Atraída pelo Perigo / Catchfire ou Backtrack


Nota: ★★☆☆

Anotação em 1995: Um filme muito estranho, e ao mesmo tempo bastante previsível. Daquele tipo de filme que se candidata desde o início a virar cult – tem todos os trejeitos, todas as manhãs, todos os truquezinhos para virar cult. Só que quem decide o que vira cult não é o diretor, é o público e a porra da crítica. Esse, por exemplo, não virou. Continue lendo “Atraída pelo Perigo / Catchfire ou Backtrack”

Wyatt Earp


Nota: ★★★☆

Anotação em 1995: Qualidade Lawrence Kasdan. A história do xerife de Dodge e Tombstone (que John Ford mostrou em Paixão dos Fortes/My Darling Clementine, com Henry Fonda, e John Sturges simplificou em Sem Lei e Sem Alma/Gunfight at the O.K. Corral) aqui é contada inteira, em detalhes, em um filme de mais de três horas de duração, e uma ênfase na coisa freudiana da formação de Wyatt Earp como uma pessoa apegada à noção, passada pelo pai, de que a família é a principal coisa da vida. Continue lendo “Wyatt Earp”

Recordações e Algumas Mentiras que seus Amigos Deixaram Passar / Wrestling Ernest Hemingway


Nota: ★★★☆

Anotação em 1995: Um daqueles filmes que o cinema americano começou a fazer mais a partir do final dos anos 80, os tais de que muita gente não gosta – filmes sensíveis, mais sobre sensações do que contando histórias. Continue lendo “Recordações e Algumas Mentiras que seus Amigos Deixaram Passar / Wrestling Ernest Hemingway”

O Clube da Felicidade e da Sorte / The Joy Luck Club


Nota: ★★★½

Anotação em 1995: Um filme sobre mães e filhas, os encontros e desencontros, as expectativas de uma em relação à outra, as frustrações, os mal-entendidos, o peso que uma exerce na vida da outra. São quatro pares de mãe e filha. Na verdade, é um detalhe o fato de que todas as mães sejam chinesas que emigraram para os Estados Unidos. Embora haja muitas referências à cultura chinesa, à tradição em que as quatro mães foram criadas, o filme é absolutamente universal porque o que conta é a relação de cada uma com sua filha, de cada filha com sua mãe. Continue lendo “O Clube da Felicidade e da Sorte / The Joy Luck Club”

Os Intocáveis / The Untouchables


Nota: ★★★½

Texto para a revista Afinal de 20 de outubro de 1987: Quando Indiana Jones se encontra com Sergei Mikhailovitch Eisenstein, em uma das seqüências mais brilhantes, mais bem realizadas deste quase um século de cinema, a platéia aplaude, grita, assobia – como nos velhos seriados, nos velhos filmes de bangue-bangue. Continue lendo “Os Intocáveis / The Untouchables”

A Cor Púrpura / The Color Purple

Nota: ★★★½

Texto publicado na revista Afinal de 12 de agosto de 1986: O mago desta vez veio sem sua cartola. Steven Spielberg, o maior fenômeno de bilheteria de toda a história do cinema mundial, o garoto prodígio de Hollywood, responsável por quatro dos oito filmes de maior renda já feitos até hoje, o Walt Disney da era dos computadores e dos videogames, que aos 25 anos era comparado a Orson Welles, abandonou a fantasia, a imaginação, a aventura, os efeitos especiais, os heróis, os monstrinhos, as naves espaciais – toda a sua marca registrada, a sua fórmula perfeita de fazer lotar as salas escuras de cinema ao redor do mundo de multidões ávidas de sonho. Continue lendo “A Cor Púrpura / The Color Purple”