Pesadelo Americano / American Gun


Nota: ★★★☆

Anotação em 2007, com complemento em 2008: O Senhor das Armas, que por coincidência vi alguns dias antes de ver este Pesadelo Americano, pega a corrida armamentista em escala global. Este aqui trata especificamente da disseminação de armas de fogo entre a juventude do Império mais poderoso do planeta – na linha de Tiros em Columbine e Elefante.

É sensível, forte, simples – e aborda um tema fundamental, da maior importância, com talento e coragem. O elenco é cheio de bons atores, em ótimas interpretações. Como outros filmes independentes americanos recentes, ele coloca boa parte da culpa pela violência desenfreada na incapacidade de comunicação entre pais e filhos.

São três histórias, independentes, em três pontos diferentes dos Estados Unidos – todas relacionadas a armas em escolas – que vão sendo contadas paralelamente.

Carl, o personagem de Donald Sutherland, tem uma loja de armas em Virginia, que recebeu do pai, que por sua vez tinha recebido do seu pai, e assim por diante, por várias gerações; uma neta dele (Linda Cardellini) acaba trabalhando na loja, como forma de garantir um dinheiro para pagar a escola. Carl gosta da mercadoria que vende; sabe tudo sobre ela – como se fosse um livreiro apaixonado por livros, como o João Livreiro, ou o dono de uma loja de discos apaixonado por música, como o Ademir da Pop’s. Não passa pela cabeça dele – simplesmente não passa – que a mercadoria que ele vende mata.   

Num bairro pobre, miserável de Chicago, outro Carl, interpretado por Forest Whitaker, é o diretor de uma escola pública onde a violência é parte do dia-a-dia, como comer e respirar.

No Oregon, Janet (Marcia Gay Harden, atriz de grande talento) cria sozinha o filho mais novo (Christopher Marquette), depois que o mais velho se matou depois de assassinar vários de seus colegas de escola; muitos dos seus vizinhos a consideram responsável pela tragédia, e a vida do filho adolescente, na mesma escola onde ocorreu a barbárie, é duríssima.

Foi o filme de estréia desse roteirista e diretor Aric Avelino, um jovem negro sobre o qual não achei muitas referências na internet. Uma estréia bem promissora.

Pesadelo Americano/American Gun

De Aric Avelino, EUA, 2005.

Com Marcia Gay Harden, Forest Whitaker, Donald Sutherland, Christopher Marquette, Linda Cardellini

Argumento e roteiro Steven Bagatourian e Aric Avelino

Produção IPC

Cor, 95 min.

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *