O Homem do Braço de Ouro / The Man With the Golden Arm


Nota: ★☆☆☆

Anotação em 2001: Eis aí mais um clássico muito falado e admirado que se revelou, para mim, uma grande porcaria. Certo: tem importância histórica, por ter sido um dos primeiros filmes, senão o primeiro, a abordar de frente a dependência de drogas fortes (não se fala que droga é, mas deve ser heroína).

É muito, mas muito, mas muito ruim – e mais uma vez me ocorre como o Otto Preminger era irregular, capaz de fazer filmes brilhantes e outros que são merda pura. Os personagens, as situações, nada tem lógica, nada se sustenta de pé. Por exemplo: não há nada que explique ou justifique por que o personagem central, interpretado por Frank Sinatra, exerce tanta fascinação sobre as pessoas. A personagem da dançarina de boate, interpretada pela Kim Novak, é totalmente, absolutamente inverossímil.

Há situações que se repetem insistentemente – e desnecessariamente. Eleanor Parker arregala os olhos quando percebe que é flagrada de pé (o personagem dela se finge de paraplégico) pela primeira vez. E, na segunda vez, arregala os olhos do mesmo jeito estúpido, idiota.

Há simplificações cretinas, absurdas. Depois de uma noite enfrentando a cold turkey, a abstinência, o personagem de Sinatra ressurge perfeitamente curado, santificado, de bem com a vida, disposto a mudar tudo o que não mudou ao longo da vida e do filme inteiros.

A única coisa que presta no filme é a beleza esplendorosa, estonteante, de Kim Novak – mas mesmo ela incomoda, porque não tem nada a ver com a história, com a personagem, com o mundo em que vive; é falsa, dissonante, irreal.

Um horror.

Leonard Maltin diz que o filme foi ousado na época, agora parece datado, mas ainda é poderoso, e ressalta que a trilha sonora de Elmer Bernstein é memorável – e nisto, especificamente, ele tem toda razão.  

O Dicionário de Georges Sadoul diz que é o melhor filme de Preminger e a melhor interpretação de Sinatra, “de rosto angustiado e infeliz”; diz que a trama é um pouco melodramática, mas “tem menos importância que a atmosfera densa, a descrição dos locais de prazer americanos, os personagens e as relações entre eles”.

Então tá.

           O Homem do Braço de Ouro/The Man With the Golden Arm

De Otto Preminger, EUA, 1955.

Com Frank Sinatra, Kim Novak, Eleanor Parker

Roteiro Walter Newman e Lewis Meltzer

Baseado em novela de Nelson Algren

Música Elmer Bernstein

P&B, 119 min.

Um Comentário