Arquivos do Rótulo: 1960’s

O Grande Amor de Nossas Vidas / The Parent Trap

zztrap1

Nota: ★★½☆

Era 1961, e aqui, neste país periférico, atrasado, sequer existia divórcio, esse pecado implantado na Grã-Bretanha por Henrique XVIII lá por 1500 e tanto, que só chegaria ao Brasil em 1977. Mas, no filme – uma produção dos estúdios Disney, voltada para toda a família, em especial o público juvenil –, as duas garotinhas de 13 anos de idade conversam sobre o tema. Ler Mais »

Duas Garotas Românticas / Les Demoiselles de Rochefort

zzroche1

Nota: ★★★★

Se fosse para enumerar os dez melhores musicais da História, eu pediria um tempo para pensar. E minha lista seria, é claro, motivo de todo tipo de crítica: não há lista que agrade a todos, toda lista é necessariamente falha, ou questionável, ou as duas coisas. Ler Mais »

Zorba, o Grego / Zorba the Greek

zzzorba1

Nota: ★★★½

Zorba, o Grego foi um dos filmes mais icônicos, mais emblemáticos da primeira metade dos anos 1960. Poucos filmes marcaram tanto a minha geração quanto ele. Ler Mais »

Vidas em Fuga / The Fugitive Kind

zzkind1

Nota: ½☆☆☆

Em 1960, o então jovem Sidney Lumet lançou The Fugitive Kind, no Brasil Vidas em Fuga, um drama baseado na peça Orpheus Descending, do à época veneradíssimo Tennessee Williams. O elenco tinha nada menos que Marlon Brando e três grandes atrizes: Anna Magnani, Joanne Woodward e Maureen Stapleton. Ler Mais »

Esse Mundo é dos Loucos / Le Roi de Coeur

zzrei1

Nota: ★★★★

Le Roi de Coeur, no Brasil Esse Mundo é dos Loucos, de 1966, é um dos filmes mais encantadores e mais belos dos agitados, vulcânicos, loucos anos 60. Em termos pessoais, é um dos filmes mais marcantes, mais memoráveis que vi naqueles anos da adolescência, os anos em que estava descobrindo a vida. Ler Mais »

Os Comancheros / The Comancheros

zzcoman1

Nota: ★★★☆

Os Comancheros é um daqueles bons westerns produção A que ainda se faziam no início dos anos 60 – e foram ficando cada vez mais raros a partir daí. É dirigido por um mestre, Michael Curtiz, tem bom elenco encabeçado por John Wayne, uma trama sólida, interessante, diálogos saborosos, inteligentes, alguns dos elementos mais clássicos do gênero – e até outros bastante não convencionais. Ler Mais »

Privilégio / Privilege

zzprivilégio1

Nota: ★☆☆☆

Em 1967, o ano em que os Beatles lançaram Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band e Magical Mystery Tour e os Stones, Between the Buttons e Their Satanic Majesties Request, um estranho filme previa que, no futuro próximo, a Grã-Bretanha viveria num extraordinariamente tenebroso mundo em que governo, religião e indústria cultural se uniriam para usar a música pop como elemento de dominação da juventude. Ler Mais »

Beijos Proibidos / Baisers Volés

zzbeijos1

Nota: ★★★★

No final de Antoine et Colette, de 1962, o segundo volume de suas aventuras, Antoine Doinel está com 18 anos, vive sozinho e trabalha na fábrica de discos da Philips. Quando começa este Baisers Volés, de 1968, haviam-se passado, portanto, seis anos, Antoine está com 24, e há nada menos de três anos serve como soldado raso no exército francês. Ler Mais »

Antoine et Colette

zzantoine1

Nota: ★★★½

É preciso dizer de imediato: o conjunto de cinco filmes de François Truffaut com o personagem Antoine Doinel não é apenas uma das melhores obras do cinema, mas de toda a arte. Ler Mais »

Adeus às Ilusões / The Sandpiper

zzsandpiper1

Nota: ★★★☆

Não são muito comuns os filmes do cinemão comercial que discutem escala de valores, diferenças entre justiça e legalidade, esgarçamento de princípios éticos. The Sandpiper, no Brasil Adeus às Ilusões, que Vincente Minnelli lançou em 1965, na época da explosão do hippismo, vai fundo na discussão desses temas. Ler Mais »

Paris Está em Chamas? / Paris Brûle-t-il?

zzparis1

Nota: ★☆☆☆

Pouquíssimos filmes, ao longo de toda a História do cinema, reuniram um número tão absurdo de grandes astros quanto Paris Está em Chamas?, superprodução francesa de 1966 assinada por René Clément, o autor de Brinquedo Proibido/Jeux Interdits (1952) e O Sol Por Testemunha/Plein Soleil (1960), entre outros filmes importantes. Ler Mais »

A Espiã de Calcinhas de Renda / The Glass Bottom Boat

zzglass1

Nota: ★½☆☆

Seguramente o cinemão americano fez comedinhas tão bobas quanto esta aqui nos anos 60. Mas eu duvido seriamente se alguma delas consegue ser ainda mais boba do que The Glass Bottom Boat, no Brasil A Espiã de Calcinhas de Renda. Ler Mais »

Bonequinha de Luxo / Breakfast at Tiffany’s

zztiffany1

Nota: ★☆☆☆

Breakfast at Tiffany’s, no Brasil Bonequinha de Luxo é um dos filmes mais adorados da história. É um cult, um clássico. Teve 5 indicações ao Oscar, levou 2: no total, foram 15 prêmios, fora outras 8 indicações. Está nos livros 500 Must-See Movies e 1001 Filmes para Ver Antes de Morrer. Os guias de filme são pródigos em elogios. Ler Mais »

Mary Poppins

zzpoppins1

Nota: ★★★★

Mary Poppins é o máximo. É uma gloriosa maravilha.

É um dos melhores filmes para a toda a família que já foram feitos. É daqueles que deixam o espectador levitando, a alguns centímetros do solo. Ler Mais »

Um Convidado Bem Trapalhão / The Party

zzparty

Nota: ★★★☆

Um Convidado Bem Trapalhão, no original The Party, é um daqueles filmes que se sustentam por causa da interpretação do ator principal. Sem Peter Sellers, o filme não existiria. Ou, se existisse, se tivesse sido feito com algum outro ator, não teria a mesma qualidade. Ler Mais »