O Demônio da Argélia / Pépé Le Moko

Nota: ★☆☆☆

Anotação em 2002: Tem tomadas fantasticamente belas, com jogos de luzes e sombras seguramente influenciados pelo expressionismo dos anos 20, recriando as ruas da Casbah, o velho bairro árabe de Argel. Mas a história é fraquinha, e o endeusamento do gângster interpretado por Jean Gabin, embora tenha sido tão adotado pelo cinema nas décadas seguintes – ou exatamente por isso mesmo – enche um pouco o saco.

No seu Dicionário de Cinema – Os Diretores, Jean Tulard classifica este filme como uma obra-prima, “réplica francesa de Scarface, que se servia com habilidade do charme perturbador da Casbah”.

        O Demônio da Argélia/Pépé Le Moko

De Julien Duvivier, França, 1937.

Com Jean Gabin, Mireille Balin, Gabriel Gabrio

Roteiro Julien Duvivier e Henri La Barthe

Baseado em novela de Henri La Baarthe

P&B, 90 min.

Um Trackback

  1. Por 50 Anos de Filmes » Quando nasceram as estrelas em 31 maio 2011 às 5:23 pm

    […] Duvivier: Pega-Fogo/Poil de Carrote (1932); O Demônio da Argélia/Pépé Le Moko (1937); Mistérios da Vida/Flesh and Fantasy (1943); O Diabo e os Dez Mandamentos/Le Diable et les […]

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*