Arquivos da Categoria: Europa

11 Minutos / 11 Minut

Nota: ★★★½

As coincidências, as peças que o destino – ou Deus, os deuses, o fado, as fadas, a aleatoriedade, seja lá o que for – prega na gente são a matéria-prima de muitas das histórias de François Truffaut, Claude Lelouch, Jacques DemyKrzysztof Kieslowski. Com 11 Minutos, o polonês Jerzy Skolimowski parece ter querido fazer o filme definitivo sobre esse tema. Ler Mais »

Insubstituível / Médecin de Campagne

Nota: ★★★☆

O cinema francês teve um realizador especialista em discutir questões do Direito, da Justiça, André Cayatte. Tem um que é o próprio sinônimo do cinema político, Costa-Gavras. Um que tratava sempre das questões da ética, da religião, Robert Bresson. Agora desponta um cineasta da medicina, Thomas Lilti. Ler Mais »

O Jornal / Novine

Nota: ★★★☆

Políticos corruptos, a política tomada pela corrupção. Organização criminosa formada por político corrupto eleito para a chefia do Executivo e por magnata do setor de construção civil. Fortunas de dinheiro sujo sendo irrigadas para campanha eleitoral. Ler Mais »

Atentado em Paris / Bastille Day / The Attack

Nota: ★★★☆

Eis aí um bom filme de ação. Sim, tem muitas cenas de ação e sequências de lutas, mas são extremamente bem realizadas e não ocupam a maior parte do filme. Além delas, há uma bela trama, inteligente, bem engendrada, com personagens interessantes e atores em boas interpretações. Ler Mais »

Iris

Nota: ★★½☆

Tem uma trama muito boa, inteligente, envolvente, este suspense francês de 2016 – um polar, a palavra deles para thriller. Começa contando uma mentira para o espectador – e logo, logo mostra uma surpresa, que será a primeira de muitas. Ler Mais »

Dégradé

Nota: ★★★½

Tudo em Dégradé é extraordinário, admirável, desde a idéia inicial até os detalhes da realização. Extraordinário, admirável – e também chocante, apavorante, lancinante. Corta a pele do espectador feito peixeira de baiano. Corta e remexe a ferida, e vai enfiando mais para o fundo. Ler Mais »

Paixão Proibida / Onegin

Nota: ★★★☆

Há carradas de histórias de amor trágicas, na arte e na vida real, e sempre houve, desde os clássicos gregos, 400 anos antes de Cristo, até os jornais de hoje ou ontem: amor que rima com extrema dor, morte, horror. Ler Mais »

A Professora / Ucitelka

Nota: ★★★★

A Professora, do checo Jan Hrebejk, é um filmaço, uma obra-prima, um brilho, 102 minutos de primoroso cinema. É também um contundente, forte, violento, bem documentado libelo contra os totalitarismos, um minucioso estudo de como o autoritarismo vai se enraizando em absolutamente tudo, em cada detalhe da vida das pessoas que vivem sob uma ditadura. Ler Mais »

Águas Rasas / The Shallows

Nota: ★★★½

Águas Rasas/The Shallows, co-produção EUA-Austrália-Espanha de 2016 dirigida pelo espanhol Jaume Collet-Serra, é uma impressionante mistura de dor e beleza. É um filme de uma excelência plástica, visual, absolutamente admirável, esplendorosa – e, ao mesmo tempo, um filme difícil de se ver, porque é doloroso demais, angustiante demais. Ler Mais »

Ciúme à Italiana / Dramma della Gelosia (tutti i particolari in cronaca)

Nota: ★★★☆

Embora tenha a palavra “drama” no título original, Dramma della gelosia (tutti i particolari in cronaca), o primeiro dos dez filmes de Ettore Scola com Marcello Mastroianni – e o único do diretor com Monica Vitti, a musa de Michelangelo Antonioni e uma das deusas do cinema mundial na segunda metade do século XX – é uma comédia escrachada, aberta, escancarada. Ler Mais »

O Bar / El Bar

Nota: ★★½☆

O Bar, do realizador basco Álex de la Iglesia, tem muito de O Anjo Exterminador, a ópera surrealista que o iconoclasta profissional Luís Buñuel cometeu no México em 1962. Isso é óbvio demais, salta aos olhos. Mas tem também, na minha opinião, uma boa pitada de Os Pássaros (1963), de Alfred Hitchcock, e um tanto do odor de A Comilança (1973), de Marco Ferreri. Ler Mais »

Muito Amadas / Much Loved

Nota: ★★★☆

Muito Amadas acompanha o dia-a-dia de três prostitutas, de forma frontal, direta, crua. Mostra, portanto, uma realidade dura, barra pesada, que inclui humilhação, violência, abuso, e também consumo de vários tipos de droga – álcool, cocaína, maconha, haxixe –, festas desregradas, bacanais, sacanagem, safadeza. Ler Mais »

Ninguém Deseja a Noite / Nadie Quiere la Noche

Nota: ★★★½

A vida no limite: a privação de todos os confortos, de todas as coisas básicas. Fome, fome durante dias, semanas, meses; frio muito pior que o frio mais insuportável. Um ambiente mais hostil do que poderia imaginar a mente mais imaginativamente perversa, num absoluto fim de mundo. E, como se ainda pudesse haver um quadro pior que este, a coroar todo o sofrimento físico, ainda tem a dor moral da consciência da traição. Ler Mais »

O Mundo Fora do Lugar / Die Abhandene Welt

Nota: ★★★☆

Margareth von Trotta pertence àquele grupo de realizadores que têm uma espécie de marca registrada, que abordam basicamente os mesmos temas em diversos de seus filmes, e assim compõem uma obra coesa, coerente, harmônica. Ler Mais »

A Senhora da Van / The Lady in the Van

Nota: ★★★☆

“A mostly true story”. Uma história praticamente real. Uma história em boa parte real. Ler Mais »