Brincando de Seduzir / Beautiful Girls


Nota: ★★½☆

Anotação em 1997: O filme demora um pouco a mostrar a que veio. Começa como mais um desses filminhos banais e sem graça e sem inteligência sobre um grupo de jovens de cidade pequena do interior. Depois engrena, vai mostrando, com alguma sensibilidade, os problemas afetivos e as dificuldades de relacionamento entre as mulheres e os homens do grupo. Acaba discutindo a fixação dos homens (ou de boa parte deles) pelas mulheres especialmente bonitas, e a óbvia verdade de que o ser humano é maior que a beleza.

A história se centra em dois rapazes, ali da faixa dos 28-30 anos. Um deles (Timothy Hutton) foi para Nova York tentar a vida como pianista, mas não deu muito certo; o namoro também não anda muito bem, e ele resolve voltar pra cidadezinha natal, no Meio Oeste, para dar um tempo. Eventualmente ficará atraído afetivamente por uma vizinha de 13 anos de idade; depois, ficará atraído por um mulheraço da cidade grande, no caso Chicago (Uma Thurman), que vai passar umas semanas com uns primos na cidadezinha; e depois voltará para Nova York com a namorada, que acontece ser linda também.

O outro rapaz (Matt Dillon, já passado dos 30, mas ainda com uma baby face que permite interpretar um personagem jovem), assim como os demais da turma, não saiu da cidadezinha; ganha a vida com um carro com pás de trator que tira neve das ruas. Foi durante um bom tempo amante de uma mulher casada, que continua a fim dele, mas agora ele não quer mais, quer ir em frente com a nova namorada (nada menos que Mira Sorvino). Os dois personagens são pessoas sensíveis, de bom caráter; são exemplares da tal da maioria esmagadora, gente simples, honesta e boa, que o cinema de Hollywood em geral despreza para pegar os poucos que são fora da lei e saem por aí matando gente como se mata barata. Esse é um mérito grande do filme. Há na turma os babacas, os que só pensam em sexo, aparência; mas a maior parte é de pessoas simples, honestas e boas, gente como a gente.

Brincando de Seduzir/Beautiful Girls

De Ted Demme, EUA, 1996.

Com Timothy Hutton, Uma Thurman, Matt Dillon, Mira Sorvino, Noah Emmerich, Annabeth Gish, Lauren Holly, Rosie O’Donnell, Max Perlich

Fot Adam Kimmel

Roteiro Scott Rosenberg

Cor, 112 min.

4 Comentários

  1. marcio
    Postado em 14 dezembro 2008 às 7:22 pm | Permalink

    Brincando de Seduzir é daqueles filmes que a gente assiste de preferência lá pela uma ou duas da madrugada e depois vai prá cama com aquela sensação de como é bom viver.

  2. Daniel Nogueira
    Postado em 24 Abril 2009 às 7:40 pm | Permalink

    Olá alguém sabe onde encontro esse filme em DVD?. Aqui em BH. nao acho em nenhuma locadora, so dizem que antes tinham em VHS.

  3. Sérgio Vaz
    Postado em 25 Abril 2009 às 1:54 pm | Permalink

    Aparentemente, o DVD do filme está fora de catálogo; não o encontrei nos sites – nem mesmo no Amazon.

  4. Heleusa
    Postado em 13 Janeiro 2012 às 5:58 pm | Permalink

    Este filme é perfeito. Um elenco sem grandes estrelas (exceto Natalie Portman, que na época era uma garotinha), uma trilha sonora belíssima e um roteiro que não ofende a inteligência da gente. É uma pena que jamais tenha saído em DVD. Tenho esperanças, já que “O Reencontro” foi lançado.

Postar um Comentário

O seu email nunca é publicado ou compartilhado. Os campos obrigatórios estão marcados com um *

*
*