebu, segundo Ernst Lubitsch, o homem do toque de elegância e inteligência, não tem rabo ou chifre, não é feio feito a fome, não carrega uma lança. É um homem alto, belo porte, elegante. Sua sala de trabalho, na entrada de Hades, é imensa, gigantesca, pé direito altíssimo. Em O Diabo Disse Não/Heaven Can Wait, de 1943, Belzebu tem toda a aparência de um CEO de uma poderosa corporação. Continue lendo “O Diabo Disse Não / Heaven Can Wait”

Ladrão de Alcova / Trouble in Paradise

Nota: ★★★★

Trouble in Paradise, no Brasil Ladrão de Alcova, que Ernst Lubitsch lançou em 1932, é a própria definição da expressão “comédia sofisticada”, segundo o crítico Leonard Maltin, o autor do guia de filmes mais vendido no mundo no tempo em que se vendiam guias de filmes. Continue lendo “Ladrão de Alcova / Trouble in Paradise”

Dr. Fantástico / Dr. Strangelove Or: How I Learned To Stop Worrying and Love The Bomb

Nota: ★★★★

Há filmes que ficam velhos, datados. Os que abusam dos maneirismos, dos modismos de seu tempo, esses tendem a envelhecer bem rapidamente, ao contrário dos que optam por uma narrativa mais escorreita, mais clássica. Estes últimos são naturalmente mais tendentes a virarem clássicos. Continue lendo “Dr. Fantástico / Dr. Strangelove Or: How I Learned To Stop Worrying and Love The Bomb”

Sócios no Amor / Design for Living

Nota: ★★★☆

A história de dois grandes amigos, amigos irmãos, unha e carne, que se apaixonam pela mesma mulher – que ama os dois, igualmente, ao mesmo tempo. O local: Paris, aquela cidade esplendorosa, talvez a cidade mais romântica do mundo. Um belo filme em ótima fotografia em preto-e-branco. Continue lendo “Sócios no Amor / Design for Living”

Coronel Blimp: Vida e Morte / The Life and Death of Colonel Blimp

Nota: ★★★★

Coronel Blimp: Vida e Morte, da dupla inglesa Michael Powell e Emeric Pressburger, de 1943, é uma obra-prima, um filmaço, dos maiores que já houve. E tem uma história de vida, se é que se pode usar a expressão, tão rica, complexa e séria quanto a trama que conta. Continue lendo “Coronel Blimp: Vida e Morte / The Life and Death of Colonel Blimp”

Um Banho de Vida / Le Grand Bain

Nota: ★★½☆

O ator e às vezes diretor Gilles Lellouche reuniu quatro dos mais famosos atores e às vezes diretores do cinema francês, todos entre os 45 e os 63 anos de idade, para fazer este Um Banho de Vida, no original Le Grand Bain – uma comédia sobre um grupo de homens que forma equipe de um esporte até há pouco apenas feminino, o nado sincronizado. Continue lendo “Um Banho de Vida / Le Grand Bain”

Sabes o Que Quero / The Girl Can’t Help It

Nota: ★★★☆

The Girl Can’t Help It, literalmente a garota não consegue evitar, no Brasil Sabes o que Quero, pode ser hoje – e creio que é – um filme pouco conhecido, pouco falado. Mas foi bem importante na época do lançamento, 1956: foi o primeiro filme de grande estúdio a apresentar o então novato, recém-chegado rock’n’roll. Continue lendo “Sabes o Que Quero / The Girl Can’t Help It”

Aqui em Casa Tudo Bem / A Casa Tutti Bene

Nota: ★★★☆

Quem estiver atrás de surpresas, reviravoltas, ineditismos não vai achar nada disso em A Casa Tutti Bene, no Brasil Aqui em Casa Tudo Bem (2018), de Gabriele Muccino. É um mezzo drama, mezzo comédia sobre família, relações familiares – e então não cabem surpresas, reviravoltas, ineditismos. Continue lendo “Aqui em Casa Tudo Bem / A Casa Tutti Bene”

Segredos de Alcova e O Diário de uma Camareira

Nota: ★★☆☆

Nota: ★★½☆

Ao longo de sua História, o cinema se mostrou encantado com Le Journal d’une Femme de Chambre, o romance do francês Octave Mirbeau publicado em 1900. A história foi filmada quatro vezes, em 1916, 1946, 1964 e 2015 – duas delas por diretores que estão entre os melhores, mais importantes de todos. Continue lendo “Segredos de Alcova e O Diário de uma Camareira”