Arquivos do Rótulo: Cinebiografia

O Jogo da Imitação / The Imitation Game

zzenigma1

Nota: ★★★★

A vida de Alan Turing parece ter sido escrita por um alucinado autor de histórias da ficção mais fantástica, mais incrível, mais inacreditável que possa haver. Segundo estudiosos, esse matemático inglês nascido em 1912 e morto jovem demais, pouco antes de completar 44 anos, encurtou em cerca de dois anos a Segunda Guerra Mundial, poupando mais de 14 milhões de vidas. Ler Mais »

Isabel – A Primeira Temporada

zzisabel1

Nota: ★★★½

Entre 2012 e 2014, os espanhóis produziram três temporadas de 13 episódios cada uma sobre a rainha Isabel I, que governou durante 30 anos, entre 1474 e 1504. A primeira temporada é uma beleza, um luxo, bem feitíssima em todos os quesitos. Ler Mais »

Cantinflas – A Magia da Comédia / Cantinflas

zzcanti1

Nota: ★★½☆

O cinema mexicano homenageou o mais popular de seus atores com uma superprodução cara, luxuosa, com um jeitão hollywoodiano – e que dá uma imensa importância a Hollywood. Ler Mais »

A Teoria de Tudo / The Theory of Everything

zzteoria1

Nota: ★★★★

Pessoas extraordinárias, espetaculares, vidas admiráveis, fascinantes. Feito com carinho, admiração, e absoluto capricho, o filme sobre Jane e Stephen Hawking só poderia mesmo ser uma beleza, uma maravilha. Ler Mais »

Gonzaga – De Pai pra Filho

zzgonzaga1

Nota: ★★★★

Gonzaga – De Pai pra Filho é um filme extraordinário. Ler Mais »

Lovelace

zzlovelace1

 

Nota: ★★★☆

Lovelace é um filme muito bom, mas, além disso, é importante, necessário. Era mesmo preciso contar a história de Linda Lovelace. Ler Mais »

Gainsbourg – O Homem que Amava as Mulheres / Gainsbourg (Vie héroïque)

zzgainsbourg1

Nota: ★★★☆

Gainsbourg é um filme muito doidão. Seu estilo é bastante difícil de se classificar. É uma cinebiografia que não se parece com nenhum outra – a não ser, talvez, Eu Não Estou Lá, aquela espécie de retrato multifacetado sobre “as várias vidas de Bob Dylan” que Todd Haynes dirigiu em 2007. Ler Mais »

Temple Grandin

zztemple1

Nota: ★★★☆

Temple Grandin é um daqueles tantos filmes que contam uma história de superação. Há quem goste muito desse tipo de história, como indica, por exemplo, o fato de a anotação sobre De Porta em Porta ser uma das mais lidas deste site. Mas também há, é claro, quem deteste. Ler Mais »

O Palhaço Que Não Ri / The Buster Keaton Story

Nota: ★½☆☆

A vida de Buster Keaton, um dos maiores gênios da comédia de todos os tempos, parece ter sido riquíssima, fascinante. Num curto espaço de tempo, ele saiu da pobreza para os píncaros da glória. Infelizmente, a cinebiografia dele, feita em 1957, nove anos antes de sua morte, não me pareceu um bom filme. Ler Mais »

J. Edgar

Nota: ★★★½

“O poder absoluto corrompe absolutamente.” A frase antiquíssima é a mais pura expressão da verdade, e aplica-se com perfeição a J. Edgar Hoover, um dos homens mais poderosos que já passaram pela face deste planeta, e cuja vida Clint Eastwood conta em seu filme mais recente, com o brilhantismo de sempre. Ler Mais »

O Último Dançarino de Mao / Mao’s Last Dancer

Nota: ★★★☆

A vida Li Cunxin é absolutamente extraordinária, fascinante. O australiano Bruce Beresford tem competência. Não poderia dar errado: O Último Dançarino de Mao, baseado na autobiografia do bailarino, é um belo filme. Ler Mais »

Telstar / Telstar: The Joe Meek Story

Nota: ★☆☆☆

Com a honrosa exceção dos aficionadíssimos pelo rock inglês pouco conhecido, obscuro, do início dos anos 60, imagino que pouca gente conheça Joe Meek, o homem cuja vida, ou ao menos parte dela, é retratada neste filme inglês Telstar/Telstar: The Joe Meek Story. Ler Mais »

A Jovem Rainha Vitória / The Young Victoria

Nota: ★★★☆

Anotação em 2011: Acadêmico. Formal. Antiquado. Muito provavelmente esses adjetivos devem ter sido usados pela crítica com relação a este A Jovem Rainha Vitória/Young Victoria. E é verdade. O filme é isso aí – caretão. Acadêmico, formal, antiquado, caretão e muito, muito bom. Impecável, em todos os aspectos. Ler Mais »

A Estrela / Star!

Nota: ★★★☆

Texto de Waldemar Lopes, convidado especial. (*) Disse o grande cineasta Robert Wise que, em 1963, quando buscava a atriz ideal para interpretar Maria Von Trapp, procurou Walt Disney, e este, entusiasmadíssimo, mostrou-lhe copiões da obra-prima Mary Poppins, com sua descoberta, Julie Andrews. Ler Mais »

Flor do Deserto / Desert Flower

Nota: ★★★½

Anotação em 2011: É muito bom, este Flor do Deserto. Tem um ou outro pequeno defeitinho, coisa pouca. Mas, sobretudo, é um filme importante, necessário. Conta, e conta muito bem, uma história real – trágica e bela – que todas as pessoas deveriam conhecer. Ler Mais »