A Dama e o Gângster / La Bonne Année


Nota: ★★½☆

Anotação em 2007, com complemento em 2008: Um Lelouch de 1973 que eu nunca tinha visto antes. Depois de cumprir pena, Simon, um ladrão de jóias (Lino Ventura), é libertado na véspera do Ano Novo e vai visitar Françoise, a mulher (Françoise Fabian) que amou tempos atrás.

A narrativa da saída dele da prisão e do trajeto até a casa de Françoise é entrecortada por flashbacks da época em que ele a conheceu e em que executou seu mais audacioso assalto, a uma joalheria de Cannes.

Lelouch cita a si próprio: na cadeia, antes da anistia de fim de ano que beneficia o personagem central, os prisioneiros assistem a Um Homem, Uma Mulher/Um Homme et Une Femme.

E cita a si próprio também no personagem do ladrão. Logo depois que Simon conhece Françoise, em Cannes, ela o convida para jantar na casa dela; ela é uma mulher rica, refinada; no jantar, reúnem-se diversos intelectuais, que têm aquelas conversas típicas de intelectuais, sobre livros, arte; Simon faz questão de mostrar que não conhece nada daquilo – é grosseiro, estúpido com os amigos de Françoise. É Lelouch puro, que sempre se achou desprezado pela intelectualidade e reage furibundo a ela.

A cantora Mireille Mathieu aparece fazendo o papel dela mesma, cantando em um bar por onde Simon passa. Lelouch tem uma fascinação por cantoras – em 2002, colocou a cantora Patricia Kaas como protagonista de Amantes & Infiéis/And Now, Ladies and Gentlemen, o único filme que ela fez na vida. E em 2005 fez de uma cantora um de seus personagens em A Coragem de Amar/Le Courage d’Aimer

Lino Ventura e Françoise Fabian foram premiados no Festival de San Sebastián, e a trilha de Francis Lai, veterano colaborador de Lelouch, desde Um Homem, Uma Mulher, foi indicada ao Bafta.  

Não é um filme ruim, de forma alguma. Mas também não é um ótimo filme. A verdade é que ele já não me seduziu como antigamente costumavam me seduzir todas as obras de Lelouch. Sei lá. Acho que perdi um pouco do encantamento que tinha por tudo o que ele fazia.

A Dama e o Gângster/La Bonne Anné

De Claude Lelouch, França, 1973.

Com Lino Ventura, Françoise Fabian, Mireille Mathieu

Argumento Claude Lelouch

Roteiro Pierre Uytterhoeven e Claude Lelouch

Música Francis Lai

Cor, 90 min. IMDB diz que houve uma versão com 115 min.

**1/2

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*