Pássaro do Oriente / Earthquake Bird

Nota: ★★★☆

Earthquake Bird, no Brasil Pássaro do Oriente, de 2019, é uma caprichada, bem realizada co-produção Inglaterra-Japão-EUA passada inteiramente em Tóquio e arredores. Baseia-se em um livro de uma escritora inglesa que viveu no Japão – e certamente conhece muito do modo de vida daquele país. Continue lendo “Pássaro do Oriente / Earthquake Bird”

Borgen – A Primeira e a Segunda Temporadas

Nota: ★★★★

Borgen, série produzida pela televisão pública dinamarquesa, com três temporadas, entre 2010 e 2013, que chegou ao Brasil para valer em 2020, na Netflix, foi um grande sucesso de público e crítica – e isso é uma maravilha. Não é toda hora que tem aprovação tão ampla uma produção séria, destinada ao público adulto, maduro, sobre um tema importantíssimo, fundamental, mas em geral tido como pedregoso, duro, desinteressante – a política. Continue lendo “Borgen – A Primeira e a Segunda Temporadas”

Hebe: A Estrela do Brasil

Nota: ★★½☆

Hebe: A Estrela do Brasil, de 2019, dirigido por Maurício Farias, com Andrea Beltrão no papel-título, não é uma biografia de Hebe Camargo. É bem diferente, nesse sentido, de outros filmes mais ou menos recentes que contam as histórias de grandes personalidades da cultura brasileira, como Chacrinha – O Velho Guerreiro (2018) ou Gonzaga – De Pai Pra Filho (2012). Continue lendo “Hebe: A Estrela do Brasil”

Gentleman Jack

Nota: ★★★☆

No meio do terceiro dos oito episódios da série Gentleman Jack, caprichada produção da BBC e da HBO de 2019, a protagonista da história, Anne Lister, num momento de muito otimismo, confidencia à sua tia idosa e homônima, Anne, que está pensando em morar com Miss Walker. As duas têm se dado muito bem, e poderiam ser companheiras pelo resto da vida, Anne Lister conta para a tia. Seria uma combinação prudente – duas respeitáveis mulheres morando juntas como companhia uma para a outra. Continue lendo “Gentleman Jack”

Chamas do Destino / Le Bazar de la Charité

Nota: ★★★☆

A partir de um fato real – uma tragédia, um incêndio em área nobre de Paris em 1897 que causou 126 mortes, quase todas de mulheres ricas –, a escritora e roteirista Catherine Ramberg criou uma história absolutamente fascinante, impressionante, magnífica. Continue lendo “Chamas do Destino / Le Bazar de la Charité”

O Jantar / The Dinner

Nota: ★★★☆

O Jantar/The Dinner, produção americana de 2017, com um belo elenco (Richard Gere, Laura Linney, Rebecca Hall, Steve Coogan, mais Chloë Sevigny numa participação especial), é um filme pesado, duro, forte, violento. Daqueles que mostram um grande número de eventos terríveis, e – pior ainda – um grande número de pessoas desprezíveis, nojentas, asquerosas. Continue lendo “O Jantar / The Dinner”

Doze Jurados / De Twaalf

Nota: ★★★½

Doze Jurados, série belga da região de Flandres lançada em 2019, tem várias qualidades, de deixar cinéfilo boquiaberto, com vontade de aplaudir de pé como na ópera. O elenco é um deles. É uma coisa acachapante. São muitos personagens importantes, pelo menos duas dezenas – e todos os atores que os interpretam estão nada menos que ótimos. Continue lendo “Doze Jurados / De Twaalf”

Wasp Network: Rede de Espiões / Wasp Network

Nota: ★★★☆

Wasp Network é um filme fascinantemente internacional, globalizado. Narra fatos – reais – passados em Cuba, nos Estados Unidos e na América Central; é uma co-produção França-Brasil-Espanha-Bélgica, escrita e dirigida pelo francês Olivier Assayas, esse realizador que é a globalização em pessoa, filho de pai judeu turco – Jacques Rémy, nascido Raymond Assayas – que primeiro se radicou com a Itália e se casou com uma moça de origem húngara. Continue lendo “Wasp Network: Rede de Espiões / Wasp Network”

Sem Amor / Nelyubov

Nota: ★★★½

Sem Amor (2017), do diretor russo Andrey Zvyagintsev, é um filme aterrador. Apavorante, chocante, horripilante. Não, não é um filme de terror. Não tem fantasmas vingativos, espíritos maus – são só seres humanos. Sem Amor é um dos filmes mais pessimistas, mais desesperançados que já vi. Ele não tem dúvida alguma: tem certeza de que a humanidade é uma invenção que não deu mesmo certo.  Continue lendo “Sem Amor / Nelyubov”