Escritores da Liberdade / Freedom Writers


Nota: ★★★½

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Eis aí um filme sério, importante, e mais ainda por se basear numa história real.

É o relato da luta de uma professora idealista, Erin Grunwell – interpretada maravilhosamente por Hilary Swank – em uma boa escola de Los Angeles pós-distúrbios raciais do início dos anos 90 forçada a admitir alunos pobres, miseráveis, dos guetos de chicanos, chineses e negros.

Na primeira metade do filme, a conclusão só pode ser uma: a humanidade não tem jeito; a sociedade mais afluente da história do mundo chegou a um beco sem saída, onde só há espaço para violência, ódio racial e ignorância.

A segunda parte é de uma crença no poder da mudança que faz os believers de Frank Capra parecerem pessimistas – com o choque absurdo de que sabemos que aquilo aconteceu de verdade, a transformação de um bando de adolescentes rebeldes, violentos, ignorantes, vivendo fechados cada um no seu gueto e no meio da sua turma e odiando todos os demais, em seres humanos que querem aprender, melhorar.

Já houve vários filmes sobre professores idealistas diante de uma realidade brutal – desde o de Glenn Ford nos anos 50, Sementes da Vilência/Blackboard Jungle, até o de Michelle Pfeiffer nos anos 90, Mentes Perigosas/Dangerous Minds, passando por Ao Mestre com Carinho/To Sir With Love, com o grande Sidney Poitier, e o francês Professor: Profissão Perigo, ou Nosso Professor é um Herói/Le Plus Beau Métier du Monde, com Gérard Depardieu, e vários outros.

Mas este aqui retrata uma história absolutamente real, conforme nos mostram os extras do DVD, em que aparecem os personagens reais. É um filme que deveria ser mostrado para todos os professores do mundo – e para todas as pessoas que caem na perigosa tentação de achar que, ah, não tem jeito, não adianta, não tem conserto, não dá para fazer nada. O filme é o anti tudo isso, o anti-cinismo, é o Yes, We Can.

Richard LaGravanese, roteirista de talento reconhecido, que fez o belíssimo roteiro de As Pontes de Madison/The Bridges of Madison County, entre vários outros belos filmes, dirige com competência extrema, em estilo clássico, sem inventar moda, sem qualquer vontade de reinventar a roda. Consegue extrardinárias atuações de um bando de jovens negros, chicanos, descendentes de chineses. E faz um filme emocionante, impressionante.  

Escritores da Liberdade/Freedom Writers

De Richard LaGravenese, EUA, 2007.

Com Hilary Swank, Imelda Staunton, Scott Glenn

Roteiro Richard LaGravenese

Baseado no livro The Freedom Writers Diary: How a Teacher and 150 Teens Used Writing to Change Themselves and the World Around Them, de Erin Grunwell e os Freedom Writers

Música Mark Isham

Cor, 123 min.

***1/2

3 Comentários