Arquivos da Categoria: Europa

O Pecado Original / Les Parents Terribles

Nota: ★★★☆

Os fatos e as circunstâncias em torno de Les Parents Terribles (1948) são absolutamente fascinantes – tanto quanto, ou talvez até mais, que a trama desse drama familiar tão exagerado, tão superlativo e cheio de tantas reviravoltas que chega em alguns momentos a ser cômico. Ler Mais »

Casanova ’70

Nota: ½☆☆☆

No curto período entre 1963 e 1965, os gigantes Mario Monicelli e Marcello Mastroianni fizeram dois dos mais comentados filmes do total de sete em que juntaram seus talentos. Monicelli sempre foi mais ligado à comédia; Mastroianni fazia de tudo, alternava as gargalhadas de Divórcio à Italiana (1962) com a dureza da incomunicabilidade de A Noite (1961) com o féerico, onírico de Oito e Meio (1963). Ler Mais »

Invasão a Londres / London Has Fallen

Nota: ½☆☆☆

London Has Fallen, no Brasil Invasão a Londres, co-produção Inglaterra-EUA-Bulgária, em boa parte filmado neste último país, onde certamente os custos são mais baixos, teve orçamento de US$ 60 milhões. Nem é assim uma fortuna tão grande, se se comparar com outros filmes do cinemão comercial americano. Ler Mais »

Chamada para um Morto / The Deadly Affair

Nota: ★★★☆

Em 1966, nove anos depois de sua estréia no cinema com 12 Homens e uma Sentença/12 Angry Men, o americaníssimo Sidney Lumet, nascido na Filadélfia e radicado em Nova York, foi a Londres fazer um filme absolutamente britânico, baseado na primeira novela publicada por John le Carré. Ler Mais »

O Tesouro / Comoara

Nota: ★★★☆

Desconcertante. Desconcertante. O adjetivo ficou pipocando na minha cabeça, quando terminamos de ver O Tesouro, o filme de 2015 do romeno Corneliu Porumboiu. Ler Mais »

A Noite Americana / La Nuit Américaine

Nota: ★★★★

A Noite Americana (1973) é uma das mais belas declarações de amor ao cinema que já foram feitas. É alegre (e às vezes triste), envolvente, simpático, agradável, engraçado (e às vezes sério), gostoso, inteligente, terno, apaixonado, apaixonante. Ler Mais »

Agnus Dei / Les Innocentes

Nota: ★★★★

Les Innocentes, que no Brasil e também em outros países ganhou o título de Agnus Dei, mostra, da maneira crua com que um professor de anatomia exibe para os alunos as vísceras de uma pessoa, como o ser humano pode ser vil, brutal, cruel, abjeto, desumano. E também demonstra como o ser humano é capaz dos gestos mais nobres, mais solidários, mais belos que um criador poderia pedir às criaturas feitas à sua imagem e semelhança. Ler Mais »

A Bela e a Fera / La Belle et la Bête

zzbela1

Nota: ★★½☆

A Bela e a Fera versão 2014 é uma superprodução cara (33 milhões de euros, ou cerca de US$ 35 milhões), caprichadíssima em todos os quesitos técnicos, com efeitos especiais extraordinários, e um visual acachapante, fantástico. Ler Mais »

Terra e Liberdade / Land and Freedom


Nota: ★★★★

Obra-prima. Brilhante, emocionante, de fazer pensar e chorar. Desses filmes que fazem a vida valer a pena. Ler Mais »

A História de Adèle H. / L’Histoire d’Adèle H.

zzadele1

Nota: ★★★☆

Homem passional, apaixonado pelas mulheres e pelas paixões, François Truffaut tinha uma admiração sem fim por histórias de amor trágicas, tristíssimas, sem saída. Isso explica, acho, por que ele quis filmar a trágica, tristíssima, sem saída história de Adèle Hugo e seu amor louco, absolutamente insano, por um tenente inglês que não a amava. Ler Mais »

Blow-up

zzblow1

Nota: ★★★★

Uma das muitas coisas que me impressionaram, ao rever Blow-up agora, exatos 49 anos depois de ter visto duas vezes quase em seguida, com poucos dias de diferença, em 1967, foi: mas que antena fantástica tinham mestre Michelangelo Antonioni e seus colaboradores para escolher as pessoas nesta sua primeira aventura fora da Itália, em língua estrangeira. Ler Mais »

Ontem, Hoje e Amanhã/Ieri Oggi Domani

zzontem1

Nota: ★★½☆

Antes de mais nada: Ontem, Hoje e Amanhã, no original Ieri Oggi Domani, tem uma sequência antológica, maravilhosa, belíssima, encantadora, deliciosa. Ler Mais »

Phoenix

zzfenix1

Nota: ★★☆☆

Phoenix, caprichada produção de 2014, começa muito bem – e a expectativa então é de que teremos um grande filme. Afinal, o diretor Christian Petzold e sua atriz preferida Nina Hoss vinham de um filme belíssimo, Barbara (2012), com roteiro do diretor e de Harun Farocki, exatamente como este aqui. Ler Mais »

A Piscina / La Piscine

zzpiscina1

Nota: ★★★☆

Quanta lindeza. E quanta tristeza.

Essas expressões ficaram pipocando na minha cabeça assim que terminei de ver pela primeira vez A Piscina, exatos 47 anos após o lançamento do filme, em 1969. Ler Mais »

O Assassino / L’Assassino

zzassassino1

Nota: ★★★☆

Elio Petri (1929-1982) ficou conhecido em todo o mundo principalmente por dois filmes excelentes, impactantes, polêmicos a não poder, que despertaram grandes paixões: Investigação Sobre um Cidadão Acima de Qualquer Suspeita (1970) e A Classe Operária vai ao Paraíso (1971). Este O Assassino, seu primeiro longa-metragem, de 1961, já mostrava uma dose imensa de talento. Ler Mais »