Arquivos da Categoria: Europa

A Senhora da Van / The Lady in the Van

Nota: ★★★☆

“A mostly true story”. Uma história praticamente real. Uma história em boa parte real. Ler Mais »

007 – Os Diamantes São Eternos / Diamonds Are Forever

Nota: ★★½☆

007 – Os Diamantes São Eternos, de 1971, é o sétimo filme de James Bond, o sexto e penúltimo com Sean Connery no papel do agente secreto britânico com permissão para matar, o segundo dos quatro dirigidos por Guy Hamilton. Ler Mais »

Mil Vezes Boa Noite / Tusen Ganger God Natt

Nota: ★☆☆☆

Mil Vezes Boa Noite é um filme muito sério, muito bem intencionado. Pretende mostrar aos espectadores que o mundo é ruim. Ruim, muito ruim: há terrorismo no mundo, sabiam? Na Ásia, há gente que, com o maior orgulho possível e imaginável, se veste com um avental de bombas, e vai se explodir no meio de uma rua lotada para matar muita gente. Ler Mais »

Chocolate / Chocolat

Nota: ★★★½

Quando Chocolate estava aí com uns 30 minutos, me ocorreu que faltava drama, tensão. Foi só pensar isso, e não deu outra: a partir daí, o espectador tem uma hora e meia de drama demais, tensão demais, tristeza demais. Ler Mais »

Byzantium

Nota: ★★½☆

Quando começa a ação de Byzantium, faz 200 anos que Eleonor Webb, a personagem interpretada por Saoirse Ronan, tem 16 anos de idade. Como a ação se passa nos dias atuais, e o filme, lançado em 2012, foi rodado em 2010, podemos então verificar que Eleonor tinha já 16 anos quando Napoleão Bonaparte reinava sobre um imenso império que englobava praticamente toda a Europa. Ler Mais »

Laranjas e Sol / Oranges and Sunshine

Nota: ★★★½

O título suave, gostoso, até poético, Oranges and Sunshine (no Brasil felizmente a tradução literal, Laranjas e Sol), contrasta com a história que o filme conta – pesada, sombria, tenebrosa, das mais chocantes que pode haver. Ler Mais »

Julieta

Nota: ★★★★

Podemos perfeitamente achar que conhecemos bem as pessoas mais próximas de nós – e estarmos profundamente enganados. Até mesmo nossos filhos, que achamos que conhecemos desde antes de nascerem.  Ler Mais »

Major / Manop

Nota: ★★★☆

Major, produção russa de 2013, é um filme impressionante. Na forma, é duro, seco, cru, agressivamente distante de qualquer beleza. Mostra uma Rússia suja, pobre, feia, brutal, violenta, corrupta. Ler Mais »

Uma Aventura na África / The African Queen

Nota: ★★★★

Acho que dá para afirmar, sem medo de errar, que Uma Aventura na África/The African Queen é um dos mais adorados de todos os filmes do período clássico de Hollywood. Ler Mais »

Longe Deste Insensato Mundo / Far From the Madding Crowd

Nota: ★★★½

É um luxo só a versão 2015 de Longe Deste Insensato Mundo, uma co-produção Inglaterra-EUA com o selo de garantia da BBC Films, um orçamento confortável, a direção segura do dinamarquês Thomas Vinterberg, um ótimo elenco e, nele, uma atriz mais que perfeita para o papel principal – Carey Mulligan. Ler Mais »

Assumindo a Direção / Learning to Drive

Nota: ★★★☆

A catalã Isabel Coixet é uma realizadora de filmes sobre pessoas comuns, gente como a gente, e seus relacionamentos com os outros – afetivos, passionais, familiares. Ela fala sobre a imensa maior parte da humanidade, e não sobre os temas da maioria dos filmes de hoje: bandidos, ladrões, assassinos, traficantes, super-heróis ou seres de alguma outra dimensão, diferente desta em que vivemos o eventual leitor e eu. Ler Mais »

A Garota Dinamarquesa / The Danish Girl

Nota: ★★★★

A Garota Dinamarquesa é um daqueles filmes absolutamente impecáveis, irrepreensíveis. Se é que existe perfeição em algo feito pelo homem, então A Garota Dinamarquesa é a perfeição. Ler Mais »

Que Estranho Chamar-se Federico / Che Strano Chiamarse Federico

Nota: ★★★★

Ettore Scola era um garoto de 9 anos de idade quando viu pela primeira vez o nome Federico Fellini. Seu avó era cego, e então pedia para o garoto ler para ele as histórias da Marc’Antonio, uma revista semanal humorística, satírica, publicada em Roma. Leu uma piada para o avó, e disse o nome do autor, Federico Fellini. Atento, observador, o velho comentou que aquele redator era novo na revista. Ler Mais »

Mulheres Diabólicas / La Cérémonie

Nota: ★★★★

La Cérémonie, o filme de Claude Chabrol de 1995 com sua musa Isabelle Huppert e mais um elenco estonteante, é um filmaço. Estupendo, extraordinário. Obra-prima. Ler Mais »

A Acusada / Lucia de B.

Nota: ★★★☆

Ao contrário de tantos filmes que fazem questão de trazer, logo de cara, a frase “baseado em fatos reais”, Lucia de B., no Brasil A Acusada, não usa essa afirmação. Mas não esconde, de forma alguma, que é, sim, a recriação no cinema de uma história real – uma dura, trágica, apavorante história real, acontecida há pouco tempo na civilizadíssima Holanda. Ler Mais »