8 MM


Nota: ★★☆☆

Anotação em 1999: Um thriller de ritmo propositadamente lento – e já gostei disso -, com uma imensa repugância pela indústria do cinema pornográfico de mais baixo calão, feito para satisfazer taras. A música, com tons árabes, à la Nusrat Fateh Ali Khan, ajuda. O clima é sombrio, de decadência, podridão, no submundo pornô primeiro de Los Angeles e depois de Nova York.

Roteirista e diretor, no entanto, deixam escapar o que poderia ser um bom filme ao propor o pior dos mundos, a justiça pelas próprias mãos, a pena de morte dos bandidos nojentos (e eles são de fato nojentos) decidida pelo detetive particular Tom Welles (Nicolas Cage). Uma pena.

Aliás, esse diretor Schumacher é reincidente nessa coisa de defender a vingança com as próprias mãos. Ele fez também Tempo de Matar/A Time to Kill, de 1996, baseado em John Grisham, que, embora seja um bom filme, tem essa grave incorreção moral, e fez ainda, em 1994, Um Dia de Fúria/Falling Down, aquele em que um homem comum (interpretado pelo Michael Douglas) fica puto da vida e sai atirando a três por dois.

8 MM

De Joel Schumacher, EUA, 1999.

Com Nicolas Cage, Joaquin Phoenix, James Gandolfini, Peter Stormare, Catherine Keener

Roteiro Andrew Walker

Música Mychael Danna

Cor, 123 min.

Um Trackback

  1. […] diretor Joel Schumacher, que se deixe claro, não é sujeito de comédia de costumes, comédia romântica, comédia […]

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*