Adorável Professor / Mr. Holland’s Opus


Nota: ★☆☆☆

Anotação em 2001: É o tal negócio: de boas intenções o inferno está cheio. Este filme é muitíssimo bem intencionado – mas lacrimoso e  ruinzinho.

Este, sim, é o protótipo do que as pessoas chegadas a uma Mostra de Cinema chamam do filme americano – é um filmequinho babaca. Um monte de atores bons, mas desperdiçados. Os personagens são fragilmente construídos. Qual é o sentido, por exemplo, de a) o adorável professor ser tão absolutamente insensível com o filho surdo enquanto é sensível para todo o mundo em sua volta? e b) o adorável professor tão repentemente cair a ficha e virar o melhor pai do mundo?

O Leonard Maltin gostou, deu três estrelas em quatro. Disse que a história é sentimental e antiquada, sobre um músico que relutantemente se emprega como professor de música de uma escola, e passa 30 anos de sua vida dedicado a fazer com que os adolescentes amem a arte. “É um fazedor de lágrimas de esquentar o coração, e Dreyfuss está perfeito como o personagem principal.”

Cada um, cada um.

Adorável Professor/Mr. Holland’s Opus

De Stephen Herek, EUA, 1995.

Com Richard Dreyfuss, Olympia Dukakis, William H. Macy, Alicia Witt, Terrence Howard

Argumento e roteiro Patrick Sheane Duncan

Cor, 143 min.

Um Trackback

  1. Por 50 Anos de Filmes » Tubarão / Jaws em 11 outubro 2017 às 3:37 pm

    […] foi: que fascinantes são os três personagens centrais, interpretados por Roy Scheider, Richard Dreyfuss e Robert Shaw, que ocupam, sozinhos (e mais o tubarão, claro), toda a segunda metade do filme. […]

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*