Marlene


Nota: ★★½☆

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Uma interessante, competente cinebiografia de Marlene Dietrich, desde o início da carreira, nos anos 20, o encontro com Josef Von Sternberg, até uma grande homenagem em Nova York, em que ela, gloriosa, perto do fim da vida, canta aquela versão maravilhosa, personalíssima, para Where have all the flowers gone, o hino pacifista de Pete Seeger.

A reconstituição de época é primorosa, os atores estão todos bem, e ele passa bem a importância desse imenso mito, uma das personalidades mais fascinantes do século 20.

Mas o melhor é pensar que é um filme alemão, o país que expulsou Marlene nos primórdios do nazismo e depois da guerra – em que ela lutou junto aos Aliados – teve imensa dificuldade em aceitá-la, por considerá-la traidora da pátria.

Marlene

De Joseph Vilsmaier, Alemanha-Itália, 2000.

Com Katja Flint, Hans Werner Meyer

Roteiro Christian Pfannenschmidt

Cor, 132 min  (125 min na versão exibida nos EUA, segundo o IMDB).

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *