Arquivos da Categoria: Europa

Laranjas e Sol / Oranges and Sunshine

Nota: ★★★½

O título suave, gostoso, até poético, Oranges and Sunshine (no Brasil felizmente a tradução literal, Laranjas e Sol), contrasta com a história que o filme conta – pesada, sombria, tenebrosa, das mais chocantes que pode haver. Ler Mais »

Julieta

Nota: ★★★★

Podemos perfeitamente achar que conhecemos bem as pessoas mais próximas de nós – e estarmos profundamente enganados. Até mesmo nossos filhos, que achamos que conhecemos desde antes de nascerem.  Ler Mais »

Major / Manop

Nota: ★★★☆

Major, produção russa de 2013, é um filme impressionante. Na forma, é duro, seco, cru, agressivamente distante de qualquer beleza. Mostra uma Rússia suja, pobre, feia, brutal, violenta, corrupta. Ler Mais »

Uma Aventura na África / The African Queen

Nota: ★★★★

Acho que dá para afirmar, sem medo de errar, que Uma Aventura na África/The African Queen é um dos mais adorados de todos os filmes do período clássico de Hollywood. Ler Mais »

Longe Deste Insensato Mundo / Far From the Madding Crowd

Nota: ★★★½

É um luxo só a versão 2015 de Longe Deste Insensato Mundo, uma co-produção Inglaterra-EUA com o selo de garantia da BBC Films, um orçamento confortável, a direção segura do dinamarquês Thomas Vinterberg, um ótimo elenco e, nele, uma atriz mais que perfeita para o papel principal – Carey Mulligan. Ler Mais »

Assumindo a Direção / Learning to Drive

Nota: ★★★☆

A catalã Isabel Coixet é uma realizadora de filmes sobre pessoas comuns, gente como a gente, e seus relacionamentos com os outros – afetivos, passionais, familiares. Ela fala sobre a imensa maior parte da humanidade, e não sobre os temas da maioria dos filmes de hoje: bandidos, ladrões, assassinos, traficantes, super-heróis ou seres de alguma outra dimensão, diferente desta em que vivemos o eventual leitor e eu. Ler Mais »

A Garota Dinamarquesa / The Danish Girl

Nota: ★★★★

A Garota Dinamarquesa é um daqueles filmes absolutamente impecáveis, irrepreensíveis. Se é que existe perfeição em algo feito pelo homem, então A Garota Dinamarquesa é a perfeição. Ler Mais »

Que Estranho Chamar-se Federico / Che Strano Chiamarse Federico

Nota: ★★★★

Ettore Scola era um garoto de 9 anos de idade quando viu pela primeira vez o nome Federico Fellini. Seu avó era cego, e então pedia para o garoto ler para ele as histórias da Marc’Antonio, uma revista semanal humorística, satírica, publicada em Roma. Leu uma piada para o avó, e disse o nome do autor, Federico Fellini. Atento, observador, o velho comentou que aquele redator era novo na revista. Ler Mais »

Mulheres Diabólicas / La Cérémonie

Nota: ★★★★

La Cérémonie, o filme de Claude Chabrol de 1995 com sua musa Isabelle Huppert e mais um elenco estonteante, é um filmaço. Estupendo, extraordinário. Obra-prima. Ler Mais »

A Acusada / Lucia de B.

Nota: ★★★☆

Ao contrário de tantos filmes que fazem questão de trazer, logo de cara, a frase “baseado em fatos reais”, Lucia de B., no Brasil A Acusada, não usa essa afirmação. Mas não esconde, de forma alguma, que é, sim, a recriação no cinema de uma história real – uma dura, trágica, apavorante história real, acontecida há pouco tempo na civilizadíssima Holanda. Ler Mais »

Sob o Sol da Toscana / Under the Tuscan Sun

Nota: ★★☆☆

É um fenômeno: tudo que se relaciona com Sob o Sol da Toscana é um tremendo sucesso. Ler Mais »

Elle

Nota: ★★★☆

Elle vem sendo maciçamente, abundantemente incensado desde que foi exibido na mostra competitiva do Festival de Cannes, no dia 21 de maio de 2016. Ganhou 55 prêmios mundo afora, e teve mais 70 outras indicações. Ler Mais »

O Caso Farewell / L’Affaire Farewell

Nota: ★★★½

Como alguns outros grandes realizadores antes dele – John Huston, Otto Preminger, Erich von Stroheim, para citar só alguns –, o sérvio Emir Kusturica gosta de se aventurar como ator. E, como os três citados, quando faz isso, brilha. A interpretação de Emir Kusturica neste L’Affaire Farewell é magnífica, fantástica, extraordinária. Ler Mais »

Holiday

Nota: ½☆☆☆

Holiday tem três bons atores – Jean-Pierre Darroussin, Judith Godrèche e Josiane Balasko –, e uma sinopse anunciava um filme de suspense. Assim, me dispus a ver. Ler Mais »

Os 39 Degraus / The 39 Steps

Nota: ★★☆☆

Lá pelas tantas, a fantasticamente, tresloucadamente fantasiosa trama de Os 39 Degraus tem que mocinho e mocinha – que nutrem a maior antipatia do mundo um pelo outro – ficam ligados por um par de algemas. Consta que, antes de começar a filmar qualquer uma das diversas cenas com os dois daquele jeito, o diretor Alfred Hitchcock prendeu o braço direito de Robert Donat ao esquerdo de Madeleine Carroll com uma algema, e os deixou assim por várias horas, dizendo que não sabia onde tinha posto a chave. Ler Mais »