Indo Até o Fim / Going All the Way


Nota: ★½☆☆

Anotação em 1999: Mais uma das milhares de histórias do rito de passagem da adolescência para a idade adulta em cidadezinha do interior dos Estados Unidos. No caso, são dois rapazes que voltam do exército para Indianapolis em 1954, depois da guerra da Coréia.

Um deles, Sonny (Jeremy Davies, que faz o soldado medroso em O Resgate do Soldado Ryan) tímido, introspectivo, mais imaturo; o outro, Gunner (Ben Affleck, que na capa do vídeo aparece em primeiro lugar, por ter ficado mais conhecido do público), seguro de si, líder natural.

O que incomoda é a aparente imaturidade do diretor. O filme não se define por um estilo. Às vezes assume um tom aberto de farsa – exacerba na caracterização da família de Sonny como o protótipo da babaquice calhorda reacionária moralista de visão estreita. Às vezes pretende ser realista. Vira uma salada indefinível. Na contestação dos valores atrasados, retrógados, da cidade pequena, opta pela mudança dos personagens para Nova York como a saída para o crescimento, a libertação – uma saída adolescente, pequena, comum demais.

Taí: o que o fica é que é um filme adolescente.

Indo Até o Fim/Going All The Way

De Mark Pellington, EUA, 1997.

Com Jeremy Davies, Ben Affleck, Amy Locane, Rachel Weisz, Rose McGowan, Jill Clayburgh, Leslie Ann Warren

Roteiro Dan Wakefield, baseado em seu romance

Música Tomandandy

Produção Lakeshore

Cor, 103 min.

*1/2

Um comentário para “Indo Até o Fim / Going All the Way”

Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *