A Livraria / The Bookshop

Nota: ★★½☆

Todas as intenções, em A Livraria/The Bookshop, co-produção Espanha-Inglaterra-Alemanha de 2017, são nobres, boas, generosas. É a história de uma jovem viúva amante das letras e dos livros que luta para abrir e manter uma livraria em uma pequenina cidade litorânea inglesa no finalzinho dos anos 1950. Continue lendo “A Livraria / The Bookshop”

Um Instante de Amor / Mal des Pierres

Nota: ½☆☆☆

Mal de Pierres, no Brasil Um Instante de Amor, foi indicado para nada menos que 8 Césars, o maior prêmio do cinema francês, inclusive nas principais categorias: melhor filme, melhor direção para Nicole Garcia, melhor atriz para Marion Cotillard, melhor roteiro adaptado para a própria Nicole Garcia e Jacques Fieschi.

Continue lendo “Um Instante de Amor / Mal des Pierres”

007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro / The Man With the Golden Gun

Nota: ½☆☆☆

Bond, James Bond, na encarnação de Roger Moore, pula o muro e entra na gigantesca propriedade de um um bilionário chinês, um bandidão chamado Hai Fat (Richard Loo). Na piscina, nada uma bela chinesinha, que convida 007 para entrar. Ele diz que não tem roupa, ela diz que também não. Ele pergunta o nome: – “Chew Me”, ela responde, sorriso aberto. Continue lendo “007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro / The Man With the Golden Gun”

Uma Noite Real / A Royal Night Out

Nota: ★★½☆

A Royal Night Out, no Brasil Uma Noite Real e também A Noite da Realeza, de 2015, é uma grande brincadeira. Não é um grande filme – mas é engraçado, divertido, e inova neste que é quase um subgênero, o dos Filmes Sobre a Família Real Britânica: não pretende contar uma história verdadeira, reproduzir fatos históricos. Continue lendo “Uma Noite Real / A Royal Night Out”

Como Fera Encurralada / Classe Tous Risques

Nota: ★★★☆

Claude Sautet foi um realizador de poucos filmes. Foram 16, no total, ao longo de 44 anos, entre 1951 e 1995 – e mesmo assim contando com um curta-metragem, Nous n’irons plus au bois (1950), e um em que seu nome não aparece como diretor, A Fera Está Solta/Le Fauve est Lâché (1959). Ele era o assistente do diretor, Maurice Labro, que morreu durante as filmagens, e concluiu o trabalho. Continue lendo “Como Fera Encurralada / Classe Tous Risques”

O Orgulho / Le Brio

Nota: ★★★★

O Orgulho, no original Le Brio (2017) é antes de tudo, para começo de conversa, um ato de coragem. Para seu quinto longa-metragem como diretor, Yvan Attal – ator consagrado, experiente – escolheu temas difíceis, polêmicos demais: o racismo na França de hoje e o politicamente correto, o dever, a obrigação de ser politicamente correto no ambiente universitário. Continue lendo “O Orgulho / Le Brio”