Kamchatka


Nota: ★★★★

Anotação em 2003, com acréscimo em 2008: Uma beleza, uma maravilha. Foi uma das muitas pérolas da nova safra do cinema que se faz na Argentina que nos deixou e deixa maravilhados – uma beleza de safra que já trouxe os ótimos O Filho da Noiva, Lugares Comuns, O Abraço Partido, Memória de Quem Fica/18-j, Conversando com Mamãe, Clube da Lua/La Luna de Avellaneda. Herencia, Nove Rainhas, Não é Você, Sou Eu, As Leis da Família, XXY. Continue lendo “Kamchatka”

Alto Risco / When the Sky Falls


Nota: ★★★☆

Anotação em 2002 e complemento em 2008: Bom filme, baseado na vida de Veronica Guerin, a jornalista irlandesa que investigou a máfia de drogas no país e acabou levando a uma mudança na legislação da Irlanda, tornada mais rigorosa para que se possa combater mais eficazmente o tráfico. Joan Allen, ótima atriz, faz com competência o papel central. Continue lendo “Alto Risco / When the Sky Falls”

Riqueza Roubada / The Claim


Nota: ★★★☆

Anotação em 2002, com complemento em 2008: O filme faz lembrar muito o Quando os Homens São Homens/McCabe & Mrs. Miller, de Robert Altman, de 1971, que por acaso revimos há poucas semanas – a ambientação é exatamente a mesma, o Noroeste americano no final do século 19 durante a corrida do ouro; até a coisa das prostitutas é muito parecida. Continue lendo “Riqueza Roubada / The Claim”

Pollock


Nota: ★★☆☆

Anotação em 2002 e 2008: O filme, estréia na direção do ótimo ator Ed Harris, é muito bem feito. Tudo é muito correto – os atores, todos, estão muito bem, todos os aspectos técnicos são caprichados. O problema é o mesmo que acontece em muitas, muitas, mas muitas cinebiografias: a vida do biografado é chata, não tem brilho, não tem pegada, não dá uma boa história. Continue lendo “Pollock”

Lembranças de um Verão / Hearts in Atlantis


Nota: ★★★☆

Anotação em 2002: Vi sem saber que se baseava em Stephen King, esse sujeito que parece que escreve uma história de terror por dia, tão ampla é sua obra. E daí vem uma das coisas interessantes do filme: só mais para o final, quando já se passaram uns três quartos da ação, o espectador fica sabendo que há na história algo de extra-sensorial, de fantástico, a única praia de Stephen King. Continue lendo “Lembranças de um Verão / Hearts in Atlantis”

Anatomia / Anatomie


Nota: ★★½☆

Anotação em 2001: Jovem brilhante, segundas melhores notas do país (Franka Potente), vai estudar em conceituada escola de Medicina de Heidelberg, e rapidamente descobre que há na faculdade um grupo de professores e alunos que pertence a uma organização secreta, que faz experiências de vivissecação de corpos com pessoas ainda vivas. Continue lendo “Anatomia / Anatomie”

Encontrando Forrester / Finding Forrester


Nota: ★★½☆

Anotação em 2001: É como se falava nos leads e olhinhos das matérias sobre o filme que passaram pela minha frente: Gus Van Sant resolveu refilmar O Gênio Indomável, que tinha feito três anos antes, em 1997 (e até botou o Matt Damon numa pontinha no final). Lá, o gênio indomável era um fodão em matemática. Aqui, o gênio é um jovem negro do Bronx, com um imenso talento literário, além de para o basquete. Continue lendo “Encontrando Forrester / Finding Forrester”

Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento / Erin Brockovich


Nota: ★★★☆

Resenha na coluna O Melhor do DVD, no site estadao.com.br, em 2000: Erin Brockovich, o personagem central do mais recente filme de Steven Soderbergh, é uma mulher que foge do padrão. Tem algumas características que a diferenciam do convencional; é o oposto da pessoa formal. Extremamente desbocada, fala tanto palavrão quanto um personagem de Quentin Tarantino ou um estivador, seja em que ocasião for. Continue lendo “Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento / Erin Brockovich”

Audrey Hepburn / The Audrey Hepburn Story


Nota: ½☆☆☆

Anotação em 2000: Bola preta. Telefilmezinho chinfrim, muitíssimo abaixo do que mereceria Audrey Hepburn, essa atriz e mulher esplenderosa. Típico do telefilmezinho que não aposta um níquel na inteligência do espectador – muito ao contrário. Tudo é previsível, esquemático, supersimplificado, corriqueiro, banal. Continue lendo “Audrey Hepburn / The Audrey Hepburn Story”